sábado, 15 de dezembro de 2012

O legado que é de todos nós


Em artigo no O POVO deste sábado (15), o editor adjunto do Núcleo de Conjuntura do O POVO, Luiz Henrique Campos, destaca as homenagens ao centenário de Gonzagão. Confira:

Justíssimas as homenagens prestadas nos últimos dias pela passagem do centenário de nascimento de Luiz Gonzaga, em 13 de dezembro. Para uma época na qual era difícil até chegar fisicamente ao sul maravilha, conseguir como ele conseguiu construir uma obra e levá-la ao patamar em que se encontra hoje, abrindo portas e quebrando preconceitos, qualquer lembrança, todavia, ainda é pouco para esse artista com ares de mito nos mais inóspitos rincões do sertão nordestino.
Como bem disse Alceu Valença em belíssimo show na quinta-feira no Recife, na celebração dos 100 anos de Gonzagão, mais importante do que a comemoração é a manutenção do legado do rei do baião através de ações cotidianas, e não só de efeméride.
O recado não poderia ter sido mais direto para aqueles que se propugnam donos e manipuladores dos gostos e preferências populares, criando e vendendo artistas descartáveis que muitas vezes não resistem a prazos de validade de 12 meses. É nessa luta desigual que vemos a cada dia o embrutecimento de uma geração já acostumada ao passageiro e ao fútil, que nada acrescenta à cultura e aos valores da Região marcada pela convivência com as dificuldades, mas também pela capacidade de se superar e vencer as agruras.
Sempre que possível, portanto, não se pode desperdiçar o referencial de Gonzagão para se contrapor ao lixo ofertado pela cultura pop unicamente como produto de consumo. Até porque a obra de Luiz Gonzaga não se resume apenas à música.
Ao cantar o sertão, ele descortinou ao restante do País a saga de um povo que até hoje sofre pela insensibilidade dos governantes de plantão. Há algo mais atual, por exemplo, do que as letras do rei do baião nesse período de seca? Lembrar os 100 anos é mera formalidade para quem merece brilhar por mais 100, 200, enfim, enquanto houver alguém com sensibilidade para querer entender a força e a dureza de ser nordestino.
Como ninguém, Luiz Gonzaga soube traduzir essa realidade com brilhantismo, trazendo na esteira de suas interpretações o choro, o riso, a malícia e a beleza de um povo rico em simbologia e história, cabendo a nós a missão de propagar às futuras gerações esse legado deixado de maneira tão simples, mas tão bela.

1 comentários:

marquecomx

Olá Educador Ozimar, antes de qualquer recado, Feliz e Natal e que 2013 esteja recheado de boas novidades em sua vida.

Estou aqui para convidar você a conhecer o Projeto Educadores Multiplicadores. O objetivo é unir e divulgar blog de educadores.

DIVULGUE SEU BLOG no “EDUCADORES MULTIPLICADORES” e fique em evidência!

http://www.educadoresmultiplicadores.com.br/2012/06/seja-um-educador-multiplicador-divulgue.html

A blogosfera é carente de blogs que tenham informações relevantes, mas você está contribuindo para que ela se torne cada vez mais rica em conhecimentos. Você faz a diferença! Parabéns pelos textos.

Esta parceria é exclusiva para blogs de Educadores e Professores que escrevem conteúdos ligados diretamente à Educação.

Faça parte da família dos Multiplicadores! Seu blog ficará mais conhecido entre os professores/educadores, alunos e escolas de todo o Brasil e Portugal. Amplie seu público!

Permita-me deixar o link para o blog Marquecomx (Divulgaremos seu blog também nas redes sociais), obrigado: http://www.marquecomx.com.br/

Abraços, fiquemos na Paz de Deus e até breve.

Irivan

Blog do Prof. Ozamir Lima - Designer: Segundo Freitas