segunda-feira, 29 de junho de 2009

Herbert Vianna, em “Luiz Inácio e os 300 Picaretas”

Lula condena golpe de Estado em Honduras

.
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva condenou hoje (29) o que considera um golpe de Estado em Honduras. Segundo ele, a única saída para o país é a democracia. “Não há meio termo. Temos que condenar esse golpe”, disse, em seu programa semanal de rádio Café com o Presidente.

O presidente de Honduras, Manuel Zelaya, foi detido por um grupo de militares ontem – horas antes de o país iniciar uma consulta pública para reformar a Constituição, o que daria ao presidente a possibilidade de reeleição. A consulta pública foi considerada inconstitucional pelo Parlamento e pela Suprema Corte de Honduras.

“Não podemos aceitar ou reconhecer qualquer novo governo que não seja o do presidente Zelaya, porque ele foi eleito diretamente pelo voto, cumprindo as regras da democracia. E nós não podemos aceitar mais, na América Latina, alguém querer resolver o seu problema de poder pela via do golpe”, afirmou Lula.

Para ele, Zelaya deve retomar a Presidência de Honduras. O presidente brasileiro alertou ainda que essa é a “única condição” para que o Brasil possa estabelecer qualquer tipo de relação com o país. “Se Honduras não revir a posição, vai ficar totalmente ilhado no meio de um contingente enorme de países democráticos”, disse. As informações são da Agência Brasil.

Casal Kirchner é derrotado em eleições legislativas

Os candidatos do partido da presidente da Argentina, Cristina Kirchner, ao Congresso Nacional foram derrotados nos principais distritos eleitorais do país. É o que apontam os primeiros dados da apuração oficial das eleições legislativas realizadas ontem, de acordo com a BBC Brasil. Até o momento, 88,2% dos votos já foram apurados.
Segundo a Agência Brasil, na província de Buenos Aires – que representa 38% do eleitorado nacional – o ex-presidente Néstor Kirchner, do Partido Justicialista (peronista) e Frente para a Vitória, teria perdido para o candidato da oposição, Francisco de Narváez, por cerca de 2% dos votos

ELTON JOHN- NIKITA

West Shopping vai cobrar um dos estacionamentos mais caros do Nordeste

Está no Blog do Jornalista Pedro Carlos:
A partir do próximo dia 6 de julho, o Mossoró West Shopping deve começar a cobrar pelo estacionamento na área privativa. Serão cobrados R$ 5,00, uma taxa 'salgada' e desproposital, já que em vários outros shoppings do Nordeste é comum encontrarmos até R$ 1,50 de taxa de estacionamento.

No Natal Shopping, por exemplo, a taxa de estacionamento é de R$ 2,00. No Midway Mall, também em Natal, o estacionamento é gratuito. No Natal Norte Shopping, idem.

Em Fortaleza, no Iguatemi, a taxa é de R$ 2,00. No Shopping Recife, um mossoroense que mora por lá conta-nos que o estacionamento é gratuito.

Governo prorroga isenção de IPI pala linha branca

O governo prorrogou por mais três meses a isenção de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) nos automóveis, com retorno gradual da taxação, depois desse prazo. Os caminhões ficam isentos do imposto até 31 de dezembro. Os eletrodomésticos da chamada linha branca (geladeiras, fogões e máquinas de lavar) ficarão livres do IPI até 31 de outubro.

No caso do material de construção, a prorrogação foi por seis meses. Também foi prorrogada a desoneração de PIS e Cofins do trigo, da farinha e do pão francês por mais 18 meses. Para máquinas e equipamentos destinados à indústria, o governo anunciou a redução de IPI em 70 itens.

O anúncio foi feito hoje (29), pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega. Segundo ele, o Conselho Monetário Nacional decide amanhã (30) a redução da Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) dos atuais 6,25% para 6%. A TJLP é usada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) nos empréstimos para empresas.As informações são da Agência Brasil.

Prefeito de Exu preso em operação contra porte de arma

Equipes das polícias Civil e Militar prenderam, na manhã desta segunda (29), o prefeito da cidade de Exu, no Sertão pernambucano, Léo Saraiva (PR).

Ele foi preso em uma operação de combate ao tráfico de drogas e porte ilegal de armas. Na casa do prefeito, foram encontrados um revólver e uma pistola. Léo Saraiva foi encaminhado para a delegacia regional de Araripina, também no Sertão.(Informações do portal pe)

sábado, 27 de junho de 2009

Agaciel depositou US$ 10 mil na conta de Virgílio

ESTÁ NA COLUNA DO JORNALISTA CLAUDIO HUMBERTO:

Durante viagem a Paris com a família, em 2003, o líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), recebeu em sua conta 10 mil dólares depositados pelo então diretor-geral do Senado Agaciel Maia, a título de ajuda emergencial. A revelação é da revista IstoÉ, que circula neste final de semana. Na ocasião, Maia convocou o gerente da agência do Banco do Brasil no Senado, em pleno domingo, para ordenar

Lula: pobres com 1 centavo produzem mais do que ricos com 1 milhão

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta sexta-feira (26) que medidas de assistência social e de estímulo da indústria neste ano estão impulsionando o consumo dos mais pobres e servem de motor para a recuperação da economia em meio à crise mundial.

Em discurso em Itajaí (SC) para comemorar o Dia do Pescador e assinar as leis que criam o Ministério da Pesca e destinam mais recursos para o setor, Lula afirmou que dados do programa Luz para Todos indicam que a população mais pobre se beneficiou tanto da instalação de redes elétricas como da redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados).

Em abril, o governo decidiu reduzir por três meses o imposto das geladeiras (de 15% para 5%), fogões (de 5% para zero), máquinas de lavar (de 20% para 10%) e o de tanquinhos, (de 10% para zero).

"Das famílias que receberam o Programa Luz para Todos, 83% compraram televisão, 79% compraram geladeira e 47% compraram aparelho de som. Isso significa, depois que colocamos o Luz para Todos, 1,57 milhão televisores, 1,49 milhão geladeiras e 894 mil aparelhos de som", afirmou.

"No comércio varejista, o pessoal ficou de boca aberta. Para mim isso só tem um significado: dê uma oportunidade a um pobre ou dê um centavo que ele faz produzir mais do que um rico faz produzir um milhão de reais", completou o presidente.

Lula voltou a reclamar dos entraves legais para fazer obras no Brasil. "Hoje a gente anuncia uma obra, mas até conseguir licença ambiental, demora meses, anos", criticou. "E não é por causa de ministro ou secretário. É por causa da estrutura de fiscalização", afirmou ele.
jPJ

BOA TARDE, Cecília Meireles



PÁSSARO


Ele amava a água sem sede,
e, em verdade, tendo asas,
fitava o tempo,
livre de necessidade.

Não foi desejo ou imprudência:
não foi nada.
E o dia toca em silêncio
a desventura causada.

Se acaso isso é desventura:
ir-se a vida
sobre uma rosa tão bela,
por uma tênue ferida.

MANCHETES DE JORNAIS

Folha de S.Paulo
Governo decide prorrogar redução de IPI por 3 meses

O Estado de S.Paulo
Governo renova isenção de imposto para carros

Jornal do Brasil
Acordos salariais vencem a crise

O Globo
Diretores que Senado disse ter demitido estão no cargo

Valor Econômico
Perdas de patrimônio vão a US$ 750 bilhões nos EUA

Correio Braziliense
O último mistério de Jackson

Estado de Minas
0 mundo queria bis

A Tarde
Empresas suspeitas são parceiras da prefeitura

Zero Hora
Abuso de remédios pode ter matado Michael Jackson

Folha de Pernambuco
De que morreu Michael Jackson?

Jornal do Commercio
Dispara a inadimplência

Diário de Pernambuco
O que matou Michael Jackson?

Robinson Faria diz em Mossoró que Wilma quer enfrentá-lo politicamente

Da coluna de Cesar Santos


Enfrentamento
O deputado Robinson Faria (PMN) disse ontem ao titular da coluna que a governadora Wilma de Faria (PSB) optou pela prática de enfrentamento político com ele. Citou como exemplo o episódio da Uern em Apodi. Segundo Robinson, a sua promessa pela instalação do campus foi desfeita três dias depois pela governadora. Na opinião dele, não é tratamento para quem precisa fortalecer a união da chamada base aliada.

Enfrentamento II

A postura da governadora é bem parecida com a do vice-governadorável Iberê Ferreira (PSB), que parece disposto a livrar da companhia de Robinson Faria e do deputado João Maia (PR), ambos governadoráveis. A conversa no gabinete de trabalho do colunista foi testemunhada pelo deputado Leonardo Nogueira (DEM).

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Problema universitário em Apodi dá um nó na cabeça de Wilma

Por Márcio Costa

A perda da Ufersa definitivamente entra para a história da cidade de Apodi como um divisor de águas.

Enquanto Caraúbas comemora os primeiros passos práticos para a instalação de um campus avançado da instituição (Ver Matéria Abaixo) a vizinha Apodi sofre com a ressaca e o que é pior, com a ‘confusão mental’ gerada pelo problema.

Desde que o problema entrou em pauta, a cidade oestana se transformou em roteiro de peregrinação de parte da classe política.

Primeiro foi Fátima Bezerra, que não tocou no assunto.

Depois Robinson Farias, que afirmou existir uma dotação orçamentária para instalar um campus da Uern em Apodi, da ordem de R$ 1,5 milhão.

Uma semana após, Robinson acabou sendo desmentido pela governadora Wilma de Faria.
E por falar em Wilma, a governadora esteve em Apodi na sexta-feira.

Wilma pôs um freio na possibilidade de instalar um campus da Uern em Apodi.

Mas falou em retomar o sonho da Ufersa.

Proposta recebida com desconfiança.

Seis dias depois, a governadora voltou à Apodi.

Debaixo do braço, mais investimentos para a cidade oestana.

Mas com relação ao ensino universitário, a governadora deixou claro que o problema é grave.

Wilma modificou o discurso em 180 graus.

Hoje na cidade oestana, enterrou o sonho da Ufersa, e falou em dois novos cursos para o núcleo de Uern em Apodi.

Uhmm.

Complicou.

Por que a proposta foi vista como um desrespeito à sociedade local.

Para não ficar muito feio, a governadora prometeu R$ 3 milhões para iniciar o Campus apodiense, mas somente para 2010.

Não precisa falar muito e nem recorrer a manuais para ter a certeza de que em 2010, Wilma não será mais governadora.

Daí a reação quanto à proposta apresentada.

Apodi que se conforme e busque dinheiro para comprar ônibus.

Caraúbas está bem ali. Mossoró também.

Uma pena.

Iberê reclama de falta de apoio do PSB à sua candidatura

Por Allan Darlyson
Último colocado na última pesquisa de opinião pública, divulgada ontem, sobre a disputa pelo governo do Estado em 2010, com apenas 3% das intenções de voto, o vice-governador Iberê Ferreira (PSB), que pretende disputar o cargo, declarou, nessa manhã, em entrevista ao CORREIO DA TARDE, que o baixo resultado já era esperado devido à falta de apoio do PSB à sua candidatura.

"Enquanto que, nos outros partidos, todos estão unidos em torno da candidatura do seu representante, como ocorre com o PR de João Maia e o PMN de Robinson Faria, o PSB em nenhum momento se posicionou a favor da minha candidatura. A governadora tem dito que ainda irá definir o representante do grupo e não confirmou meu nome. Isso reflete nas pesquisas", reclamou o vice-governador.

A pesquisa em questão, encomendada pelo diretório nacional do DEM ao Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), mostra a senadora Rosalba Ciarlini em primeiro, com 49% das intenções de voto. Em segundo está o deputado estadual Robinson faria (PMN), com 33%. Na terceira posição, aparece o deputado federal João Maia (PR), com 12%. A pesquisa ouviu 1.700 potiguares em todas as regiões do Estado.

Mesmo ocupando a quarta e última posição, Iberê se considera o candidato preferencial do grupo governista. Ele acredita que a escolha do nome que vai disputar o governo com o apoio da governadora Wilma de Faria (PSB) se dará por meio de viabilidade política, ou seja, cooptação de apoios, e não de pesquisas eleitorais.

O vice-governador também disse que é indiferente ao prazo estipulado para que o governo defina quem disputará o cargo no grupo wilmista. Após o anúncio de que o candidato será definido ainda em dezembro desse ano, feito pela governadora, ontem, em Mossoró, o peessebista declarou que para ele, a data da escolha "tanto faz".

Bem humorado, Iberê Ferreira comparou sua situação nas pesquisas eleitorais com a do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), antes do período eleitoral de 2008. "O candidato do DEM em São Paulo tinha 3% nas pesquisas de opinião e acabou vencendo por uma grande maioria. Será dessa forma comigo aqui no Rio Grande do Norte", comparou o peessebista.

O pré-candidato do PSB acredita que crescerá nas pesquisas após os anúncios de apoio à sua candidatura, feito por lideranças políticas. Ele pretende ganhar visibilidade por meio da agenda administrativa que terá a partir de abril do próximo ano, quando assumir o governo do Estado, já que a governadora vai se desincompatibilizar do cargo para disputar o senado.

"A eleição não é hoje. Então, não estou preocupado. Se fosse, estaria. Mas a eleição é só no ano que vem. Serei governador a partir de abril. Vou andar pelo Estado inaugurando obras, apresentando os resultados positivos do governo e irei fazer uma campanha diferente, que levará nosso grupo à vitória", avaliou o pré-candidato.

Iberê continua percorrendo o Estado em busca de apoios políticos para sua candidatura. Nessa semana, ele visitou municípios da região Oeste, onde se reuniu com vários prefeitos e obteve respostas positivas. "Tenho tido grande receptividade por onde passo, tanto das lideranças políticas quanto da população", finalizou.

LEI QUE CRIA MINISTÉRIO DA PESCA É SANCIONADA

O presidente Lula sancionou nesta sexta-feira (26) a lei que cria o Ministério da Pesca e Aquicultura em Itajaí, Santa Catarina. A pasta substitui a Secretaria Especial, comandada por Altemir Gregolin, que também foi empossado na cerimônia como novo titular do governo federal. Ainda, foi sancionada a nova Lei da Pesca, que eleva pescadores e aquicultores à condição de produtores rurais, com direito a créditos rurais e acesso a incentivos para obter financiamentos para a produção. Lula pediu ao novo ministro que divulgue e faça uma ampla campanha sobre a conquista para os beneficiados. De acordo com ele, empresas de beneficiamento, transformação e industrialização de pescado também poderão se beneficiar das linhas de crédito, desde que comprem a matéria-prima dos pescadores ou de suas cooperativas. “Um grande empresário, para ter direito, tem que comprar o pescado dos pescadores artesanais, que é para ajudar o setor a crescer junto com a indústria de pesca brasileira”, ressaltou. Informações da Agência Brasil.

História: 26 de junho de 1968

Passeata dos 100 mil, permitida, contra a brutal Sexta-feira Sangrenta no Rio. Protestos em todo o país.

MANCHETES DE HOJE

Folha de S.Paulo
Michael Jackson morre aos 50

O Estado de S.Paulo
Senadores pressionam pela renúncia de Sarney

Jornal do Brasil
Morre o rei do pop

O Globo
Denúncia sobre neto aumenta pressão pela saída de Sarney

Valor Econômico

Nos EUA, perdas de patrimônio vão a US$ 750 bi

Correio Braziliense
Lenda pop

Estado de Minas
Por que ele não morreu

Diário do Nordeste
Confirmado primeiro caso de gripe suína no Ceará

A Tarde
Morre Michael Jackson

Folha de Pernambuco
A morte de um rei

Diario de Pernambuco
Agora sim, eterno

Jornal do Commercio
Morre o rei do pop

Morte de Michael Jackson choca o mundo

O cantor Michael Jackson morreu ontem (25), de acordo com o jornal norte-americano "Los Angeles Times". A informação foi repassada ao jornal por médicos que atenderam o cantor logo depois que ele chegou ao hospital UCLA Medical Center, em Los Angeles, por volta das 16h, vítima de uma parada cardíaca na tarde de hoje, segundo a Folha Online.

Brian Oxman, um dos advogados da família Jackson, disse à "CNN" que foi informado por Randy Jackson, irmão do cantor, que Michael sofreu o colapso em casa. De acordo com informações agência de notícias Efe, o serviço de emergência de Los Angeles recebeu um telefone da casa do cantor, em Holmby Hills.

Segundo o "Los Angeles Times", a família de Jackson está toda no local. Em frente ao hospital, centenas de pessoas -entre fãs e curiosos- fazem plantão, em busca de informações. O acesso ao setor de emergência do hospital foi bloqueado durante a tarde pela polícia, e os jornalistas que foram ao local estavam sendo mantidos a distância.

Paramédicos afirmam que Jackson não respirava no momento do resgate, quando teria sofrido um ataque cardíaco. Ele foi levado ao hospital em Los Angeles após sofrer uma parada cardíaca nesta quinta-feira (25).

Segundo o site do jornal "Daily Mail", paramédicos foram vistos realizando em Jackson uma manobra conhecida como ressuscitação cardiopulmonar (CPR), assim que o cantor chegou ao hospital.

Turnê

Michael Jackson havia propalado, em março, sua volta aos palcos no mês de julho com uma série de shows em Londres, uma volta amplamente noticiada, depois de sua reclusão voluntária, desde que foi absolvido, em 2005, de uma acusação de abuso sexual a um menor e de armar um plano para manter o menino em seu rancho da Califórnia.

Mas, em maio, os organizadores dos espetáculos anunciaram seu adiamento, informando que a decisão nada tinha a ver com a saúde do cantor.
Globo

Cassados o governador do Tocantins e seu vice

Os ministros do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decidiram, na madrugada desta quinta-feira, por unanimidade, cassar o mandato do governador de Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB), e de seu vice Paulo Sidnei Antunes(PPS) por prática de abuso de poder político durante as eleições de 2006, segundo informa a Folha Online.

Ele e Paulo Sidnei Antunes foram acusados de prometer vantagens a eleitores, distribuir bens e serviços custeados pelo poder público, utilizar indevidamente de meios de comunicação e distribuir gratuitamente casas, óculos e cestas básicas, além de realizar consultas médicas.

A denúncia foi apresentada pelo segundo colocado nas eleições, José Wilson Siqueira Campos(PSDB). Após uma sessão que durou várias horas, os ministros seguiram, por unanimidade, o voto do relator, ministro Felix Fischer, que pedia a cassação.

Em seu parecer, o vice-procurador-geral eleitoral, Francisco Xavier Pinheiro Filho, recomendou novo pleito no Estado. Miranda foi eleito no primeiro turno com 51,48% dos votos válidos, o que representa 340.825 votos. Por isso, o vice-procurador sugeriu a aplicação do artigo 224 do Código Eleitoral, que determina a realização de nova eleição quando forem anulados mais da metade dos votos válidos.

Pinheiro Filho ressaltou, porém, que, caso o TSE decida por nova eleição, Miranda não poderá disputar. 'Evidentemente, na hipótese de realização de novo pleito majoritário, dele não poderá participar o governador cassado, por ter dado causa à nulidade', afirmou.
folha

Senado paga R$ 209 mil de telefones residenciais

O Senado reembolsou 21 parlamentares das despesas com o telefone residencial. É o que revela um levantamento de ordens bancárias emitidas pela Casa nos últimos 30 meses e que tiveram senadores como beneficiários. O balanço mostra quem teve dinheiro depositado na conta para custear ligações telefônicas feitas da própria casa.

No período, a ex-senadora Roseana Sarney (PDMB-MA), que renunciou ao mandato em abril passado para assumir o governo do Maranhão, foi quem mais teve gastos reembolsados pela instituição. Ela recebeu R$ 25,1 mil. Na sequencia, aparecem Romero Jucá (PMDB-RR), com R$ 18,3 mil, Epitácio Cafeteira (PTB-MA), R$ 16,3 mil, e José Sarney (PMDB-AP), R$ 15,3 mil. As informações foram divulgadas, hoje, pelo Correio Braziliense.

Lista

Roseana Sarney (PMDB-MA)* 25.105,73
Romero Jucá (PMDB-RR) 18.276,88
Epitácio Cafeteira (PTB-MA) 16.317,31
José Sarney (PMDB-AP) 15.371,26
José Agripino (DEM-RN) 14.181,43
Adelmir Santana (DEM-DF) 14.003,03
Fátima Cleide (PT-RO) 13.469,88
Cristovam Buarque (PDT-DF) 13.314,29
Marcelo Crivella (PRB-RJ) 12.665,33
Heráclito Fortes (DEM-PI) 11.419,32
Lobão Filho (PMDB-MA) 9.071,71
Fernando Collor (PTB-AL) 8.624,43
Mário Couto (PSDB-PA) 7.276,16
Mozarildo Cavalcanti (PTB-RO) 7.134,99
Renan Calheiros (PMDB-AL) 6.513,22
Edison Lobão (PMDB-MA)** 4.948,51
Gerson Camata (PMDB-ES) 4.818,26
Romeu Tuma (PTB-SP) 3.357,45
Arthur Virgílio (PSDB-AM) 2.134,68
Álvaro Dias (PSDB-PR) 1.286,19
João Vicente Claudino (PTB-PI) 251,49
TOTAL 209.541,55

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Governadora 'desmente' Robinson Farias em passagem pela cidade de Apodi

Está no Blog do sempre bem informado,jornalista Márcio Costa:

O início do ano foi marcado pela quebra da estabilidade mantida ao longo dos últimos anos envolvendo a relação da governadora Wilma de Faria e o presidente de Assembléia legislativa do Estado, Robinson Farias.

Após o registro de ameaças de parte a parte, os dois líderes conseguiram superar as dificuldades.
Mas passadas algumas semanas, o problema promete voltar a tona.

Os últimos dias, Wilma de Faria e Rosinson Farias soltaram farpas expontâneas que evidenciam um cenario de desconforto.

Em Apodi, a governadora acabou desmentindo Robinson. que em recente passagem pela cidade, afirmou existir uma emenda da ordem de R$ 1,5 milhão destinada a construção de um campus da Uern na cidade oestana.


Na mesma cidade, Wilma destacou desconhecer esta dotação.

Já em São Miguel, Robinson confirmou que mantém conversas com o senador José Agripino com relação a eleição de 2010, numa clara mostra de que não existe ‘fidelidade eterna’ ao projeto da tovernadora Wilma de Faria.

Por Natal, já circulam versões de um novo distanciamento envolvendo os dois líderes.

Parece que o clima amistoso mantido nas últimas semanas foi novamente quebrado.

Wilma terá dificuldades para manter a unidade do grupo que sustenta sua base.

Cerca de 12 mil brasileiros deixaram de ser milionários

Do G1

O número de milionários no mundo caiu drasticamente, mostrando que os ricos não conseguiram escapar dos efeitos da crise financeira global. Essa é uma das conclusões do relatório anual World Wealth Report, elaborado pelo banco Merrill Lynch Global e pela consultoria Capgemini.O número de pessoas cujas riquezas variam de US$ 1 milhão a US$ 30 milhões caiu 14,9% no mundo em 2008, para 8,6 milhões, segundo o levantamento. Esse foi o maior declínio apurado em 13 anos de pesquisa.

Segundo a sondagem, as riquezas dos mais abastados caíram 19,5%, para US$ 32,8 trilhões - nível inferior ao apurado em 2005. "Nunca vimos essa diminuição em todos os anos em que fizemos o relatório", afirmou Ileana van der Linde, gerente da Capgemini.

BRASIL

Perto do resto do mundo, a economia brasileira foi considerada uma das menos afetadas. No país, o clube de milionários encolheu 8,4% em 2008, para 131 mil. Com isso 12 mil pessoas deixaram de ser milionárias no país. No ano anterior, no entanto, o Brasil havia apurado um crescimento de 19,1% no número de ricos.

As perdas, no entanto, foram bem menores que as apuradas em outros países, diz o relatório. Nos Estados Unidos, epicentro da crise mundial, a queda foi de 18,5% e no Reino Unido, de 26,3%, para 362 mil.

Por causa das perdas maiores no resto do mundo, o Brasil passou a Austrália e a Espanha no ranking de países que mais concentram milionários, chegando à décima posição. Com isso, o país fica atrás de Estados Unidos, Japão e Alemanha - que ocupam os três primeiros lugares e têm 54% dos ricos do mundo - , seguidos de China, Reino Unido, França, Canadá, Suíça e Itália.

Apesar das perdas severas, os Estados Unidos, com 2,5 milhões, continuam concentrando o maior número de milionários no ranking, seguidos do Japão, com 1,3 milhão de milionários, e da Alemanha, com 810 milhões. Outra novidade é que os milionários chineses ultrapassaram os britânicos e se tornaram a quarta maior população de ricos, com 364 milhões.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

[Royalties ] Repasse de maio ultrapassa R$ 20 milhões

O mês de junho definitivamente tem rendido alivio aos prefeitos potiguares, mesmo que de forma momentânea.

Ontem noticiamos o repasse da segunda parcela de ajuda da União, voltada para recompor o caixa das prefeituras a partir da queda nos repassas do FPM.

De forma paralela, as cotas de repasse do fundo em junho apresentam uma reação animadora.

Hoje a boa noticia se volta para os municipios produtores de petróleo.

O Rio Grande do Norte recebeu R$ 20,53 milhões em royalties referentes ao mês de maio.

Desse montante, R$ 10,88 milhões foram destinados ao Governo do Estado e R$ 9,64 milhões a 95 municípios.

Macau liderou a lista dos municípios que mais recebeu o benefício, com um total de R$ 1,38 milhão, seguido de Guamaré com 1,31 milhão e Mossoró com R$ 1,30 milhão.No Rio Grande do Norte, 95 municípios recebem repasses da Petrobras, dos quais 16 são produtores de petróleo e gás.

O repasse acumulado de janeiro a junho já soma R$ 119,5 milhões, sendo que R$ 55,36 foram destinados ao governo estadual e R$ 64,13 aos municípios.

Veja a lista dos principais repasses


- Macau - 1.383.667,342
- Guamaré - 1.311.216,503
- Mossoró - 1.300.156,204
- Serra do Mel - 543.590,935
- Areia Branca - 503.760,396
- Apodi - 278.452,417
- Caraúbas - 228.763,928
- Assú - 225.800,369
- Alto do Rodrigues - 215.468,8410
- Governador Dix-Sept Rosado - 212.579,9411
- Pendências - 197.437,4812
- Porto do Mangue - 180.530,8913
- Felipe Guerra - 141.778,1014
- Upanema - 141.231,3515
- Carnaubais - 83.685,0916
FONTE;Giro pelo estado

Vida de José Dirceu vai virar filme

“ O período em que o ex-ministro José Dirceu (PT) viveu na clandestinidade, em Pernambuco e em outros Estados, pode se transformar em filme. Ao desembarcar em Caruaru, onde passa este São João a convite do deputado Wolney Queiroz (PDT), Dirceu anunciou que pretende voltar com uma equipe, em breve, para a realização das filmagens. Ele ainda não sabe se o material vai se transformar em ficção ou documentário. “Depois os produtores vão decidir. Eu estou só organizando a memória dessa época em que vivi clandestino. Depois, isso é assunto dos cineastas e diretores”.

Militante contra o regime militar, José Dirceu contou que viveu, por volta de 1975, em diversas cidades da região, sempre hospedado em hotéis para dificultar sua localização. “Em Caruaru, fiquei no Hotel Guanabara. Também passei por cidades como Arcoverde, Serra Talhada, Cruzeiro (do Nordeste), Campina Grande, Patos, Salgueiro e Crato”, lembrou. Há dois meses, ele esteve em Juazeiro do Norte e também pretende ir a Salgueiro. De acordo com o ex-ministro, já foram feitas imagens na cidade de Umuarama, no Paraná, onde também esteve.

(Jornal do Commercio)

Nordeste registra menor média salarial do comércio

“O Nordeste brasileiro continua sendo a região com menor média salarial para os empregados do comércio. Em 2007, a média era de 1,4 salário mínimo na região, com destaque para os estados da Paraíba e do Piauí, cujos comerciantes pagam 1,2 salário mínimo para cada funcionário.

Os dados constam da Pesquisa Anual do Comércio de 2007, divulgada hoje (24) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo o estudo, a Região Sudeste continua com a melhor média salarial (2 salários mínimos).

Com relação ao número de empregados, a Região Norte foi a que mais cresceu entre 2003 e 2007, passando de 140 mil trabalhadores em 2003 para 230 mil em 2007. A Região Nordeste cresceu 43%, enquanto a Região Sul cresceu 42% e a Sudeste 40%. Já a Centro-Oeste cresceu 27%.”

(Agência Brasil)

Zunzunzum aponta chapa Garibaldi-Fátima Bezerra

Mais uma da indústria de boatos e especulações quanto à política do RN. Ouvi de gente credenciada em termos de política no RN.

Outra chapa em gestação para 2010 é a que teria o senador Garibaldi Filho (PMDB) como candidato ao governo e a deputada federal Fátima Bezerra (PT) a vice. Impossível? Claro que não.

Parece improvável, mas não é difícil que ocorra entendimento PMDB-PT-PSB, com Garibaldi aparecendo na cabeça de chapa.

Fátima - creio - deve ser mesmo candidata à reeleição, o que não impede o PT de apontar um vice.

Mas volto a dizer que tudo isso faz parte da indústria de boatos e especulações, sempre com produção fértil em plantão de 24 horas/dia.
Jornalista Carlos Santos

Mais de 5% dos alunos brasileiros já usaram drogas

“Mais de 5% dos estudantes brasileiros cursando o ensino médio usaram drogas ilícitas em 2007, revelou relatório divulgado nesta quarta-feira pela UNODC (Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime), ligada à ONU (Organização das Nações Unidas).

Segundo o levantamento, que reúne dados enviados pelos governos dos países-membros da ONU, a maconha é a mais disseminada entre os estudantes. Na população, de forma geral, o estudo identificou que o consumo de maconha mais do que dobrou em relação a 2001. Há oito anos, 1% dos brasileiros eram usuários da droga, em sua maioria importada do Paraguai. Em 2005, a porcentagem subiu para 2,6%.

O secretário nacional de Políticas sobre Drogas, Paulo Roberto Uchôa, relativiza o aumento identificado pelo relatório. “Na época em que havia prisão para o usuário, a impressão é que havia um consumo menor [de drogas ilícitas]. Agora, o usuário sabe que não vai ser preso, então tem menos medo de admitir o uso. Não é necessariamente o consumo que aumentou.”

Em relação à cocaína, ao contrário da estabilização e até decréscimo registrado na América do Norte, o consumo na América do Sul aponta para expansão. Em 2007, foi reportado aumento do uso no Brasil, além de Venezuela e Equador. O Brasil é o primeiro mercado da substância na região, só perdendo para a Argentina. A taxa de usuários é de 0,7% da população 890 mil pessoas um aumento de 0,3 ponto percentual em relação a 2001, quando a droga alcançava 0,4% dos brasileiros.

A proximidade da oferta, já que o Brasil tem fronteira seca com os maiores produtores da droga, como Colômbia, Bolívia e Peru, facilita o acesso e intensifica o consumo, aponta Uchôa. O Brasil também está no topo de um outro ranking negativo: ocupa a terceira posição entre os países com maiores índices (estimados) de uso de estimulantes do tipo anfetamina no mundo, atrás da Argentina. A posição já era ocupada em 2006 e foi mantida em 2007. Muitas dessas substâncias, como anfepramona, são utilizadas para emagrecer, já que inibem o apetite.

Apreensão

Em 2007, o Brasil entrou na lista dos 22 países com maiores apreensões de substancias do grupo do ecstasy. No ano passado, a PF desmantelou o primeiro laboratório clandestino de produção de ecstasy no Paraná. As apreensões de cocaína também aumentaram no período (17 toneladas, ante 14 toneladas em 2006).
Da Folha Online

Boa noite, Ferreira Gullar

Traduzir-se

Uma parte de mim
é todo mundo;
outra parte é ninguém:
fundo sem fundo.


Uma parte de mim
é multidão;
outra parte é estranheza
e solidão.


Uma parte de mim
pesa, pondera:
outra parte
delira.


Uma parte de mim
almoça e janta;
outra parte
se espanta.


Uma parte de mim
é permanente;
outra parte
se sabe de repente.


Uma parte de mim
é só vertigem;
outra parte,
linguagem.


Traduzir uma parte
na outra parte
—que é um questão
de vida ou morte—
será arte?

PARA PENSAR

“Quando todos pensam igual, ninguém está pensando”,

Walter Lippmann.

CCJ aprova fim da burocracia para o divórcio

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado aprovou hoje (24) proposta de emenda à Constituição (PEC) que reduz a burocracia para os casais que desejam se separar legalmente. A PEC acaba com a exigência de separação prévia para a realização do divórcio. O texto, já aprovado pela Câmara, será encaminhado ao Plenário.

A proposta permite que o casamento civil seja dissolvido apenas por meio do divórcio consensual ou litigioso. A proposição elimina o prazo de dois anos para o divórcio direto, quando os cônjuges podem se separar definitivamente sem a necessidade prévia da separação judicial. Atualmente, o prazo entre a separação judicial e o divórcio é de um ano. Se o casal estiver separado de fato (morando em casas diferentes) por dois anos, o divórcio é direto.

“Não tem que ter tempo prévio de separação, pois isso só enriquece cartórios e faz com que justiça se encha de processos”, declarou o relator da proposta, senador Demóstenes Torres (DEM-GO).A PEC do Divórcio foi aprovada, em segundo turno, no último dia 2 pelos deputados. Segundo o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), a proposta beneficiará cerca de 800 mil brasileiros. Para o autor da PEC, deputado Sérgio Barradas Carneiro (PT-BA), a existência da separação judicial e do divórcio “resulta em acréscimos de despesas para o casal, além de prolongar sofrimentos evitáveis”.

De acordo com o deputado, atualmente o custo de um divórcio no país varia entre R$ 1,5 mil e R$ 3,7 mil, dependendo do estado. “A separação judicial é um instrumento caduco, superado. É uma interferência do Estado na vida das pessoas. Se o Estado não exige dois anos para que as pessoas possam se casar, por que exige dois anos para se separar?”, questiona o parlamentar.
JB

Manisfestante queima exemplar da Constituição

Da Folha Online

Um manifestante queimou um exemplar da Constituição de 1988 nesta quarta-feira (24) em frente ao gabinete do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Ele foi detido pela Polícia do Senado e presta depoimento neste momento.

O protesto aconteceu enquanto o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) dava entrevista a jornalistas. O manifestante entrou em frente às câmeras e ateou fogo em um exemplar da Constituição gritando que os senadores estavam queimando a lei máxima do país. Ao ser detido, ele gritou: "Os senadores estão roubando nosso dinheiro enquanto o povo morre de fome". O Senado vive uma onda de denúncias que já dura meses. Nesta terça-feira (23) uma comissão de sindicância do Senado encontrou 663 atos administrativos secretos na Casa.

Também nesta terça, antes do anúncio do relatório da comissão, o diretor-geral do Senado, Alexandre Gazineo, e o diretor de Recursos Humanos do Senado, Ralph Campos Siqueira, deixaram os cargos. Eles eram substitutos de Agaciel Maia e João Carlos Zoghbi, respectivamente, que também deixaram os cargos em meio a denúncias.A Polícia do Senado deteu o manifestante e o encaminhou até sua sede. Segundo a Polícia, ele será interrogado e será averiguado se ele incorreu em algum crime.

Pesquisa IPESPE: Rosalba Ciarlini tem 49% para o Governo e Garibaldi Filho lidera com 66% para o Senado

DEM Nacional patrocinou uma pesquisa para o Governo do Estado e o Senado Federal no Rio Grande do Norte.

Pesquisa foi feita pelo Instituto IPESPE e ouviu 1.200 pessoas.

Para o Governo o resultado é o seguinte:

Rosalba Ciarlini(DEM) – 49%

Robinson Faria(PMN) – 15%

João Maia(PR) – 12%

Iberê Ferreira(PSB) – 3,0

O detalhe é que a pesquisa não incluiu o nome do ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves(PDT), que a exemplo de Rosalba, Robinson, João Maia e Iberê também é pré-candidato a governador.

Senado Federal

Para o Senado, a pesquisa do IPESPE apontou o seguinte resultado:

Garibaldi Filho (PMDB) - 66%

José Agripino Maia (DEM) - 52%

Wilma de Faria (PSB) - 36%
FONTE:OWANDERLEY

Obama volta a elogiar Lula, "o cara"

O presidente americano Barack Obama elogiou ontem a liderança do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na América Latina e afirmou que o brasileiro implementou "reformas de mercado inteligentes que tornaram o Brasil próspero", informa o jornal O Estado de S.Paulo. "O presidente Lula tem uma orientação política muito diferente da maioria dos americanos, ele veio do movimento sindicalista e é visto como um esquerdista", disse o presidente americano.

"Mas ele se mostrou uma pessoa muito prática, e, apesar de manter relacionamentos com todo o espectro político na América Latina, ele implementou várias reformas de mercado inteligentes, que tornaram o Brasil próspero''. Obama já havia dedicado elogios a Lula em Londres, na reunião do G-20, em abril. Na ocasião, a conversa foi em particular, mas o momento acabou captado pelas câmeras. Obama afirmou que Lula era "o cara" e que o presidente brasileiro era o "político mais popular do mundo". "É porque ele é boa pinta", brincou o americano.

Lula livra Sarney e diz que mídia "gosta de desgraça"

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva minimizou ontem a crise do Senado e criticou a imprensa por sua "predileção pela desgraça", ao lançar um projeto de revitalização da zona portuária do Rio, informa a Folha de S.Paulo desta quarta-feira. Segundo Lula, "o povo brasileiro já viu muitos escândalos. Ao longo da história o que mais vemos são escândalos, divulgados em verso e prosa, que depois não dão em absolutamente nada". Para ele, a mídia prefere as desgraças.


"Quando leio jornal já me assusto. Em maio foram cento e poucos mil empregos, mas a manchete é o emprego no Senado. É uma perda de valor. Não consigo entender por que a predileção pela desgraça! Há tanta coisa boa que acontece. Quando liga a TV e lê jornal, o que está estampado é a desgraça!"



Lula disse que "o problema do Senado o Senado resolve"e que o país tem coisas mais importantes a discutir: "Se tem problema, só tem uma solução, que é consertar o problema. Se não tiver, mostrar que não tem problema. E é essa a disposição do presidente Sarney, na conversa que tive com ele. O Senado, a Câmara, o governo federal, quando têm problema, resolvem. Não vamos fazer disso uma causa nacional, porque temos coisas mais importantes para discutir no Brasil".

Olha o Itamar de novo aí, gente!

Itamar Franco está no aquecimento. O repórter Luciano Píres conversou com ele para a série de 15 anos do Real que o Correio Brasiliense começou no domingo. O blog antecipa para você, algumas pérolas políticas do ex-presidente, que conduzia o Brasil na época do lançamento do Plano Real.

'Estou entrando no partido para responder nas eleições, mas não para a disputa eleitoral e, sim para ter uma possibilidade política. Em voo solo não dá pra responder tudo, mas em um partido, sim'

'Vou para o PPS. Vou porque é o único partido que se adapta à minha pregação que espero fazer. O presidente do PPS foi meu líder. Roberto Freire é um homem de bem, sério'.

'Meu projeto dentro do PPS é fazer o debate na tribuna política, não na tribuna eleitoral. Quero responder as propagandas que tenho visto aí principalmente de setores ligados ao PSDB de São Paulo falando... Acho ridículo discutir a paternidade do Plano Real. Não posso permitir que (digam que) o Plano Real é do PSDB'

'Há uma tendência no país de se anular todos os atos do passado. Não só do meu governo, mas de todos os governos'

'A gente fica surpreso quando ouve um 'nunca antes neste país'. Como 'nunca antes'? JK não fez nada? Eu quero responder isso na campanha eleitoral'.


Pelo visto, ele vem mesmo afiado no PPS.
Com informações de

Municípios devem receber R$ 1 bilhão

A transferência de R$ 1 bilhão ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM), por meio da Medida Provisória 462/09, pode começar a ser votada nesta quarta (24). A Casa também poderá analisar outras 21 matérias, entre projetos de lei e propostas de emenda à Constituição. O objetivo da MP é reduzir as dificuldades enfrentadas pelos municípios devido à queda da arrecadação dos tributos que compõem o fundo, afetada pela crise econômica., segundo o site de Cláudio Humberto.

Professores aguardam por promoção vertical garantida pelo governo

Para que tenham seu plano de carreira implantado, os professores aguardam a resolução dos seus processos de promoção vertical. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Rio Grande do Norte (SINTE - RN), o prazo dado pelo Governo do Estado é que até o final de julho, todos os sete mil professores do Estado estejam promovidos de acordo com seus títulos.

Os professores podem ser divididos em seis níveis de qualificação: médio (1), suplementar (2), graduação (3), especialização (4), mestrado (5) e doutorado (6), mas, de acordo com o coordenador de comunicação do Sinte regional, Rômulo Arnaud, a maioria dos profissionais do Estado está enquadrada no nível 3.

"As promoções devem acontecer gradativamente, passando por cada título, mas ainda não nos cabe resolver essas situações, por isso não podemos dizer como esse processo acontecerá aqui no Estado, já que este foi um acordo feito entre o sindicato e o governo durante a última greve", disse o coordenador.

Quanto ao pagamento dos salários retroativos, estes têm prazo até o próximo ano para serem pagos e serão feitos de acordo com a abertura do processo de cada profissional. Alguns deles estão esperando pela promoção há 14 anos, outros nem sequer entraram com processo de solicitação da mudança de nível.
Mossoroense

FRASE DO DIA

"Ah, o PT histórico e extraordinário na Oposição! Pareciam os cristãos cruzados lutando pela moral, pela dignidade e pela seriedade... até chegarem ao Governo. Não há nada mais parecido com o PSDB no governo do que o PT no governo"


Senador Pedro Simon

terça-feira, 23 de junho de 2009

Instalação da UFERSA em Pau dos Ferros é tema de reunião

O Reitor da UFERSA, professor Josivan Barbosa, participou no dia 19 de junho de uma reunião com a bancada Federal do Rio Grande do Norte. O encontro realizado em Natal foi organizado pelo prefeito de Pau dos Ferros, Leonardo Rêgo, para definir as estratégias para assegurar um campus da instituição na região do alto oeste. Também participaram da reunião o Reitor da UFRN Ivonildo Rego, os Senadores José Agripino e Rosalba Ciarlini, os Deputados federais Betinho Rosado, Felipe Maia e Fátima Bezerra, o Deputado estadual Getulio Rêgo, e o chefe do executivo de Riacho da Cruz, Marcos Aurélio. O deputado federal Henrique Eduardo Alves foi representado pelo senador, Garibaldi Filho.


No evento foram expostos os motivos da necessidade de implantação da estrutura, que beneficiará 37 cidades da região e poderá oferecer 1.200 vagas para universitários. Na ocasião o Prefeito Leonardo Rêgo fez uma explanação e apresentou o projeto do campus assinado por 33 prefeitos da Região oeste, logo depois o Reitor Josivan Barbosa fez a justificativa técnica para os presentes e pediu o apoio da bancada para a implantação do campus. Na presença dos parlamentares foi entregue a Escritura do terreno de 10 hectares, pelo representante da comissão Professor Gilton Sampaio de Souza, diretor do Campus da UERN em Pau dos Ferros, para construção da UFERSA no alto oeste. A bancada federal vai apresentar emenda conjunta de R$ 22 milhões ao Orçamento Geral da União (2010) para viabilizar a construção da Universidade do Semi-Árido na cidade de Pau dos Ferros.


O complemento dessa luta será feito junto ao ministro da Educação, Fernando Haddad, que precisa assegurar os recursos humanos para possibilitar o início das atividades da UFERSA em Pau dos Ferros. A reunião com o Haddad, para viabilizar a questão do corpo docente que o campus requer para seu funcionamento, deverá ser agendada nos primeiros dias de julho.
UFERSA

Confira as manchetes dos principais jornais do país

Folha de S.Paulo
Ato secreto elevou verba de senadores

Agora S.Paulo
INSS não pode exigir de volta a grana da revisão

O Estado de S.Paulo
Atos secretos envolvem 35 senadores

Jornal do Brasil
Fogo no Senado

O Globo
Senadores denunciam chantagem de ex-diretor

Valor Econômico
CEF atinge limite e busca aquisições

Correio Braziliense
A ofensiva evangélica no DF

Estado de Minas
Um show de corrupção

Diário do Nordeste
Emprego com carteira assinada cresce no CE

A Tarde
Lobista usava nome de governador em esquema

Extra
Cartão que tem desconto em folha pode ser quitado com consignado

Correio do Povo
Senadores exigem "limpeza" da Casa

Zero Hora
Cerco à gripe A

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Apodienses se mostram desconfiados quanto à promessa de construção de campus da Uern

Quem foi à Casa de Cultura na tarde da ultima sexta-feira (19) para ouvir da governadora Wilma de Farias o compromisso com a instalação do Campus da Uern em Apodi saiu com a impressão de que essa conquista continua distante e que o objetivo da visita não era exatamente a garantia de que a obra será concretizada. A governadora somente quis anunciar a construção do complexo turístico e ambiental da barragem de Santa Cruz.

Sem citar que já existia uma emenda do deputado Robinson Farias, presidente da Assembléia Legislativa, no valor de 1,5 milhão de reais, a governadora prometeu destinar 3 milhões no orçamento de 2010 e apesar de anunciar que o reitor da Uern, professor Milton Marques de Medeiros, falaria sobre a obra, encerrou o discurso e a solenidade, sem anunciar nada de concreto. O reitor sequer se pronunciou.

Com a presença de um reduzido número de estudantes, a audiência serviu para mostrar a organização de alguns setores da sociedade apodiense, a exemplo das cooperativas de mel, que deram uma lição de mobilização e articulação, arrancando da governadora o compromisso com a criação do entreposto em Apodi, para ampliar a exportação do produto, produto que no ano passado já exportou 40 toneladas para a Europa.

Recheada de deputados e lideranças políticas, a audiência também serviu para mostrar que a população está cética em relação aos discursos de políticos, sendo muito comedida nos aplausos, com exceção do professor Flaviano Monteiro, que foi muito aplaudido ao ser anunciado para compor a mesa.

Mesmo o professor Flaviano, tão aplaudido, de certa forma decepcionou os que foram lá na certeza de que haveria uma cobrança mais incisiva por parte das lideranças apodienses em relação aos compromissos assumidos com Apodi. De maneira muito diplomática, Flaviano se limitou a agradecer à governadora e pedir a união dos líderes políticos do município. "Vamos deixar as vaidades pessoais e lutarmos por melhorias para Apodi", disse.

A prefeita Gorete Silveira, que chegou ao local com a governadora, também não anunciou nada de concreto, pois o terreno a ser comprado para a construção do Campus ainda será escolhido, segundo ela, pela população. Com um discurso baseado no termo "união", ela levou o termo à risca e por duas vezes deu as mãos ao professor Flaviano, numa demonstração de que levou a coisa a sério.
www
O presidente da Câmara, João Evangelista e os vereadores Chico de Marinete, Júnior Carlos, Genivan Varela, Ângelo Suassuna e Paulo de Telécio também estiveram presentes no evento e ficaram felizes com o anúncio de que 533 mil reais dos recursos liberados para os estragos provocados pelas enchentes serão destinados exclusivamente à recuperação das estradas vicinais que é a maior preocupação do legislativo no momento.
CORREIO DA TARDE

O BRASIL DE LULA IMPÕE RESPEITO

Berna (Suiça) - Não sei se a grande imprensa brasileira deu o destaque devido, só vi alguma coisa num parágrafo no texto distribuído pela BBC para o Estadão online. Porém, embora com atraso, acho importante deixar aqui o depoimento.

Com a experiência de ter feito tantas outras coberturas no Palácio das Nações, da ONU, em Genebra, posso afirmar ser coisa rara o que se viu na assembléia-geral da OIT, onde os discursos de Lula, um escrito e outro improvisado, foram entrecortados de aplausos, e, ao final, todos os presentes - representantes governamentais, sindicais e patronais – puseram-se de pé, numa consagradora standing ovation.

Isso sem esquecer que, logo depois de anunciada a próxima chegada de Lula, os membros das delegações de todos os países voltaram a tomar seus lugares para ouvir a fala do presidente brasileiro. Ora, para quem não sabe, são 193 discursos de presidentes, com tempo limitado, que se sucedem, geralmente com o grande auditório vazio.

Uma antiga jornalista do Palácio das Nações, comentou para mim – igual a essa consagração, que considero histórica, só me lembro da visita de Lech Walena e de Nelson Mandela.

É verdade, foi uma consagração. Nosso sapo barbudo, chamado de analfabeto por tantos ilustres e intelectuais da oposição, transmitiu a melhor mensagem, fez a melhor análise da crise, apontando os culpados.

Lula pode tropeçar nas concordâncias mas há um concordância geral – o homem é esperto, sabido, sabe dar o recado e dominar os auditórios.

Em síntese, honra o cargo que exerce, sem ser prepotente, sempre guardando aquele carisma do militante popular.

O discurso de Lula foi precedido de uma recepção por sindicalistas de todo mundo, na qual o presidente brasileiro se sentia à vontade e, em dado momento, surpreendeu a todos, levantando-se de sua cadeira para distribuir aos presentes uns folhetos sobre a proteção dos trabalhadores na cana-de-açúcar. O que provocou o comentário de um sindicalista brasileiro – ele está com saudades da época de militante sindical.

Uma grande parte de seu discurso foi voltada à questão dos imigrantes, expulsos e rechaçados na Europa, quando aproveitou para contar que o Brasil acaba de legalizar a todos imigrantes sem papéis.

“Porque no Brasil, disse ele, acabamos de dar um exemplo – enquanto o mundo rico anda jogando a culpa em cima dos imigrantes, esta semana, no Brasil, foi aprovada pelo Congresso Nacional, por iniciativa do governo, a legalização de todos os emigrantes que não estavam legalizados no Brasil”

Foi justamente como um líder sindical, atentamente ouvido, que Lula denunciou os responsáveis pela atual crise, sem perder em nada seu carisma e sua linguagem coloquial e nada formal no seu discurso.

“Porque quem trabalha com papel, vendendo papel, comprando papel, sem produzir nada, um dia quebra e aconteceu. Este momento exige de empresários, de trabalhadores e do governo uma atitude mais dura, nós não podemos conviver com paraísos fiscais, nós não podemos viver com um sistema financeiro que especula papel com mais papel sem gerar um posto de trabalho, sem produzir um parafuso, um sapato, uma camisa, uma gravata. Não é possível que a gente não se dê conta de que mais de um bilhão de seres humanos ainda tem dificuldades para conseguir comer uma vez por dia”.

É por essa e outras que, embora ainda minoritário, acho ser importante para o Brasil e para nosso povo não se trocar quem vem conseguindo dar o respeito e o destaque ao nosso país. O PT não quer e o próprio Lula não quer, mas o povo quer. É hora de se começar a ouvir e organizar o desejo popular para que o Congresso abra o caminho e o povo possa votar mais um mandato para Lula.



Rui Martins, Direto da Redação.

A cota de sucesso da turma do ProUni

Elio Gaspari
Folha de S. Paulo - 17/06/2009

Os pobres que entraram nas universidades privadas deram uma aula aos demófobos do andar de cima

A professora Albuquerque transcreve em seu livro uma carta de escravos libertos endereçada a Rui Barbosa em 1889, um ano depois da Abolição. Nela havia um pleito, que demorou para começar a ser atendido, mas que o DEM e os donos de faculdades ainda lutam para derrubar:"Nossos filhos jazem imersos em profundas trevas. É preciso esclarecê-los e guiá-los por meio da instrução".A comissão pedia o cumprimento de uma lei de 1871 que prometia educação para os libertos. Mais de cem anos depois, iniciativas como o ProUni mostraram não só que isso era possível mas que, surgindo a oportunidade, a garotada faria bonito.

A DEMOFOBIA pedagógica perdeu mais uma para a teimosa insubordinação dos jovens pobres e negros. Ao longo dos últimos anos o elitismo convencional ensinou que, se um sistema de cotas levasse estudantes negros para as universidades públicas, eles não seriam capazes de acompanhar as aulas e acabariam fugindo das escolas. Lorota. Cinco anos de vigência das cotas na UFRJ e na Federal da Bahia ensinaram que os cotistas conseguem um desempenho médio equivalente ao dos demais estudantes, com menor taxa de evasão. Quando Nosso Guia criou o ProUni, abrindo o sistema de bolsas em faculdades privadas para jovens de baixa renda (põe baixa nisso, 1,5 salário mínimo per capita de renda familiar para a bolsa integral), com cotas para negros, foi acusado de nivelar por baixo o acesso ao ensino superior. De novo, especulou-se que os pobres, por serem pobres, teriam dificuldade para se manter nas escolas.

Os repórteres Denise Menchen e Antonio Gois contaram que, pela segunda vez em dois anos, o desempenho dos bolsistas do ProUni ficou acima da média dos demais estudantes que prestaram o Provão. Em 2004, os beneficiados foram cerca de 130 mil jovens que dificilmente chegariam ao ensino superior (45% dos bolsistas do ProUni são afrodescendentes, ou descendentes de escravos, para quem não gosta da expressão).

O DEM (ex-PFL) e a Confederação Nacional dos Estabelecimentos de Ensino foram ao Supremo Tribunal Federal, arguindo a inconstitucionalidade dos mecanismos do ProUni. Sustentam que a preferência pelos estudantes pobres e as cotas para negros (igualmente pobres) ofendiam a noção segundo a qual todos são iguais perante a lei. O caso ainda não foi julgado pelo tribunal, mas já foi relatado pelo ministro Carlos Ayres Britto, em voto memorável. Ele lembrou um trecho da Oração aos Moços de Rui Barbosa: "Tratar com desigualdade a iguais, ou a desiguais com igualdade, seria desigualdade flagrante, e não igualdade real".

A "Oração aos Moços" é de 1921, quando Rui já prevalecera com sua contribuição abolicionista. A discussão em torno do sistema de acesso dos afrodescendentes às universidades teve a virtude de chamar a atenção para o passado e para a esplêndida produção historiográfica sobre a situação do negro brasileiro no final do século 19. Acaba de sair um livro exemplar dessa qualidade, é "O jogo da Dissimulação - Abolição e Cidadania Negra no Brasil", da professora Wlamyra de Albuquerque, da Federal da Bahia. Ela mostra o que foi o peso da cor. Dezesseis negros africanos que chegaram à Bahia em 1877 para comerciar foram deportados, apesar de serem súditos britânicos. Negros ingleses negros eram, e o Brasil não seria o lugar deles.

A professora Albuquerque transcreve em seu livro uma carta de escravos libertos endereçada a Rui Barbosa em 1889, um ano depois da Abolição. Nela havia um pleito, que demorou para começar a ser atendido, mas que o DEM e os donos de faculdades ainda lutam para derrubar:
"Nossos filhos jazem imersos em profundas trevas. É preciso esclarecê-los e guiá-los por meio da instrução".

A comissão pedia o cumprimento de uma lei de 1871 que prometia educação para os libertos. Mais de cem anos depois, iniciativas como o ProUni mostraram não só que isso era possível mas que, surgindo a oportunidade, a garotada faria bonito.

Por que essa onda de moralização do Senado agora?





CLIQUE NA IMAGEM


A Mídia já era conhecedora dessas e mais algumas práticas do Senado ha pelo menos 30 anos. Leia o que publicava a revista Veja, em maio de 1986...

PARA REFLETIR

"A pessoa que se vende sempre recebe mais do que vale".


Barão de Itararé

sábado, 20 de junho de 2009

Parte 1 - Do MDB à abertura política

Bancada federal vai destinar emenda coletiva de R$ 22 milhões para instalação do Campus da Ufersa em Pau dos Ferros

Bancada federal se comprometeu em destinar
recursos para Campus da Ufersa em Pau dos Ferros

LI HOJE NO BLOG DO JORNALISTA OLIVEIRA WANDERLEY:

A bancada federal do Rio Grande do Norte vai apresentar emenda conjunta de R$ 22 milhões ao Orçamento Geral da União de 2010 para viabilizar a implantação da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) na cidade de Pau dos Ferros.

O compromisso foi assumido nesta sexta-feira(19) durante reunião realizada no Hotel Maine, em Natal.

Ficou com o senador Garibaldi Filho (PMDB) a missão de marcar a reunião com o ministro da Educação, Fernando Haddad, para viabilizar a questão do corpo docente que o Campus requer ao seu funcionamento. O senador indicou que esse encontro deverá ser agendado nos primeiros dias de julho, logo após os festejos juninos.

Também participaram da reunião os senadores José Agripino e Rosalba Ciarlini (DEM); e os deputados federais Betinho Rosado, Felipe Maia (ambos DEM) e Fátima Bezerra (PT). O deputado federal Henrique Eduardo Alves(PMDB) foi representado pelo senador Garibaldi Filho.

O encontro que definiu a estratégia para assegurar um campus na região do Alto Oeste foi organizada pelo prefeito de Pau dos ferros, Leonardo Rêgo(dem), filho do deputado Getúlio Rêgo (único deputado estadual presente ao encontro).

No evento foram expostos os motivos da necessidade de implantação da estrutura, que beneficiará 37 cidades da região.

Ainda durante a exposição dos motivos, os políticos presentes concordaram com a sugestão dada pelo senador José Agripino de propor a emenda conjunta e lutar pela liberação dos recursos.


sexta-feira, 19 de junho de 2009

Wilma de Faria discutirá HOJE, projeto da Uern para Apodi

A governadora Wilma de Faria estará reunida nesta sexta-feira (19), na Casa de Cultura de Apodi, com representantes da sociedade civil organizada, lideranças políticas e o reitor da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, Milton Marques de Medeiros, para tratar da instalação de um Campus Avançado da Uern na cidade oestana.

O município tem 37 mil habitantes e desloca diariamente para os núcleos de ensino superios da região, cerca de 500 estudantes.

Atualmente funciona na cidade de Apodi um Núcleo de Ensino Superior da UERN, com a oferta de dois cursos (Educação Física e Letras).

Estes núcleos funcionam em caráter provisório e rotativo, ofertando cursos conforme as demandas apresentadas pelos municípios.

A reivindicação da classe estudantil é que o atual Núcleo se transforme em um Campus definitivo.

No último sábado, durante audiência pública realizada pela Câmara Municipal de Apodi, o reitor da UERN, Milton Marques, esteve presente e informou que a política atual da Uern tem como prioridade a implantação dos cursos novos e das unidades já criadas.

O magnífico reitor explicou que a instalação de um Campus da Uern em Apodi depende de toda uma estruturação propícia à viabilização do projeto.

Milton Marques citou a necessidade de doação de um terreno adequado à construção da sede física do Campus a compra de equipamentos para administração e laboratórios a realização de concurso público para a contratação de professores e servidores técnico-administrativos além da garantia de recursos para o custeio do novo Campus.

Milton Marques lembrou que para a construção do Campus da Ufersa em Apodi, estavam previstos recursos da ordem de 14 milhões de reais.

O reitor explicou que o sonho de Apodi conquistar um Campus da Uern é louvável, mas serão necessários o empenho e compromisso de todos os setores com este projeto.

A Universidade já desenvolveu um estudo técnico a respeito do investimento completo a ser feito e disponibilizou o estudo para o Governo do Estado e a comunidade apodiense.
GIRO PELO ESTADO

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Bolsistas do ProUni têm nota acima da média

. Os bolsistas do ProUni tiveram desempenho igual ou superior ao de seus colegas no Enade (exame do Ministério da Educação que substitui o Provão), aponta o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais.
. A comparação dos formandos de 2007 foi feita entre os alunos pagantes e os beneficiados pelo programa do MEC - que dá bolsas em faculdades e universidades privadas para estudantes com renda familiar per capita inferior a três mínimos.
. Havia nas universidades, o temor de que o nível caísse com a entrada dos bolsistas. Mas especialistas afirmam que o ProUni seleciona os melhores alunos das escolas públicas, uma vez que exige bom desempenho em teste no final do ensino médio.
. Representantes das universidades dizem que os bolsistas são mais aplicados que aqueles que têm a mensalidade paga pelos pais. Segundo a PUC-Rio, a evasão também é menor entre os alunos do ProUni.
FOLHA

Legalização dos bingos é aprovada

- No dia seguinte de uma reunião no Ministério da Fazenda para discutir o assunto, a Comissão de Finanças e Tributação da Câmara aprovou ontem, em votação simbólica, a legalização dos bingos para exploração de jogos de azar. De 31 deputados presentes, cinco fizeram questão de manifestar o voto contrário ao projeto. A proposta será analisada agora pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e depois votada em plenário. Cálculos da Associação Brasileira dos Bingos (Abrabin) indicam que o funcionamento legal dos estabelecimentos vai proporcionar cerca de R$ 6 bilhões anuais em pagamento de impostos, R$ 12 bilhões em prêmios e R$ 6 bilhões de receita para os empresários.

Entre as modificações feitas pelo relator da proposta, João Dado (PDT-SP), depois do encontro de mais de duas horas com o secretário executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Machado, está a retirada da legalização dos cassinos. Os técnicos argumentaram que a Receita Federal, que será responsável pela fiscalização, não tem meios para controlar esse tipo de estabelecimento, já que não há monitoramento eletrônico, por exemplo, de roletas e jogos de cartas, comuns nos cassinos. Outra mudança aumentou em dois pontos percentuais o pagamento de royalties: em vez dos 15% da receita (descontados prêmios e impostos), serão 17% - ou R$ 1,020 bilhão anuais.

Até o início deste ano, a orientação no governo era que o Congresso adiasse a discussão da legalização dos jogos, depois dos escândalos do mensalão e de denúncias de propinas que envolviam empresários, servidores e políticos. Com o projeto de João Dado, que aumentou a fiscalização e controle, as resistências diminuíram no Palácio do Planalto e o governo deu sinal verde para que os parlamentares retomassem a discussão. Mesmo assim, em maio passado, a Secretaria de Acompanhamento Econômico da Fazenda emitiu nota técnica contrária à proposta. “A Fazenda fez uma série de ponderações. Não sei se atendemos todas elas, mas uma boa parte eu levei em conta no novo substitutivo (a proposta votada)”, afirmou João Dado depois da aprovação. Além do aumento da arrecadação de impostos, o relator aponta a criação de mais de cem mil empregos em 1.200 estabelecimentos que poderiam ser abertos com a legalização.

Autorizados pelo Planalto, deputados governistas favoráveis à legalização trabalharam ontem para evitar o adiamento da votação. No entanto, um petista, Pepe Vargas (RS), estava do lado contrário e pediu mais discussão. “O projeto está tramitando há nove meses e agora querem fazer um parto a fórceps”, reclamou. Deputados tucanos também foram contrários à legalização com o argumento de que o jogo favorece a lavagem de dinheiro, a corrupção e a sonegação. “Aprova o jogo, a máfia vem logo atrás”, afirmou Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR).
AE

RAPIDINHAS

STF derruba exigência de diploma para jornalista


A partir desta quarta-feira (17) o exercício do jornalismo não pressupõe o porte do diploma. Em decisão histórica, uma vez que o processo se arrasta há quase oito anos, a maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu pelo fim da obrigatoriedade. Foram oito votos favoráveis e apenas um contrário, do ministro Marco Aurélio Mello.

Economia do Brasil está pronta para crescer de novo, diz “Economist”

Entre os últimos países do mundo a cair em recessão devido à crise econômica global em curso, o Brasil pode estar entre os primeiros a sair dela, segundo reportagem na versão eletrônica da revista britânica “The Economist”.

Brasil consegue isolar vírus da gripe suína e avança rumo a vacina


O Instituto Adolfo Lutz, da Secretaria de Saúde de São Paulo, anunciou o isolamento de um subtipo do H1N1, conhecido por vírus da gripe suína, uma etapa importante para a produção da vacina brasileira contra a doença. O isolamento foi feito pela equipe da virologista Terezinha Maria de Paiva.

Deu na imprensa

A Câmara dos Deputados quer explicações sobre as verbas que o Ministério dos Esportes liberou para Comitê Olímpico Brasileiro só para defender a candidatura da cidade do Rio de Janeiro a cidade-sede das Olimpíadas de 2014.

Até agora já foram liberados R$ 44 milhões para a Comissão Rio – 2016. Realmente é muito dinheiro. Afinal até agora foi produzido um vídeo, maquetes, material gráfico para entregar aos integrantes do Comitê Olímpico Internacional, além dos projetos de obras no papel e é claro, as viagens.

O deputado Miro Teixeira está recolhendo assinaturas para uma CPI que pretende investigar as verbas públicas que o COB recebeu para a última Olimpíada (R$ 654 milhões).

Mas segundo o jornal Estado de São Paulo um lobby fortíssimo tenta impedir a CPI, inclusive com a participação do governador Sérgio Cabral.

domingo, 14 de junho de 2009

80 milhões de brasileiros têm alguma dívida

Cerca de 80 milhões de brasileiros devem hoje algum dinheiro a bancos e outras instituições de crédito, de acordo com dados do Sistema de Informações de Crédito do Banco Central. Com 42% da população do país endividada de alguma forma, o BC está preocupado com o risco que esta situação pode trazer ao sistema financeiro do país. Ela é resultado direto da expansão do crédito vivida hoje pelo Brasil.
A autoridade monetária está especialmente incomodada com a subida do número de clientes de banco com dívidas altas, acima de 5.000 reais. Segundo informa uma reportagem do jornal Folha de S.Paulo deste domingo baseada em dados do sistema do BC, 15,6 milhões de pessoas deviam 5.000 reais ou mais em fevereiro deste ano.
Em dezembro de 2005, estes endividados eram 10,6 milhões. Ou seja, de lá até o início de 2008, os clientes de bancos com dívidas altas cresceram 47,17%. De acordo com os números do Banco Central, em fevereiro, a dívida das pessoas físicas com os bancos somava 442,4 bilhões de reais. Destes, 146 bilhões (33%) tinham prazo de vencimento em até 180 dias e 74,7 bilhões (16,8%) venciam em até 360 dias.
Na média, segundo informa o diário paulista, cada cliente tem três dívidas diferentes. Os brasileiros financiam a casa, o carro, e ainda fazem mais uma dívida alta em outra operação de crédito – como o consignado, um empréstimo pessoal ou o uso do cheque especial e do rotativo do cartão de crédito.

Do on line "

Apodi doará terreno para instalação de Campus da Uern

Li hoje em o Mossoroense:

O projeto de implantação do Campus da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) começa a se concretizar e ganhar força entre as lideranças políticas do Médio Oeste, que, na tarde da última sexta-feira,realizaram uma reunião de planejamento estratégico no Palácio Francisco Pinto, sede do Poder Executivo apodiense.

Além da prefeita de Apodi, professora Goreti da Silveira Pinto (PMDB), a reunião ainda contou com a participação dos prefeitos de Felipe Guerra, Braz Costa (PMDB), de Severiano Melo, Silvestre Monteiro (PSB), de Itaú, Edson Melo (DEM), de Rodolfo Fernandes, Bernadete Queiroz (DEM), dentre várias outras lideranças e autoridades de vários municípios do Médio Oeste.

No encontro foi formalizada a união dos municípios do Médio Oeste para juntos defenderem os interesses comuns dessa microrregião. Na lista de reivindicações apresentada pelos prefeitos consta a transformação do Núcleo da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) de Apodi em um Campus que venha atender a demanda da região, onde saiu um termo de compromisso da doação de um terreno com uma área de cinco hectares, assumido pela prefeita de Apodi, Goreti Pinto junto aos prefeitos das cidades de Felipe Guerra, Itaú, Rodolfo Fernandes, Severiano Melo.

Município está disposto a comprar nova área


A prefeita de Apodi, Goreti Pinto, informa que mesmo tendo um terreno pertencente à municipalidade está disposta a comprar uma área em outro local que venha a atender aos anseios dos seus colegas e da população apodiense.

Em recente audiência com o reitor Milton Marques, secretário estadual de Educação, Rui Pereira, e com o vice-governador Iberê Ferreira, na qual recebeu a boa notícia de que Apodi seria contemplada com a transformação do núcleo em campus.

Além da implantação do Campus da Uern para o Médio Oeste, os prefeitos ainda discutiram outros assuntos relacionados às áreas da saúde e da segurança.

Como o consórcio que viabilizará as cirurgias eletivas no Hospital Regional Hélio Morais Marinho em Apodi, que dispõe de excelente estrutura, mas que atualmente está subutilizada e fora dos seus objetivos que são urgência, emergência e cirurgias eletivas.

SEGURANÇA

Os prefeitos também demonstraram grande preocupação com o sistema de segurança da região e sobre a proposta do secretário de Interior, Justiça e Cidadania, Leonardo Arruda, que deseja construir uma cadeia pública para atender as necessidades dos municípios que compreendem a Comarca de Apodi, haja vista que é uma política do Governo Federal em construir Sistemas Penitenciários em todas as regiões detentoras de comarcas.

COMENTO:

A criação do Campus da UERN em APODI é muito importante, tendo em vista que, além de outros benefícios, proporcionará ensino superior de qualidade a muitos jovens que residem nessa região e que não podem se deslocar para os grandes centros para estudar.
A ampliação da Universidade Estadual representa a possibilidade de ofertas de vagas públicas no ensino superior em uma região fundamental do nosso Estado, em uma cidade estrategicamente situada no oeste do Rio Grande do Norte.

A instalação do campus da UERN em Apodi é um antigo sonho da comunidade universitária do município, mas é sabido que não depende apenas de apoio popular.É preciso articulação política; o governo, a prefeitura, a faculdade , os políticos locais, as empresas, todos têm que estar engajados nessa ideia. A possibilidade existe, mas precisamos com clareza, ter recursos para essa implantação; de falsas promessas de políticos e ideias a cidade esta cheia, tem que ser algo de concreto e palpável.E se a UERN vier para APODI, os POLÍTICOS não estarão fazendo nada mais que a obrigação dos mesmos,de proporcionar educação à população, é para esse tipo de projeto que são eleitos e pagos.

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Olhos misteriosos abrigam suas emoções


Olhos misteriosos e místicos, invasores e penetrantes, você só precisa deles para expressar suas emoções. Ao sinal de tristeza, abrigam uma lágrima contida, porém, quando a felicidade aponta no coração, fascinante e mágico é o brilho dos olhos. Um olhar diz tudo…




















Educação brasileira melhora, mas desigualdades persistem, diz Unicef

A educação brasileira avançou com relação ao acesso, à aprendizagem, permanência e conclusão do Ensino Básico, mas precisa reduzir as desigualdades educacionais entre as regiões, as etnias/raças e as condições socioeconômicas da população. A informação foi divulgada hoje (9) pelo Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância), através do Relatório Situação da Infância e da Adolescência Brasileira 2009.

O relatório revela que 97,6% das crianças e adolescentes entre sete e 14 anos estão matriculados na escola. Aparentemente inexpressivo, os demais 2,4% significam 680 mil crianças e adolescentes sem estudar no Brasil. Desse total, 66% são negras, além de que a região Norte apresenta o dobro de alunos que o Sudeste possui fora da escola.

Segundo a coordenadora do Programa de Educação do Unicef Brasil, Maria de Salete Silva, o objetivo do relatório é "iluminar as questões relativas à desigualdade". Para ela, é preciso reconhecer a melhora do desempenho médio, mas é preciso que o país trace a solução das desigualdades como meta central.

"O Brasil possui uma dimensão imensa, é preciso reconhecer que esses 680 mil estão distribuídos no território nacional de maneira muito desigual. O maior problema é tratar desiguais como iguais, isso aprofunda mais a desigualdade. É preciso ter um olhar especial sobre essas 2,4%", avalia Maria de Salete.

Segundo o relatório, as crianças e os adolescentes mais atingidos são os negros, indígenas, quilombolas, pobres, com deficiência e sob risco de violência e exploração, e com deficiência. "São essas desigualdades que impedem que parcelas mais vulneráveis da população brasileira tenham garantido seu direito de aprender, sobretudo nas regiões do Semiárido, da Amazônia Legal e nas comunidades populares dos centros urbanos", pontua o relatório.

O Unicef aponta a necessidade de criação e implementação de políticas públicas que reduzam as desigualdades em todas as suas dimensões e considera essencial as ações conjuntas entre governos e sociedade. "Essa ação não deve ser de um ministério específico, deve ser de toda a sociedade. Se você sabe que um vizinho está fora da escola, você deve procurar o conselho tutelar, uma ONG que cuide do problema", opina Salete.

Dados da última Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) revelam que, embora 82,1% dos adolescentes entre 15 e 17 anos estejam na escola, 44% deles ainda não concluíram o Ensino Fundamental e apenas 48% cursam o Ensino Médio dentro da faixa etária adequada. A última Pnad foi divulgada em 2007 pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada).

A Pnad mostra que a situação educacional dos adolescentes do Norte e Nordeste brasileiro é ainda mais crítica quando comparada à do Sul e Sudeste. Apenas 34% dos adolescentes do Nordeste e 36% dos do Norte estão no Ensino Médio, enquanto que, no Sul, são 55% e, no Sudeste, são 48% de adolescentes cursando o Ensino Médio.

As maiores taxas de analfabetismo e de crianças fora da escola estão no campo. A população rural possui apenas 4,5 anos de estudos, enquanto que a urbana possui 8,5 anos de estudos concluídos com sucesso. O Unicef destaca, ainda, que os currículos escolares não estão de acordo com a realidade, as necessidades e os interesses dos estudantes rurais, o que impede um desenvolvimento local maior.

Ainda há muito a aprender

A revista inglesa The Economist publicou na semana passada extensa reportagem a situação falimentar da educação brasileira. Não há nada que não saibamos. Apenas o reconhecimento de uma publicação de enorme prestígio internacional da nossa incapacidade de possuir uma escola pública de qualidade. Ou como escreveu a revista, ao comentar a crença nacional de que Deus é brasileiro. Pode até ter ser, mas o Altíssimo certamente não desempenhou nenhum papel no desenvolvimento do modelo educacional do País em vigor.

The Economist faz uma análise detalhada da educação brasileira desde o legado cultural da colonização portuguesa que fazia da escola uma instituição da Casa Grande, reservada à elite abastada, até a influência negativa dos sindicatos dos professores no desenvolvimento da educação. Lembra, por exemplo, que são despendidos enormes recursos orçamentários em um modelo de escola que não funciona. Conforme mostra a revista – assunto que já comentei neste espaço – investimos em educação um percentual em relação ao PIB maior do que o da Coréia do Sul. No entanto, quanta diferença de desempenho.

A revista inglesa tem absoluta razão ao demonstrar que o déficit educacional é o grande freio do desenvolvimento do Brasil, que apesar de ter apresentado progresso político e econômico continua em posição de inferioridade em relação ao próprio terceiro-mundo. No fundo somos aquele gigante que despertou da sonolência dos séculos, mas permanece analfabeto. A publicação também encontra o “x” do problema ao demonstrar a inversão de prioridade de um sistema educacional que investe mais nas universidades do que no ensino fundamental.

Não é possível mesmo esperar resultado de um modelo empenhado em simular o aprendizado. Não estou a dizer apenas da falta de qualificação dos professores e da estrutura precária das instituições de ensino. Especialmente percebo que o tempo de permanência do aluno na sala de aula – fato que a reportagem da revista inglesa deixou escapar – é um dos grandes fatores que alimentam o ralo educacional. Como imaginar uma escola eficiente em que o estudante tem, com muito esforço, uma carga horária líquida de aprendizado inferior a quatro horas diárias?

A reportagem da revista está corretíssima, mas faltou comentar a necessidade de se instituir no Brasil a Escola em Tempo Integral, como ocorre lá no Hemisfério Norte. Sem a iniciativa, daqui a 20 anos teremos um ministro da Educação, ainda que competente, cheio de esperança de que estará a fazer algo de fundamental para as faladas próximas gerações quando não conseguirá gerir o desenvolvimento humano de quem está por aí imerso no analfabetismo funcional. Como disse a revista inglesa, ainda há muito a aprender.

Demóstenes Torres é procurador de Justiça e senador DEM-GO

IFRN abre inscrição para 390 alunos

Apodi – O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), campus de Apodi, abriu inscrição para o processo seletivo 2009.2. Ao todo, estão sendo ofertadas 390 vagas para vários cursos, inclusive de nível superior.
A estrutura do IFRN em Apodi foi erguida na região da Chapada do Apodi. Atualmente, está recebendo os retoques finais para o início das aulas na estrutura física e os servidores estão instalando computadores e vários laboratórios.
Para os candidatos que já concluíram o ensino médio (antigo segundo grau), estão sendo ofertadas vagas aos cursos técnicos subsequentes em Zootecnia (120 vagas) e Biocombustíveis (120 vagas), nos turnos matutino e vespertino.
Além dessas 240 vagas, serão ofertadas ainda 30 vagas para o curso superior de Licenciatura em Química, no turno vespertino. Já, os candidatos que concluíram o ensino fundamental e contam mais de 18 anos poderão concorrer a vagas do curso de técnico em Zootecnia na modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA), que está oferecendo 120 vagas, nos turnos vespertino e matutino. Nesse curso, o aluno permanecerá quatro anos no IFRN e cursará o ensino médio integrado à formação profissional em Zootecnia.
A taxa de inscrição para os cursos técnicos subsequentes e Licenciatura em Química é de R$ 20,00, e para Zootecnia/EJA, o valor é de R$ 10,00. A inscrição é realizada exclusivamente através da internet, no site http://www.ifrn.edu.br, até as 22h do próximo dia 19. Além Apodi, está aberta inscrição também para as unidades do Ifet em Pau dos Ferros, Macau e outras regiões do Estado.
DEFATO

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Diretores de cartórios não-concursados são exonerados pelo Conselho Nacional de Justiça

A desorganização no preenchimento de vagas nos cartórios era motivo de constantes reclamações recebidas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), disse o corregedor Nacional de Justiça, ministro Gilson Dipp, ao apresentar nesta terça-feira (09/06) ao pleno do CNJ duas minutas de resolução sobre os serviços extrajudiciais no país. Uma disciplina as regras para ingresso nos cartórios e a outra declara vagos todos os cargos ocupados em desacordo com as normas constitucionais de 1988, ou seja, sem concurso público. “A sociedade brasileira espera há mais de 20 anos por essa medida. Estamos obedecendo a Constituição”, afirmou Dipp. As resoluções foram aprovadas pela maioria dos conselheiros, na sessão desta terça-feira (09/06).

Com a publicação dos textos, os notários e tabeliães que ingressaram nos cartórios sem concurso após 1988 deverão perder seus cargos. Estima-se que mais de 5 mil pessoas estejam nessa situação. Já em relação à realização dos concursos, todos os cartórios deverão seguir as mesmas normas quando da realização das provas para ingresso nos cartórios. Segundo a resolução que deixa as serventias vagas, caberá aos Tribunais de Justiça elaborar a lista das delegações vagas, no prazo de 45 dias, assim como encaminhar esses dados à Corregedoria Nacional de Justiça.

Ao defender a aprovação da resolução, o ministro Gilson Dipp afirmou que é preciso que as alterações de vacância preenchidas em desacordo com a Constituição sejam regulamentadas. O ministro ressaltou que “essas duas resoluções constituirão um notável marco na administração do CNJ”.De acordo com a Constituição, (§ 3º, do artigo 236) “o ingresso na atividade notarial e de registro depende de concurso de provas e títulos, não se permitindo que qualquer serventia fique vaga, sem abertura de concurso de provimento ou de remoção, por mais de seis meses”.
Veja aqui a minuta da resolução sobre a vacância nos cartórios ( 80)
Veja aqui a minuta da resolução sobre a padronização de concursos públicos (81)
P.CARLOS

RN é ignordo por governo Lula em recursos após enchentes

ESTÁ NA CLOLUNA DO HERZOG DESSA QUARTA-FEIRA, 10 DE JUNHO DE 2009


O governo federal anunciou nesta terça (9) investimentos de R$ 4,7 bilhões em obras de drenagem em 109 municípios que são constantemente atingidos por enchentes e inundações.

As cidades beneficiadas pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) estão localizadas em 18 Estados do país. O Rio Grande do Norte não está incluído.

Cinco Estados da região Nordeste atingidos por enchentes nos últimos meses tiveram projetos selecionados, somando R$ 827,5 milhões em investimentos.

O Ceará contará com recursos de R$ 355,5 milhões, enquanto R$ 152,5 milhões serão destinados à Bahia. Empreendimentos em Pernambuco somam R$ 156,4 milhões. Maranhão e Piauí receberão, respectivamente, R$ 88 milhões e R$ 75 milhões

INSS aplicará plano de expansão para o Oeste

A Gerência Executiva do INSS em Mossoró acaba de concluir o processo de recebimento dos terrenos doados pelas prefeituras de São Miguel e Baraúna, localizados na região Oeste do Rio Grande do Norte.

Eles passam a integrar o Plano de Expansão da Rede de Atendimento que prevê a construção de 720 novas unidades previdenciárias em municípios com mais de 20 mil habitantes, em todo o país.

Os prefeitos de São Miguel, Galeno Torquato, e de Baraúna, Aldivon Nascimento, assinaram a escritura doando os terrenos em seus municípios para a construção de uma moderna agência da Previdência Social, com área mínima de 700m², de localização central e de fácil acesso à população.

Os prédios serão construídos com recursos do Ministério da Previdência Social e contarão com espaços amplos, equipamentos modernos de informática e dispositivos de segurança.

As agências serão dotadas de acessibilidade para pessoas portadoras de deficiência e sinalização interna para orientar os cidadãos.

A construção das unidades evitará que os segurados e a população dessas cidades se desloquem para agências a mais de 100 quilômetros de sua cidade de origem.

APODI E PATU CONTARÃO COM SEDES PRÓPRIAS

Nos municípios de Apodi e Patu, onde já existem agências da Previdência Social, em imóveis cedidos pelas prefeituras, serão construídas sedes próprias, no padrão moderno de atendimento, estando inseridas no Plano de Expansão da Rede de Atendimento.

Diante dos novos investimentos, o gerente Executivo do INSS em Mossoró, Francisco Osimar da Silva, fez questão de esclarecer que não existe risco de Apodi perder a unidade local para a cidade de Caraúbas como vem sendo cogitado nas cidades oestanas.

"Não existe a menor possibilidade de transferência da agência do INSS de Apodi para o município de Caraúbas. Existe sim - esclarece - um processo de consolidação da Previdência Social em Apodi, com a construção de um prédio próprio", destaca.

Osimar informa: "Estão adiantadas as negociações entre a Gerência Executiva do INSS e a Prefeitura Municipal de Apodi para receber a doação de um terreno, onde iremos construir a sede própria. Nossa equipe técnica já agendou uma visita para a vistoria do terreno a ser disponibilizado pela edilidade", destaca.

Em relação à construção de uma Agência da Previdência Social em Caraúbas, o gerente executivo do INSS diz que "Já iniciamos os primeiros contatos com o prefeito Ademar Ferreira da Silva para incluir o município no plano de expansão da rede de atendimento.

Com essas unidades, a rede de atendimento, que hoje é de 1.100, passará para 1.830 agências em 1.670 municípios brasileiros, o que significará um impacto na qualidade da prestação dos serviços previdenciários oferecidos em todo o país.

Cidade de Apodi ganhará Campus da Uern

Apodi será contemplada com a construção do Campus da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern). A garantia foi dada à prefeita Maria Goreti da Silveira Pinto (PMDB) pelo reitor Milton Marques, secretário estadual da Educação, Rui Pereira, e pelo vice-governador Iberê Ferreira de Souza em recente reunião em Mossoró e Natal.

Na sexta-feira passada, a prefeita Goreti Pinto, acompanhada do secretário de Urbanismo, Marcílio Reginaldo, chefe de Gabinete Civil, Klinger Pinto, e do assessor Tibúrcio Marinho participaram de um encontro em Mossoró com o reitor Milton Marques que contou com a participação das deputadas federal Sandra Rosado e estadual Larissa Rosado, que defenderam a construção do Campus da Uern para a cidade de Apodi junto com a prefeita Goreti Pinto.

Encravada no Médio Oeste potiguar, a cidade de Apodi conta com mais de 1.500 estudantes cursando o segundo grau, que nos próximos anos vão estar ingressando numa faculdade.

Atualmente, já são 506 fazendo curso superior em Mossoró, Pau dos Ferros e Caraúbas e para suprir todas as necessidades da classe jovem apodiense que deseja ingressar no ensino superior a prefeita Goreti Pinto vem buscando apoio junto à classe política para lutar pela implantação do Campus Avançado da Uern.

O município atualmente dispõe apenas de um Núcleo Avançado da Uern com a presença de dois cursos.

Além da preocupação da prefeita Goreti Pinto, a proposta também vem sendo debatida pela Assembleia Legislativa, em Natal, que através do deputado Robinson Faria (PMN) realizará Audiência Pública em Apodi no próximo sábado. Robinson teria garantindo uma Emenda ao Orçamento do Estado no valor de R$ 1,5 milhão.

Segundo a prefeita Gorete Pinto, além de beneficiar mais de dois mil estudantes de Apodi, o Campus também vai beneficiar os vizinhos de Felipe Guerra, Rodolfo Fernandes, Severiano Melo, Itaú, Tabuleiro Grande, Riacho da Cruz e Caraúbas, que recentemente foi contemplada com um Campus da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa).

Construção da unidade está orçada em R$ 2 milhões

A construção do Campus da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) em Apodi está orçado em R$ 2 milhões. A prefeitura apodiense já disponibilizou o terreno para que seja avaliado pelo setor técnico da Uern.

"Iremos atrás dos recursos que faltam onde for necessário e estamos dispostos a providenciar o terreno que a Uern precisar para o Campus", diz a prefeita Gorete Pinto, ao lado da secretária de Educação, Mara Marizete, e do presidente da Associação Cultural de Estudantes de Nível Superior (Acemis), Marcílio Regional de Souza, de Apodi.

O reitor Milton Marques informou à comissão liderada pela prefeita Gorete Pinto que já existe um projeto pronto na Reitoria da Uern em Mossoró de instalação do Campus em Apodi.

A prefeita Goreti Pinto está confiante na concretização do projeto. "Já recebemos a notícia do reitor, do vice-governador que Apodi será contemplada com o Campus da Uern que junto com o IFRN transformará nossa cidade em um polo regional de ensino superior", comemora a prefeita Goreti Pinto.
O Mossoroense

sábado, 6 de junho de 2009

Alunos da USP protestam contra ensino à distância

Alguns com carcaças de computadores enterrados na cabeça, outros com escudos de papelão – onde se liam títulos de obras clássicas – numa mão e canudos de diplomas na outra. Foi assim que os estudantes da USP fecharam a entrada do principal portão de acesso ao campus do Butantã para protestar conta o ensino à distância e contra a presença da polícia militar no campus. Outros estudantes ainda montaram um tanque rosa com sucatas, ironizando a tropa de choque.

O objetivo do ato era protestar contra o projeto Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), do governo estadual. O objetivo do projeto é dar qualificação profissional aos professores da rede pública que não têm o diploma adequado para dar aulas de uma disciplina. Os cursos oferecidos serão resultado de uma parceria entre as três universidades estaduais paulistas e o governo do estado e terá apoio de três fundações privadas: a Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado de São Paulo (Fapesp), a Fundação do Desenvolvimento Administrativo Paulista (Fundap) e a Fundação Padre Anchieta (FPA).

A FPA permitirá que as aulas sejam transmitidas por um de seus canais digitais, a Univesp TV. A programação será repetida a cada oito horas. Uma parte da carga horária do aluno será presencial, mas somente na forma de plantão de dúvidas e realização de provas. O plantão de dúvidas, segundo o próprio governo do estado, será composto por “um conjunto de tutores, que estará continuamente disponível para atender aos alunos, pessoalmente ou por telefone e internet”.


De acordo com o DCE, a formação de professores com cursos à distância é um sinal de precarização da sua formação e cria uma diferença entre os profissionais que têm o curso presencial, que iriam atuar no mercado, e os que fazem o curso à distância, que passariam prioritariamente a trabalhar nas escolas.


Já foi aprovada a abertura da inscrição de 360 vagas no curso de licenciatura em Ciências na USP. Planeja-se abrir 5 mil no curso de Pedagogia na Unesp e 700 no curso de licenciatura em Biologia na Unicamp. Ainda é preciso mais uma reunião do Conselho de Graduação na USP para definir o vestibular para o curso, que será realizado já no segundo semestre deste ano.

Camila Souza Ramos

Blog do Prof. Ozamir Lima - Designer: Segundo Freitas