quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Os 10 Governadores mais populares do Brasil em 2009

1º. Aécio Neves (PSDB) - Minas Gerais: média 7,5 de popularidade
2º. Eduardo Campos (PSB) - Pernambuco: 7,5
3º. Cid Gomes (PSB) - Ceará: 6,7
4º. José Serra (PSDB) - São Paulo: 6,6
5º. Luiz Henrique da Silveira (PMDB) - Santa Catarina: 6,5
6º. Jaques Wagner (PT) - Bahia: 6,5
7º. Roberto Requião (PMDB) - Paraná: 6,4
8º. Sérgio Cabral (PMDB) - Rio de Janeiro: 6,1
9º. José Roberto Arruda (sem partido, ex-DEM) - Distrito Federal: 4,8
10º. Yeda Crusius (PSDB) - Rio Grande do Sul: 3,9

[curiosidade] Tamanho da Terra comparado a outros corpos celestes

Pela imagem acima, dá até pra pensar que a Terra está entre os grandes corpos celestes do nosso sistema.





Se colocarmos o Sol no mesmo quadro, vemos que a Terra não é tão grande quanto pensamos.

Mas, será que para por aí? É claro que não, na vastidão do Universo, os astros podem alcançar dimensões inimagináveis e é isso que mostra o vídeo a seguir.


Assista e sinta-se pequeno. Muito pequeno.



Carl Sagan estava certo. Somos apenas um pálido ponto azul.

CAMISETAS... A ESCOLHER















Por Guto Cassiano

Ex-parlamentares vão embolsar R$ 113 milhões do 13°

Os ex-parlamentares já aposentados e suas viúvas poderão em breve receber também 13º salário. E a conta vai sair salgada. Se o projeto que traz essa alteração for aprovado no Congresso, os beneficiários receberiam já de imediato os valores retroativos aos cinco últimos anos. A revelação é do site Congresso em Foco, que, em um texto que vai ao ar amanhã, mostra que essa medida, que conta com apoio de José Sarney e de deputados peemedebistas, deve custar 113 milhões de reais ao erário.

Brasília: demagogia, corrupção e lambanças

Carlos Chagas

Brasília foi criada para não ter representação política. Seria apenas a casa do presidente da República, com um prefeito nomeado. O tempo passou, o prefeito virou governador, o Congresso estabeleceu que a capital federal elegeria oito deputados federais, três senadores e, depois, disporia de uma Câmara Legislativa.

Durante décadas elites frustradas de São Paulo e do Rio, principalmente, denegriam Brasília pelo fato de precisarem vir aqui cuidar de seus interesses. Chegaram a chamar a cidade de “Ilha da Fantasia” e até de covil de ratos, esquecidos de que os ratos vinham de fora, muitos chegando às terças-feiras e saindo às quintas.

Desafortunadamente, porém, aqui foi sendo criada uma classe política à imagem e semelhança das outras, de fora. Muita demagogia, corrupção e lambanças, apesar de haver gente séria na política local. Mas também há ratos em profusão. Chegamos ao limite máximo com o escândalo do mensalão do governo Arruda.

Por conta disso, muita gente sustenta a necessidade de uma volta ao passado. Só que não dá para extinguir a representação política da capital do país. O remédio seria, a curto prazo, a intervenção federal. A longo, que a população votasse bem. Duas missões impossíveis a lamentar?

Marina confirma dono da Natura como vice

Li no blog da Folha

“Sem opções no campo partidário, a pré-candidata do PV à Presidência da República, senadora Maria Silva, confirmou nesta quinta-feira (28) em Porto Alegre que o partido vai investir na indicação do empresário Guilherme Leal, presidente do Conselho de Administração da Natura, como candidato a vice na eleição de outubro.

“Dificilmente faremos aliança com algum partido político. Por isso, fiz questão de filiar o Guilherme em tempo hábil”, disse a senadora. Em almoço com empresários na Federação do Comércio do Rio Grande do Sul, Mariana disse que a candidatura do empresário “depende somente dele”.

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

ProUni Internacional vai oferecer dez bolsas por ano para a Espanha

O convênio assinado hoje (26) entre o Ministério da Educação (MEC) e a Universidade de Salamanca vai beneficiar até 40 estudantes brasileiros de baixa renda que poderão estudar na universidade espanhola. O ProUni Internacional começa em 2010 e vai oferecer dez bolsas anualmente em um período de quatro anos.

Será oferecida uma bolsa em cada uma das dez áreas incluídas no programa: biologia, biotecnologia, estatística, farmácia, física, informação e documentação, engenharia de edificações, engenharia de materiais, matemática e sociologia.

Em 2010, os bolsistas serão selecionados a partir da nota do Enem. O MEC vai entrar em contato com os melhores colocados de cada área para convidá-los a participar do programa. Os selecionados terão que atender aos critérios de renda do ProUni. A partir do próximo ano, as bolsas de Salamanca estarão disponíveis no sistema do ProUni, junto com aquelas que são oferecidas pelas instituições brasileiras. O critério de seleção também será a nota do Enem.

Os selecionados embarcam em março para a Espanha. Até junho participarão de um curso preparatório para uma prova de proficiência que deverão prestar antes de ingressar na universidade espanhola. Nesse período, a hospedagem e alimentação do estudantes, além das passagens aéreas, serão custeadas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), no valor de US$ 900 mensais.

No segundo semestre, quando o bolsista ingressar na instituição, as despesas serão bancadas pelo Banco Santander, com uma bolsa anual de 11,8 mil euros, além de passagens aéreas para que ele possa visitar o Brasil uma vez por ano. Como receberão financiamento público via Capes, os estudantes terão que assinar um termo se comprometendo a retornar ao Brasil após a conclusão do curso, como ocorre com as bolsas de mestrado e doutorado.

O ministro da Educação, Fernando Haddad, espera que a experiência possa ser estendida para outros países no futuro. “Se o programa demonstrar êxito poderá servir de espelho para outras parcerias que possam ser estabelecidas com outras universidades espanholas e de outros países”, afirmou.

Há previsão de que no futuro um novo convênio seja firmado para que estudantes espanhóis sejam recebidos por universidades brasileiras.

O reitor da Universidade de Salamanca, Daniel Hernández Ruiperez, disse durante a cerimônia que estava “orgulhoso” em poder ajudar a juventude brasileira a desenvolver seu potencial.

Fonte: Agência Brasil

Lula assina decreto que cria a Bolsa Copa e a Bolsa Olímpica

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou hoje (26) o decreto que cria as Bolsas Copa e Olímpica para policiais que irão trabalhar nos Jogos. Com isso, a partir de julho deste ano, os profissionais de segurança pública começarão a receber um adicional que aumentará gradativamente até a data dos eventos.

No caso da Bolsa Copa, policiais e bombeiros das capitais que sediarão as competições vão começar recebendo R$ 550 a mais em 2010. A partir de 2011, a bolsa passa a ser de R$ 665. Em 2012 o acréscimo passa a ser de R$ 760, e em 2013 de R$ 865. No ano da Copa do Mundo os profissionais de segurança pública passarão a receber R$ 1.000 a mais no salário. O valor não será perdido após os Jogos, e será incorporado pelos governos estaduais permanentemente.

Já a Bolsa Olímpica será paga exclusivamente aos profissionais do Rio de Janeiro. No caso deles, o valor será fixo de R$ 1.200. Os policiais e bombeiros do Rio não receberão a Bolsa Copa, apenas a Olímpica até 2016. Depois dos Jogos, o valor também será incorporado aos salários pelo governo estadual.

Para o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, o programa representa um pacto de solidariedade do governo federal com os estados. “O governo federal, pela primeira vez na história, enfrenta, participa e se solidariza com temas relacionados à segurança pública”, disse Cabral.

As regras serão as mesmas do Bolsa Formação – programa que paga um adicional para os policiais que se propõem a fazer cursos de capacitação. Essa bolsa também recebeu aumento hoje, passando de R$ 400 para R$ 443.

Segundo o ministro da Justiça, Tarso Genro, “o paradigma da segurança pública no país está em mudança profunda”.

* Fonte: Agência Brasil.

O Pulo do Gato chega a Apodi

. Começa hoje a temporada de apresentações do espetáculo Tem Gato na Cachorrada, ou O Pulo do Gato, do grupo de teatro O Pessoal do Tarará, na Casa de Cultura Popular de Apodi, a partir das 20h, até o domingo 31, e com distribuição gratuita de ingressos.O espetáculo estreou em novembro passado, na programação de aniversário de sete anos do grupo, com apresentações também gratuitas no Teatro Dix-Huit Rosado, graças ao apoio do Banco do Nordeste através do Programa BNB de Cultura 2009. O diretor Dionízio do Apodi ressalta: "Apresentar em Apodi é sempre uma alegria, e por isso, queremos agradecer ao Banco do Nordeste pelo apoio que tem dado ao grupo, e por nos possibilitar levar nosso teatro para toda a parte".
Tem Gato na Cachorrada, ou O Pulo do Gato, é um espetáculo do Grupo de Teatro O Pessoal do Tarará, que não utiliza a linguagem verbal. Nele, os atores expressam sentimentos humanos, a partir de situações corriqueiras de violência, carinho, solidão, amizade, utilizando o corpo como ferramenta fundamental para expressar o que é vivido no interior de cada ator. Para dificultar mais ainda o jogo e o exercício, o grupo resolveu viver as situações com os atores interpretando animais (cachorros e gato).
O espetáculo partiu da necessidade de valorizar o encontro do ator com o espectador, como o maior momento do teatro, e por isso assume a influência do Teatro Pobre de Grotowski, que estimulou, em diversos momentos da montagem, uma maior atenção para as inúmeras possibilidades que o ator dispõe para se expressar, sem ter necessidade de figurinos, cenário, música instrumental, e da própria linguagem verbal.
Apesar dos atores viverem cachorros e gato, o humano está presente o tempo inteiro, transformando o espetáculo em um espelho de nossa sociedade. Cada espectador constrói a sua própria dramaturgia, o que torna o espetáculo O Pulo do Gato (Tem Gato na cachorrada) numa grande metáfora que pode ser compreendida em qualquer país.
O Pessoal do Tarará foi fundado em 13 de novembro de 2002, em Mossoró (RN), com o objetivo de fazer um teatro popular, onde a experimentação, a ousadia e a qualidade pudessem estar sempre presentes. Um dos muitos desafios que estão sempre sendo enfrentados é o de atingir públicos das mais variadas classes sociais, com um carinho especial àqueles que não têm recursos financeiros para ir a uma casa de espetáculos. O Pessoal do Tarará desenvolve um trabalho social, mas se preocupa, acima de tudo, com a qualidade do trabalho que é realizado (seja na rua, no teatro ou em sala), pois acredita que o social precisa ser desenvolvido junto com um trabalho teatral de qualidade.
A preocupação com a informação teatral (estudo de autores, textos e teorias, bem como a prática, através de exercícios) veio de imediato, levando o grupo a iniciar um trabalho de pesquisa que permanece até hoje, não parando quando se consegue algo, mas se aprofundando a partir de cada nova descoberta. O Pessoal do Tarará desenvolve um trabalho intenso de pesquisa e de construção de repertório. A jornada de oito horas diárias de trabalho mostra um teatro movido pela paixão, mas ao mesmo tempo com conotação profissional, onde os integrantes se dedicam exclusivamente ao grupo.
Programa de rádio, página na internet, espetáculos, exposições fotográficas itinerantes, documentários, filme, e principalmente, o respeito do público, foram pontos conquistados pelo grupo até aqui. Para O Pessoal do Tarará, o teatro é maior que os adjetivos, e não há uma preocupação em dar nome ao que faz, mas em viver intensamente, em qualquer lugar, assumindo o espírito de artista em tudo o que faz.
O grupo desenvolveu uma série de atividades no Rio de Janeiro no projeto 'O Pessoal do Tarará no Rio', onde o grupo fez apresentações de seus espetáculos ('O Inspetor Geraldo' e 'A Peleja do Amor no Coração de Severino de Mossoró') e realizou oficinas e palestra, no período de 04 a 15 de novembro.
Jornal de Fato

[Apodi] Servidores de Apodi são prejudicados por falha de repasse da contribuição ao INSS

LI HOJE EM O MOSSOROENSE E TRANSCREVO MATÉRIA QUE É DO INTERESSE DE MUITOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE APODI.

Vários servidores públicos efetivos e cargos comissionados da Prefeitura Municipal de Apodi estão alegando que o município deixou de efetuar o repasse de suas contribuições previdenciárias ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) recolhidos pela municipalidade direto no contracheque dos funcionários.

De acordo com a Secretaria Municipal de Administração e Planejamento, já são várias as reclamações de servidores que estão se sentindo prejudicados com o problema que em alguns casos já ganhou o caminho das vias judiciais.

Apesar da identificação do problema, não existem números oficiais levantados pelas secretarias municipais de Finanças e de Administração e Planejamento, respectivamente, que ainda não sabem por quanto tempo o repasse deixou de ser feito ou quem realmente está prejudicado.

No Código Penal, a prática tem o nome de apropriação indébita e prevê pena de dois a cinco anos de detenção. "Diante das várias reclamações, já estamos tomando providências junto ao INSS para ver o que aconteceu, mas podem ter certeza faremos de tudo para que os servidores não tenham prejuízos com esse problema", comentou Genilson Gurgel.

A ausência dos repasses atinge várias administrações municipais passadas e somente agora é que está sendo percebida, porque alguns servidores têm precisado acionar os serviços da Previdência Social e quando é feito algum pedido, é constatado a falta das contribuições.

Problema pode gerar prejuízo imediato a 200 servidores

A Prefeitura de Apodi conta com mais de mil servidores, inclusive desse total, segundo informou a Secretaria de Administração e Planejamento, cerca de 200 desejam se aposentar, mas devido ao problema detectado, os funcionários estão aguardando que o grave impasse seja resolvido.

Com a aposentadoria desses servidores, o município ficaria obrigado a realizar um concurso público para suprir as reais necessidades da esfera administrativa apodiense e assim oferecer oportunidades de emprego para novos profissionais.

O gerente executivo da agência do INSS em Apodi, Francisco Antônio de Souza, disse que em virtude do advento da Lei n° 11.457, de 16 de março de 2007, a qual criou a Secretaria da Receita Federal do Brasil/Ministério da Fazenda, as atribuições de arrecadar e fiscalizar as contribuições previdenciárias foram transferidas para a Receita Federal e que a agência do INSS de Apodi não pode fazer nem um tipo de fiscalização, mas os servidores podem procurar o INSS para verificar os extratos de contribuições previdenciárias, caso se constatando que ocorreu falta de repasse por parte do órgão empregador, os servidores podem formular denúncia junto à Receita Federal ou até mesmo acionar a Justiça.

Qualquer servidor que se sentir prejudicado pode acionar a Ouvidoria da Receita Federal, que pode ser acionada através do e-mail ouvidormf@fazenda.gov.br ou ainda pelo endereço da Ouvidoria do Ministério da Fazenda - SAS Quadra 6, Bloco O, 7° andar, Brasília/DF, CEP 70070-917 e pelo fone: 0800 702 1111.

A contribuição regular com o INSS garante aos trabalhadores o recebimento de benefícios como a aposentadoria, auxílios doença e maternidade.
Alguns servidores já encaminharam denúncias ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), Tribunal de Contas da União, Ministério Público Estadual e Federal para impedir a aprovação das contas dos ex-prefeitos que não efetuaram os repasses das contribuições dos funcionários para que adotem providências.

domingo, 24 de janeiro de 2010

CNJ determina concurso para cartórios


Decisão da Corregedoria do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), publicada na última sexta-feira no Diário Oficial, tornou vaga a titularidade de 7.828 cartórios extrajudiciais de todo o País, criando a necessidade de realização de concurso público para reorganizar os serviços, de acordo com informações da Agência CNJ de Notícias. No Rio Grande do Norte foram declaradas vagas as titularidades de 165 cartórios, entre eles o 5º Ofício de Notas de Natal, quatro cartórios de Mossoró, dois de Parnamirim, dois de São Gonçalo do Amarante e quatro do município de Santo Antônio (1º e 2º Ofícios de Notas, Acervo de Serrinha e Termo de Jundiá).
A decisão, assinada pelo corregedor nacional de Justiça, ministro Gilson Dipp, tem como base a Resolução 80 do CNJ, que prevê a vacância dos serviços notariais e de registro ocupados em desacordo com a Constituição Federal de 1988. "Estamos cumprindo a Constituição", afirmou o ministro. Até 1988, os cartórios eram transmitidos por hereditariedade. Os 7.828 cartórios cujas titularidades foram consideradas vagas hoje foram beneficiados pelo vácuo jurídico de 1988 a 1994.

Vagas em cartórios
No Rio Grande do Norte foram declaradas vagas as titularidades de 165 cartórios da capital ao interior

ACARI
AFONSO BEZERRA
ÁGUA NOVA
ALEXANDRIA
ALMINO AFONSO
ANGICOS
ANTONIO MARTINS
APODI
AREIA BRANCA
ARÊS
ASSU - 2º Of. Notas
BARAÚNA
BARCELONA
BENTO FERNANDES
BOA SAÚDE
BODÓ
CAIÇARA DO NORTE
CAIÇARA DO RIO DOS VENTOS
CAICÓ - 2º cart.
CAICÓ - 3º Of. Notas
CAICÓ - 1º Of. Notas
CAMPO GRANDE - Cart. Único
CAMPO GRANDE - Único Ofício
CAMPO REDONDO
CARAÚBAS
CARNAÚBA DOS DANTAS
CARNAUBAIS
CEARÁ-MIRIM - 1º Of. Notas
CEARÁ-MIRIM - 2º Of. Notas
CERRO CORÁ
CORONEL EZEQUIEL
CORONEL JOÃO PESSOA
CRUZETA
CURRAIS NOVOS - 2º Of. Notas
DOUTOR SEVERIANO
ENCANTO
EQUADOR
ESPÍRITO SANTO
FELIPE GUERRA
FERNANDO PEDROZA
FLORÂNIA
FRANCISCO DANTAS
FRUTUOSO GOMES
GALINHOS
GOVERNADOR DIX-SEPT ROSADO
GROSSOS
GUAMARÉ
IPUEIRA
ITAÚ
JAÇANÃ
JANDAÍRA
JANDUÍS
JAPI
JARDIM DE ANGICOS
JARDIM DE PIRANHAS - 1º Of. Notas
JARDIM DE PIRANHAS - 2º Of. Notas
JARDIM DO SERIDÓ
JOÃO CÂMARA - 1º Of. Notas
JOÃO CÂMARA - 2º Of. Notas
JOÃO DIAS
LAGOA D'ANTA
LAGOA DE PEDRAS
LAGOA DE VELHOS
LAGOA NOVA
LAGOA SALGADA
LAJES
LAJES PINTADAS
LUCRÉCIA
LUÍS GOMES
MACAÍBA - 1º Of. Notas
MACAÍBA - 2º Of. Notas
MACAU - 2º Of. Notas
MACAU - 3º Of. Notas
MAJOR SALES
MARCELINO VIEIRA
MARTINS
MAXARANGUAPE
MESSIAS TARGINO
MONTANHAS
MONTE ALEGRE
MONTE DAS GAMELEIRAS
MOSSORÓ - 1º Of.
MOSSORÓ - 2º Of. Notas
MOSSORÓ - 3º Of. Notas
MOSSORÓ - 4º Of. Notas
MOSSORÓ - 7º Of. Notas
NATAL - 5º Of. Notas
NÍSIA FLORESTA
NOVA CRUZ - 2º Of. Notas
NOVA CRUZ - Pedro Soares
OLHO D'ÁGUA DO BORGES
PARANÁ
PARAÚ
PARAZINHO
PARELHAS
PARNAMIRIM - 1º Of. Notas
PARNAMIRIM - 2º Of. Notas
PASSA E FICA
PASSAGEM
PAU DOS FERROS - 1º Of. Notas
PEDRA GRANDE
PEDRA PRETA
PEDRO AVELINO
PENDENCIAS - 1º Of. Notas
PILÕES
POÇO BRANCO
PORTALEGRE
PORTO DO MANGUE
PUREZA
RAFAEL FERNANDES
RAFAEL GODEIRO
RIACHO DE SANTANA
RIACHUELO
RIO DO FOGO
RUY BARBOSA
SANTA CRUZ - 1º Of. Notas
SANTA CRUZ - 2º Of. Notas
SANTA MARIA
SANTANA DO MATOS
SANTANA DO SERIDÓ
SANTO ANTONIO - 1º Of. Notas
SANTO ANTONIO - 2º Of. Notas
SANTO ANTONIO - Acervo de Serrinha
SANTO ANTONIO - Termo de Jundiá
SÃO BENTO DO NORTE
SÃO BENTO DO TRAIRI
SÃO FERNANDO
SÃO FRANCISCO DO OESTE
SÃO GONÇALO - 12º Of. Notas
SÃO GONÇALO - 2º Of. Notas
SÃO JOÃO DO SABUGI
SÃO JOSÉ DE MIPIBU - 2º Of. Notas
SÃO JOSÉ DO CAMPESTRE
SÃO JOSÉ DO SERIDÓ
SÃO MIGUEL - 1º Of. Notas
SÃO MIGUEL - 2º Of. Notas
SÃO PAULO DO POTENGI
SÃO PEDRO
SÃO RAFAEL
SÃO TOMÉ
SÃO VICENTE
SENADOR ELOI DE SOUZA
SENADOR GEORGINO AVELINO
SERRA CAIADA
SERRA DE SÃO BENTO
SERRA DO MEL
SERRA NEGRA DO NORTE
SERRINHA DOS PINTOS
SEVERIANO MELO
SÍTIO NOVO
TABOLEIRO GRANDE
TANGARÁ
TENENTE ANANIAS
TIBAU
TIBAU DO SUL
TIMBAÚBA DOS BATISTAS
TOUROS
UMARIZAL
UPANEMA
VÁRZEA
VENHA VER
VERA CRUZ
VIÇOSA
VILA FLOR
JORNAL DE FATO

Se Não Quiser Adoecer…

Se não quiser adoecer – “Fale de seus sentimentos”

Emoções e sentimentos que são escondidos, reprimidos, acabam em doenças como: gastrite, úlcera, dores lombares, dor na coluna. Com o tempo a repressão dos sentimentos degenera até em câncer. Então vamos desabafar, confidenciar, partilhar nossa intimidade, nossos segredos, nossos pecados. O diálogo, a fala, a palavra, é um poderoso remédio e excelente terapia.

Se não quiser adoecer – “Tome decisão”


A pessoa indecisa permanece na dúvida, na ansiedade, na angústia. A indecisão acumula problemas, preocupações, agressões. A história humana é feita de decisões. Para decidir é preciso saber renunciar, saber perder vantagem e valores para ganhar outros. As pessoas indecisas são vítimas de doenças nervosas, gástricas e problemas diversos.

Se não quiser adoecer – “Busque soluções”

Pessoas negativas não enxergam soluções e aumentam os problemas. Preferem a lamentação, a murmuração, o pessimismo. Melhor é acender o fósforo que lamentar a escuridão. Pequena é a abelha, mas produz o que de mais doce existe. Somos o que pensamos. O pensamento negativo gera energia negativa que se transforma em doença.

Se não quiser adoecer – “Não viva de aparências”

Quem esconde a realidade finge, faz pose, quer sempre dar a impressão que está bem, quer mostrar-se perfeito, bonzinho etc. Está acumulando toneladas de peso… uma estátua de bronze, mas com pés de barro. Nada pior para a saúde que viver de aparências e fachadas. São pessoas com muito verniz e pouca raiz. Seu destino é a farmácia, o hospital, a dor.

Se não quiser adoecer – “Aceite-se”

A rejeição a si próprio, a ausência de auto-estima, faz com que sejamos algozes de nós mesmos. Ser eu mesmo é o núcleo de uma vida saudável. Os que não se aceitam são invejosos, ciumentos, imitadores, competitivos, destruidores. Aceitar-se, aceitar ser aceito, aceitar as críticas, é sabedoria, bom senso e terapia.

Se não quiser adoecer – “Confie”


Quem não confia não se comunica, não se abre, não se relaciona, não cria liames profundos, não sabe fazer amizades verdadeiras. Sem confiança, não há relacionamento. A desconfiança é falta de fé em si, nos outros e em Deus.

Se não quiser adoecer – “Não viva sempre triste”

O bom humor, a risada, o lazer, a alegria, recuperam a saúde e trazem vida longa. A pessoa alegre tem o dom de alegrar o ambiente em que vive. “O bom humor nos salva das mãos do doutor”. Alegria é saúde e terapia.

As manchetes deste domingo

Folha de S.Paulo
SP investiga 800 delegados

O Estado de S.Paulo
Haiti encerra buscas e reconstrução é incerta

Jornal do Brasil
Muitos cartões, uma só máquina

O Globo
Asfalto é ruim ou péssimo em 98% das ruas do Rio

Correio Braziliense
Nomes de nossos heróis para haitianos

Estado de Minas
As várias caras da Savassi

Diário do Nordeste
Procura-se mão-de-obra qualificada

A Tarde
Escutas telefônicas revelam disputas por obras de R$628 milhões

Extra
Presentão no dia do aposentado: guia traz os direitos dos idosos

Correio do Povo
Haiti encerra a busca por vítimas

Zero Hora
Que defesa civil o Rio Grande necessita
Folha de Pernambuco
Terremotos: Por que eles acontecem?

Jornal do Commercio
Lei seca: muita blitz, pouca punição

Diário de Pernambuco

Você tem medo de quê?

Jornal de Fato
Casos de AIDS aumentam n ointerior do RN
Gazeta do Oeste
Comércio clandestino de gás de cozinha sofre ataque do sindigás

Revistas

Veja
Haiti - Do caos à esperança

Época
Diabetes - Ele vai pegar você?

IstoÉ
9 mitos sobre o amor

IstoÉ Dinheiro
Este homem enfrenta a Casas Bahia, o Ponto Frio, o Magazine Luiza

Carta Capital
Mas que belo panorama...

sábado, 23 de janeiro de 2010

Professores da rede pública estadual iniciam negociações pela campanha salarial deste ano

Os professores da rede pública estadual de ensino já iniciaram a campanha salarial 2010. Terminado o ano letivo 2009 nas escolas, as promessas que não foram cumpridas desde a última greve, no início do ano passado, já estão mexendo com os ânimos da categoria. De acordo com o diretor do Sinte, em Mossoró, Jadson Arnaud, os professores estão em dúvida quanto à progressão por letras garantida por lei.

"Está havendo dúvida da categoria em relação à letra, porque o governo aprovou uma lei em regime de urgência, fruto das reivindicações da greve, inclusive essa foi a única pendência no fim da greve. A lei foi aprovada, mas as letras não foram pagas e isso deveria ser retroativo ao mês de agosto", explica Jadson. Segundo ele, o governo prometeu pagar essa progressão do plano de carreira dos professores a partir deste mês.

"O governo disse que em janeiro estava garantido nosso avanço de uma letra; além do aumento de 5% pela letra, nós ganharíamos mais 5% pelo retroativo. Além disso, o governo nunca negou nosso 1/3 de férias em janeiro e até agora ainda não foi pago", explica o diretor do sindicato.

Em virtude desse descumprimento, a categoria protocolou um ofício no qual solicita audiência com o secretário estadual de educação, Ruy Pereira. "Além dessa questão, nós queremos discutir o aumento do piso salarial, que está previsto para fevereiro, percentual de aumento para funcionários aposentados e a nossa campanha salarial para 2010", afirma Jadson. Até agora, os professores ainda aguardam uma resposta à solicitação.

Sobre o risco de greve, ele garante que apesar de não ser iminente, a categoria sempre pensa nessa possibilidade. "Todo ano há risco de greve, se eu dissesse que não, estaria mentindo. Com a campanha, nós estamos justamente tentando entrar em acordo para saber o que podemos fazer. A greve é a última alternativa encontrada quando não há acordo, então, através da categoria, decidimos pela greve", disse Jadson.

No entanto, ele acredita que não será necessário optar por essa medida. "Nós acreditamos no diálogo e se tudo que for prometido for cumprido, não há porque fazer greve. Essa é a última alternativa", garante o diretor do Sinte.
Mossoroense

Projeto quer obrigar PMs e bombeiros a ter curso superior



“A Câmara analisa o Projeto de Lei 6329/09, que institui a obrigatoriedade da conclusão de curso superior para ingresso nas carreiras da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. Pela proposta, do deputado Capitão Assumção (PSB-ES), o edital de seleção dos militares deve conter ainda outros pré-requisitos, que serão definidos pelos governos estaduais.

De acordo com o texto, a exigência não interfere na carreira dos atuais policiais e bombeiros, uma vez que só será válida para editais publicados após a vigência da lei.

Para o autor do projeto, a medida visa melhorar a qualidade na prestação dos serviços por parte dos agentes de segurança pública. Para ele, a escolaridade de nível médio exigida atualmente permite que pessoas sem qualificação ingressem nos quadros da Polícia Militar. “Essa situação se reflete na atuação ostensiva e na abordagem ao cidadão”, observa.

Segundo o parlamentar, muitas vezes o despreparo desses profissionais em relação a suas obrigações e seus direitos chega a ser motivo de perseguições e acusações falsas. Assumção destaca que a obrigatoriedade do diploma de graduação já foi instituída para ingresso na carreira de agente da Polícia Rodoviária Federal e contribuiu para melhorar a prestação de serviços.

Assumção admite, no entanto, que a exigência de nível superior não será a solução definitiva para garantir a qualidade dos serviços de segurança oferecidos à comunidade. Ele lembra inclusive que há bons militares em todas as corporações do País que não possuem diploma de graduação.”

Veja a íntegra da proposta

(Agência Câmara)

Uma imagem vale por mil palavras…

Poucas imagens poderiam ser tão irônicas sobre o sofrimento de São Paulo com as enchentes do que essa aí de cima, onde um funcionário contratado pela Prefeitura mostra o peixe morto que encontrou ao trabalhar na limpeza do túnel Tribunal de Justiça, um acesso à marginal Pinheiros. O túnel ficou um dia e meio submerso em até 2,5 metros de água, porque as bombas de drenagem não funcionaram. Em dezembro, o colapso de bombas também foi apontado como uma das causas da enchente.

A esta altura, já não se pode dizer que temporais são um “imprevisto”. Os sistemas de drenagem deveria estar todos checados e operantes. Dizer que o principal falhou e o de emergência não funcionou, justamente, porque ficou alagado é igual a dizer que os botes salva-vidas em um navio não funcionaram porque afundaram.

O colunista Fernando Barros e Silva, na Folha de hoje, escreve um parágrafo cru, que merece ser transcrito:

“Havia cobras, ratos e vidas estragadas aos montes sob a água suja quando, depois de dias, Gilberto Kassab deu o ar da graça no Jardim Pantanal. O prefeito agora, mesmo vaiado, pede que a população “fique tranquila”, o que parece menos uma demonstração de serenidade do que de desconexão com a realidade. Enquanto isso, Serra avisa a rapaziada pelo twitter que este é um “ano anômalo”. De fato, um ano surreal. Já encontramos até peixe morto em túnel alagado. Quem sabe ainda vão achar tucano afogado.”

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Começou a baixaria

Começou a baixaria, antes mesmo de chegar o prazo para as desincompatibilizações dos ministros candidatos às eleições de outubro. Dilma Rousseff alvejou os tucanos, supostamente por conta de declarações anteriores do senador Sérgio Guerra, presidente do PSDB. O ex-governador Eduardo Azeredo treplicou e, pelo jeito, a bola de neve começou a rolar montanha abaixo. Importa menos a bobagem em discussão, ou seja, se José Serra vai acabar com o PAC ou se o PAC é uma ficção.

Continuando as coisas como vão, logo a sucessão presidencial será travada num ringue de luta-livre.Bem que o presidente Lula tenta conter a candidata, mas é aquela velha história: se um orador diz “mata’, o seguinte precisará dizer “esfola”, para manter a atenção do plenário.(Carlos Chagas)

Lula é estadista global

Deu na Folha de São Paulo

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva conquistou o "Prêmio Estadista Global", do Fórum Econômico Mundial. Ele vai receber a premiação no próximo dia 29, em Davos (Suíça).


É a primeira vez que esse prêmio é entregue nas 40 edições do fórum.

Segundo a assessora do encontro, Lucy Jay-Kennedy, a honraria irá premiar os líderes políticos que usam o seu mandato para aperfeiçoar o estado do mundo.

O ex-secretário da ONU (Organizações das Nações Unidas), Kofi Annan, irá entregar o prêmio ao presidente Lula às 11h30 (8h30 de Brasília) do dia 29 de janeiro.


Depois do prêmio, Lula fará um discurso em painel que discute o Brasil.

Para o presidente-executivo do Fórum Econômico, Klaus Schwab, "o presidente do Brasil demonstrou um verdadeiro comprometimento com todos os setores da sociedade".

"Esse comprometimento tem sido de mão e mão integrando crescimento econômico e justiça social.


O presidente Lula é um modelo a ser seguido pela liderança global", afirmou Klaus Schwab, em nota.

Lei cria Fundo Nacional do Idoso

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou a lei que institui o Fundo Nacional do Idoso. Com a nova legislação, sancionada ontem (20), pessoas físicas e jurídicas poderão deduzir do Imposto de Renda doações feitas ao fundo, nos âmbitos nacional, estadual e municipal. As informações são da Agência Brasil.
O Fundo será gerenciado pelo Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa (CNDI) e tem por objetivo financiar programas e ações que assegurem os direitos sociais do idoso e criem condições para promover sua autonomia, integração e participação efetiva na sociedade.

Sua receita virá principalmente dos recursos destinados ao Fundo Nacional de Assistência Social; das contribuições feitas a fundos controlados por Conselhos dos Direitos da Criança e do Adolescente e Conselhos do Idoso; de recursos destinados no orçamento da União; de contribuições e resultado de aplicações de governos e organismos estrangeiros e internacionais; e de resultado de aplicações no mercado financeiro.A nova lei entrará em vigor a partir de janeiro de 2011.

Como é bonito um povo poder ser aquilo que é…

Evo Morales recebe em cerimônia ritual indígena o seu segundo mandato presidencial, escolhido por dois terços dos bolivianos



Peço licença para deixar de lado a polêmica política por uns instantes para publicar esta foto que, para mim, é a de maior significado político do dia. É a cerimônia de purificação indigena, na qual o presidente reeleito da Bolívia, Evo Morales, recebeu um bastão que simboliza a sua condição de líder da comunidade indígena. Uma mulher idosa e uma menina conduzem o escolhido em danças e ritos ancestrais que o conduzem aos quatro cantos do milenar templo de Kalasasaya (forte de pedra, na língua aimara). O ritual, reza a tradição indígena, o purificam e o prepara para exercer o comando.

Morales falou em três línguas. Além do aimara, quéchua e espanhol.

- A partir deste local milenar nasceu uma nova luz, uma luz de esperança para o povo boliviano e para a humanidade”,que emerge das pessoas que nunca esqueceram os seus antepassados, lembrando sempre a maneira de viver com solidariedade e, especialmente, em harmonia com a Mãe Terra.

Disse que os povos devem estar de pé, nunca de joelhos ante o capitalismo e reconheceu que não é simples livrar-se da herança colonial, entre eles a corrupção. E que o colonialismo permitiu o saque dos recursos naturais da Bolívia e sempre discriminou aos indígenas.

- Sempre fomos vistos como selvagens, como animais.

Agora, presidente Evo Morales, o mundo terá que vê-los como o povo que são.
Brizola

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Poço entra em colapso e Apodi perde 30% do potencial de abastecimento - Caern orienta adoção de racionamento

Está no blog do sempre bem informado jornalista Márcio Costa:

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) irá perfurar um poço emergencialmente na cidade de Apodi.


Nesse final de semana, um dos três poços teve rompimento do filtro e do pré-filtro, sendo necessário sua desativação.


O poço desativado é responsável pelo abastecimento de 30% da população.


A Caern orienta que a população use racionalmente a água enquanto providencia a perfuração do novo poço que está estimada entre 20 e 30 dias.


Na tarde desta segunda-feira (18), o diretor-presidente da Caern, Walter Gasi, recebe a prefeita de Apodi, Maria Goreti da Silveira Pinto, para apresentar as medidas adotadas para evitar o desabastecimento da cidade.

Para dar agilidade à perfuração, a Caern vai aproveitar a mão de obra e os equipamentos que estão sendo utilizados para perfuração do poço de Traíras, em Macaíba.


Tão logo, o poço de Apodi esteja concluído, será reiniciado a perfuração do poço de Macaíba. Além disto, a Caern vai buscar junto à prefeitura de Apodi, um terreno para desapropriação, para que seja perfurado um poço reserva de abastecimento da cidade.

De acordo com o diretor-presidente da Caern, quanto mais rápido a prefeitura fizer a cessão do terreno, o poço reserva poderá ser perfurado, ao mesmo tempo que o outro esteja em andamento.


Para reduzir os transtornos com o desabastecimento, a Caern está disponibilizando carros-pipa para atender à demanda de hospitais, escolas e serviços essenciais do município.

domingo, 17 de janeiro de 2010

Atenção nos indicadores de desenvolvimento emocional

Se uma criança não aprende a ler, escrever ou fazer cálculos matemáticos em um período de tempo considerado normal, não quer dizer que esteja atrasada.

Antes de chegar à conclusão de que uma criança tem algum tipo de transtorno, os pais devem ficar atentos a indicadores do desenvolvimento emocional prévio e da pré-linguagem, que estão contidas nos protocolos da Associação Internacional de Pediatria.

De acordo com o Manual Diagnóstico e Estatístico de Desordens Mentais, referência para profissionais da área, a taxa de evasão escolar de crianças ou adolescentes com transtornos de aprendizagem é, em nível global, de cerca de 40%.

Os transtornos de aprendizagem devem ser diagnosticados e tratados principalmente porque podem estar associados à baixa autoestima e déficit em habilidades sociais.

País deverá manter políticas que deram certo

Em maio, educadores e autoridades devem se reunir em Brasília para definir o Plano Nacional de Educação – o documento vai renovar as diretrizes da política pública de educação para os próximos dez anos.

O presidente-executivo do Todos pela Educação, Mozart Neves Ramos, espera que o Plano dê prioridade a grandes metas, como a universalização do ensino médio e a melhor formação no fundamental. Ele explica que já foram colocadas quase 100% das crianças na escola. A meta agora é perseguir um aprendizado efetivo.

No ensino médio, o desafio da universalização é de corrigir a distorção idade-série, pois mais de 80% dos jovens de 15 a 17 anos estão matriculados e apenas metade deles, 48%, está na idade correta. A outra metade está no ensino fundamental.

A questão do Nordeste


Por Roberto Freire


Um dos temas mais relevantes para a questão do desenvolvimento do país já não ocupa, como em passado recente, o universo de preocupações de nossa intelligentzia: a questão do Nordeste e sua integração ao desenvolvimento nacional.

O foco parece ter sido deslocado para a floresta amazônica.

Tema central nos anos 50 e 60, a questão do Nordeste foi, depois da
redemocratização em fins da década de 80, posta de lado e a dependência regional em relação à União tem se tornado constante, sem que com isso seus problemas tenham sido equacionados.

Os indicadores sobre saúde, bem como índices de saneamento básico continuam dos mais baixos dentre todas as regiões, enquanto persistem as mais altas taxas de analfabetismo, os piores resultados na avaliação do sistema educacional e no quesito segurança a violência e assustadora e particularmente contra jovens e mulheres sua incidência esta entre as maiores do país.

O fato é que as regiões Norte e Nordeste continuam a exigir atenção e
tratamento do poder público diferenciados para que possam realizar de
forma autônoma seus processos de integração com o resto do país. E isto só se dará por meio de um amplo processo de industrialização, inclusive com os paradigmas da C&T da nova economia, e criação de centros de pesquisa para melhor conhecer as peculiaridades de seus
biomas, ricos e variados, visando a implementação de uma nova economia pautada pelas singularidades ambientais dessas regiões, tendo como pressuposto a sustentabilidade e geração de empregos para a população dessas áreas.

A experiência de desenvolvimento econômico nessas regiões mostra que tem aumentado sua dependência dos centros dinâmicos de indústria, localizados na região sudeste. Esse caráter complementar tem sido uma tônica em nosso processo histórico, sem que políticas integradoras tenham quebrado as amarras de sua subordinação à lógica vigente de concentração industrial e de capital.

Teria o Ministério da Integração Nacional, em sete anos, ao menos
equacionado os elementos centrais de nosso desenvolvimento integrado?

Teria traçado estratégias de longa duração que nos possibilite
vislumbrar a superação de nosso atual estado de desequilíbrio e
dependência regional? Teria articulado alianças políticas que dêem
sustentação a uma orientação distinta que eleve a capacidade de nossa infraestrutura física e humana, ensejando, assim, os necessários
elementos de uma ação de longo curso?

A resposta é um redondíssimo não. O que temos assistido como política de Estado no governo Lula é a difusão de seu caráter assistencialista,
demagógico, assentado na distribuição do Bolsa Família – programa de nítida funcionalidade conservadora – que, no curto prazo, alivia a carência das pessoas mas que mantém e reproduz o ciclo de
concentração da produção e de riqueza no sul-sudeste do Brasil.

Em 1981, Celso Furtado escrevia que “se a História nos pedir conta,
algum dia futuro, a todos nós brasileiros, das oportunidades que
aproveitamos ou perdemos na luta para edificar a pátria com que
sonhamos, será para o Nordeste que se voltará nosso pensamento. Lá
ter-se-á consumado a nossa derrota, ou vitória.”

Quase trinta anos depois – e há 50 anos da formação da Sudene -,
observando os índices sociais e econômicos daquela região, podemos
afirmar que há muito ainda para ser feito para que possamos cantar
vitória na luta contra o subdesenvolvimento em nosso país.

__________________________________
Roberto Freire é presidente nacional do PPS

O SENTIDO DA VIDA

Viktor Frankl foi o austríaco que inventou a logoterapia, uma dissidência da psicanálise que se baseia no sentido de vida. O autor foi deportado na segunda guerra e viveu em um campo de concentração donde pode averiguar a consistência de sua teoria.

Encontrei hoje no twitter um link, postado por @carlosrene_, que apresenta uma entrevista com o Viktor Frankl, vale a pena assistir.



AS MANCHETES DE HOJE

Gazeta do Oeste
Agripino minimiza respaldo de partidos e liderança de Rosalba
Jornal de Fato
RN perde 15 programas de residência médica

Folha de Pernambuco
Santa X Central: É pra lotar o Arruda!

Jornal do Commercio
Terra arrasada: a difícil reconstrução

Diário de Pernambuco
A questão mais difícil dos concursos

Folha de S.Paulo
Brasil ficará no Haiti mais 5 anos

O Estado de S.Paulo
Países se mobilizam para acelerar ajuda ao Haiti

Jornal do Brasil
Haiti: Brasil não abre mão do comando

O Globo
Jobim quer tropas do Brasil no Haiti ao menos até 2005

Diário do Nordeste
Poluição ameaça as praias da Capital

Correio do Povo
Tragédia reaproxima Brasil e EUA

Correio Braziliense
Fome e medo levam a fuga em massa no Haiti

Zero Hora
Por que o Haiti foi à ruína

[História] Brasil consolida a democracia

Da Folha de Pernambuco

Desde 1926, quando o então presidente da República Athur Bernardes passou o cargo para seu sucessor Washington Luís, o Brasil não assiste a uma sequência de posse de três presidentes eleitos pelo voto direto. A última ocorreu há 84 anos. Eleito diretamente pelo povo, Epitácio Pessoa governou o Brasil de 1919 a 1922, tendo sido sucedido por Arthur Bernardes que ficou no poder até 1926 e empossou Washington Luís. Este último, após ser deposto pela Revolução de 1930, foi substituído por Getúlio Vargas, que não foi eleito, mas governou o País por 15 anos (1930/ 1945). Só com a redemocratização, os brasileiros voltaram a eleger seus governantes. Depois, ocorreu o período da ditadura militar e os presidentes eram escolhidos pelo alto comando do Exército.

O Brasil viveu, durante muito tempo, uma constante instabilidade política, incluindo os 21 anos de ditadura. Em 1950, o então presidente Eurico Gaspar Dutra passou a faixa para seu sucessor Getúlio Vargas que cometeu suicídio dois anos depois. Seu vice, Café Filho, assumiu o cargo, mas teve que se afastar por motivos de saúde.

O comando da Nação passou para as mãos do presidente da Câmara dos Deputados, Carlos Luz, que passou apenas quatro dias como presidente. Ele foi afastado da função pelo Movimento de 11 de Novembro, liderado pelo general Henrique Lott. Foi declarado o impeachment de Carlos Luz sob acusação de conspiração para não entregar o poder ao presidente eleito Juscelino Kubitschek. Interinamente, assume a Presidência da República o presidente do Senado, Nereu Ramos, até a posse de Kubitschek.

Em 1960 Jânio Quadros foi eleito presidente, mas renunciou com apenas sete meses de governo. Na qualidade de presidente da Câmara dos Deputados, Ranieri Mazzilli assume o governo por 14 dias até a posse de João Goulart. Todavia, em 1964, o golpe militar destituiu João Goulart do poder e deu início ao regime militar no Brasil. Iniciando-se aí uma sequência de presidentes eleitos pelo alto comando do Exército. Até 1985, quando Tancredo Neves, um civil, foi eleito para a Presidência da República, pelo Colégio Eleitoral, resultado da pressão popular que desencadeou o movimento Diretas Já, iniciado em 1983. Entretanto, Tancredo não pôde assumir o cargo por motivos de saúde e faleceu pouco mais de um mês da posse de seu vice, José Sarney.

Os brasileiros voltaram às urnas em outubro de 1989. Elegeram Fernando Collor de Mello. Mas aquele que parecia ser a esperança da população foi afastado do cargo por envolvimento em esquemas de corrupção em seu governo. A Câmara de Deputados deu entrada no pedido de impeachment e Collor, para não perder os direitos políticos, renunciou ao mandato. No entanto, mesmo renunciando, ele teve seus direitos suspensos por oito anos. Itamar Franco assumiu interinamente, até a renúncia, e foi empossado em 29 de dezembro de 1992. Itamar também não foi eleito pelo povo.

De 1926 para cá, só a partir de 1995 deu-se início a mais uma sequência de três presidentes eleitos, através de eleições diretas. Fernando Henrique Cardoso (PSDB) assumiu o cargo, tendo sido reeleito em 1998. Em 2003, o então candidato do Partido dos Trabalhadores, Luiz Inácio Lula da Silva, recebe a faixa de FHC. Lula é reeleito em 2006 e no ano que vem entregará o cargo a seu sucessor, que será eleito diretamente pelo povo nas eleições de outubro deste ano.

Doze municípios do Estado representam mais da metade do eleitorado do RN

Está no jornal Tribuna do Norte de hoje:

A desaprovação da administração da prefeita Micarla de Souza – 46,75% de desaprovação contra 30,75 de aprovação – logo no primeiro ano de sua gestão – pode ser examinada, no largo senso, com Vulgo da Silva, o sábio popular, concluindo, sentenciosamente, que a confiança tem prazo e requer motivação.

Com o eleitorado de 506.586 eleitores, podendo chegar aos 560 mil até outubro vindouro, Natal e a Grande Natal terão importância significativa, quando não fundamental, no resultado eleitoral. Cite-se como exemplo que dos quatro governadores eleitos após a redemocratização, em 1985, três passaram pela Prefeitura de Natal como prefeitos.

O único governador eleito pós-redemocratização que não foi prefeito de Natal – Geraldo Melo – ganhou em cima da onda avassaladora das “Diretas Já”. O PMDB, na mesma onda, elegeu vinte dos vinte e um governadores estaduais. O único governador eleito não peemedebista foi o de Sergipe. Os governadores do Rio Grande do Norte que se seguiram foram: José Agripino, sucessor de Geraldo Melo, Garibaldi Filho, sucessor de Agripino e Wilma Maria de Faria, atual governadora, sucessora de Garibaldi, todos três ex-prefeitos de Natal.

Os grandes eleitores

Apenas doze municípios são responsáveis por nada menos que 51% do eleitorado do Rio Grande do Norte, hoje totalizando 2.179.154 eleitores.

Os doze municípios totalizando 1.092.021 eleitores e suas respectivas regiões são os seguintes: Natal, com 506.586 eleitores; O Grande Natal está integrado por Parnamirim, com 90.406 eleitores, São Gonçalo, com 59.285 e Macaíba, com 43.188. Mossoró entra com 154.256 eleitores. A Zona Oeste com Apodi, 26.333 eleitores. O Seridó entra com dois municípios, Currais Novos com 31.932 e Caicó com 42.580. A região Agreste também comporta dois municípios, Nova Cruz com 27.504 e São José do Mipibu com 26.689. Pairando Ceará-Mirim com 45.945 eleitores, e Assu, líder de Vale com 37.317 eleitores totalizando os doze municípios. Esse número são alterados, periodicamente, pela Justiça Eleitoral, à medida que são feitas novas inscrições registradas nos cartórios eleitorais.

Estrutura e base

Dos doze municípios, o PMDB tem três prefeitos, o DEM tem dois, o PR tem três, o PV, o PP, o PSB e o PDT, cada um deles, um. Mas, os partidos hoje não têm mais militância. O número de eleitores inscritos em suas legendas é irrisório. Mais para preenchimento do número legal exigido pela Lei Eleitoral.

Os políticos se referem hoje mais a “Estrutura” e a “Base”. As análises são feitas assim: “ Fulano dispõe da boa ou relativa “Estrutura”.” Ou é apoiado pela “Base”. “Estrutura” e “Base” são sustentadas com o dinheiro dos contribuintes e entidades representativas do Governo, das prefeituras e dos parlamentos como ONG’s não registradas em cartório.

Desaprovação e aprovação

A desaprovação da prefeita Micarla de Souza consta da pesquisa feita pela PERFIL entre os dias 19 e 21 de dezembro passado, antes, portanto, de um outro fator de desgaste da prefeita natalense: a decoração natalina da cidade, o que vem motivando intensiva propaganda da Prefeitura, através dos órgãos de comunicação.

Previsões

O número atual de eleitores do Rio Grande do Norte ainda será alterado para as eleições de outubro vindouro, embora não esteja havendo campanha institucional nesse sentido ou trabalho das respectivas lideranças municipais para o aumento do número de eleitores.

O prefeito de Parnamirim, Maurício Marques, anunciou que o número atual de eleitores de 90.406 deverá aumentar para um mínimo de 100 mil eleitores, considerando que muitos moradores da cidade ainda mantém vínculo com o município de origem.

Um fator importante para o aumento do número de eleitores é que o título eleitoral é um documento fundamental para a cidadania e o não comparecimento para votar nas eleições, sem motivação justificada, causa uma série de embaraços aos maiores de 18 anos.

As conversas prosseguem. Nada decidido.
Agnelo Alves

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

BOA NOITE, ANTONIO CARLOS DUQUES



Desfaça-se!

Desfaça-se das singulares portas fechadas, primeiras pessoas,
Do amor conforme de vacas tranqüilas a pastar inclemências,
Dos sítios de pedras brancas, inferno frio, selva de medos.
Desfaça-se do sono da paz negra, bens, bens, bens,
Os bens! Quantos bens! Mais bens!
Desfaça-se!

Desfaça-se do título obscuro, universo morto, insepulto,
Paredes do si-mesmo, moldura carnal rígida,
Desfaça-se dos braços fechados, punhos de metal,
Caminhos de círculos eternos, visão de linhas retas,
Punhos de metal! Quantos punhos de metal! Mais punhos de metal!
Desfaça-se!

Desfaça-se dos mesmos, dos sempre, dos nunca,
Das alegrias dolorosas, das lágrimas prazerosas,
Desfaça-se do único matiz, da única nota,
Das dolorosas obrigações matrimoniais, patrimoniais.
Da única nota! Que única nota! Uma nota só!
Desfaça-se!

Desfaça-se das verdades mesquinhas, da esquina vazia,
Das pátrias sem amor de meninos, de meninos sem amor das pátrias.
Das trilhas e mapas corriqueiros, e que assim não seja,
Desfaça-se das fórmulas cansadas, cansadas e milenares,
Das fórmulas cansadas! Quantas fórmulas cansadas! Cansaço!
Desfaça-se!

Desfaça-se da autoridade mesquinha confinadora,
Crenças indeléveis, pútridas, futuro é o passado sem revisão!
Da palmatória psicológica a produzir lágrimas e sangue,
Aos meninos de rua, aos meninos sem ruas, todos são livres!
Desfaça-se das burkas mentais, ansiedades sem limites,
Desfaça-se!

Que haja um só nunca. Que nunca mais seja.
Conforme foi teu louco apego, tudo é linguagem!
Matar as linguagens, está em tuas mãos, sempre esteve aqui.
Nascerão as rosas do verão, primavera quieta, e não antes,
Desfaça-se! Desfaça-se! Desfaça-se!

(Homenagem a Bjork, Hakim Bey, David Laing, Thomas Hanna, Michel Foucaut, Salvador Dali, Aleister Crowley).

Padre Cícero: entre a cruz e a espada

Mais de 1800 anos após ter sido pregado numa cruz pelos soldados romanos no monte Gólgota, em Jerusalém, Jesus Cristo, o homem em cuja memória se fundou a Igreja que congrega mais de dois bilhões de fiéis espalhados por todo o mundo, voltou à Terra. Nasceu de novo, na cidade do Crato, interior do Ceará. Cristo retornou na forma de um bebê sertanejo, com traços nitidamente caboclos, mas de cachinhos dourados e olhos azuis. O Menino Jesus redivivo chegou dos céus em meio a uma explosão de luz, com a força de mil sóis, no meio do sertão. Foi trazido por um anjo de asas cintilantes, que na mesma hora levou embora a filhinha recém-nascida de uma católica fervorosa, a cearense Joaquina Vicência Romana, mais conhecida como dona Quinô. De tão intenso, o clarão deixou a mulher temporariamente cega, bem na hora do parto, o que a impediu de perceber a troca das duas crianças. Como sinal de que era um iluminado, o menino santo acabava de regressar ao mundo em um 24 de março, véspera da data em que se celebra a Anunciação de Nossa Senhora, exatos nove meses antes do Natal. Para muitos dos milhões de peregrinos que chegam hoje a Juazeiro do Norte, essa é a verdadeira história do nascimento do padre Cícero. Ele seria a reencarnação do próprio Cristo.

[Neto, Lira. Padre Cícero: poder, fé e guerra no sertão. São Paulo: Companhia das Letras, 2009, p. 23].

BEBER ÁGUA É MUITO IMPORTANTE

Beber água é muito importante por várias razões.copo d'água

A água ajuda:

* a manter a temperatura normal do corpo;
* a lubrificar e amortecer as articulações;
* a proteger o cordão espinhal e outros tecidos sensíveis;
* a livrar o corpo dos resíduos através da urina, transpiração e movimentos do intestino;
* a emagrecer, pois acelera o metabolismo e serve como moderador do apetite.

Muita gente não tem disciplina suficiente pra estabelecer também uma rotina de beber água, mesmo sabendo da necessidade de tal prática.

Deveríamos beber pelo menos 2 litros por dia. A água pura é boa pra matar a sede e é saudável. Mas, você sabia que algumas ervas e folhas podem dar um sabor muito especial a nossa simples água de beber de todo dia?

Governadora assina convênio de mais de R$ 2 mi para Estação de Piscicultura de Apodi

Governadora Wilma de Faria assinou na manhã desta quinta-feira (14) convênio superior a 2 milhões de reais para a construção da Estação de Piscicultura da Barragem de Apodi.

Antigo pleito da população do Médio Oeste, a Estação de Piscicultura de Apodi beneficiará diretamente a mais de 9 mil pescadores artesanais, piscicultores dos municípios próximos, 11 colônias de pescadores, e os comerciantes de pescado da região.

A Estação de Piscicultura de Apodi estará estruturada para produzir anualmente cerca de 20 milhões de alevinos, criando as condições para uma nova base de sustentação econômica e ecológica no meio rural da região Oeste do Estado. A obra acontece no momento em que a demanda por alevinos no Estado situa-se no patamar de 50 milhões/ano e a única estação em atividade, a “Estevão de Oliveira”, produz apenas 8 milhões de alevinos/ano.

O convênio assinado junto ao Ministério da Pesca e Aquicultura garante também a implantação, dentro da estrutura da Estação de Piscicultura, de um centro de treinamento de recursos humanos para práticas de aqüicultura.

A próxima etapa é a abertura do processo licitatório que será iniciado até o final de janeiro. As obras deverão começar ainda no mês de março deste ano. A primeira parcela de R$ 190 mil já foi liberada pelo Ministério da Pesca e Aquicultura. O valor total do convênio é de R$ 2.077.352,26.

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Planos de saúde

Está no jornal Folha de S ão Paulo de hoje:

Os planos de saúde deverão incluir cerca de 70 novos procedimentos médicos e odontológicos a partir de 7 de junho de 2010, segundo determinação da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) publicada nesta terça-feira no "Diário Oficial da União".

Entre os procedimentos inclusos está o transplante de medula óssea.

A nova norma atualiza os procedimentos inclusos na cobertura mínima obrigatória oferecida pelas operadoras de planos de saúde a todos aqueles que possuem contratos celebrados a partir de 2 de janeiro de 1999 --data em que entrou em vigor a lei de regulamentação do setor de saúde suplementar.
Além do transplante de medula óssea, também passam a estar inclusos nos planos básicos o exame Pet-Scan --usado para diagnosticar câncer--, implante de marca passo multissítio, oxigenoterapia hiperbárica e mais de 20 tipos de cirurgias torácicas por vídeo.

Ao todo, cerca de 44 milhões de pessoas, que adquiriram planos de saúde a partir de janeiro de 1999, serão beneficiados pelas mudanças da cobertura dos planos.


Segundo a ANS, em todo o país, existem mais de 54 milhões de pessoas com planos de saúde, sendo cerca de 1.500 operadoras de planos em atividade.

Além da inclusão de cerca de 70 procedimentos médicos nos planos, também passam a valer em junho outras normas como a cobertura pelos planos coletivos aos acidentes de trabalho e aos procedimentos de saúde ocupacional.

Outra mudança é o fim da limitação de 180 dias de atendimento em hospital-dia para pacientes com necessidade de acompanhamento da saúde mental.


De acordo com a ANS, a medida visa substituir as internações psiquiátricas.

Brasil pode zerar pobreza extrema, diz estudo do IPEA

O Brasil poderá praticamente zerar a pobreza extrema e alcançar indicadores sociais próximos aos dos países desenvolvidos em 2016, caso mantenha o ritmo de desempenho que teve entre 2003 e 2008. A conclusão é de estudo "Pobreza, desigualdade e políticas públicas", divulgado nesta terça-feira pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), segundo a Folhaonline.

A pobreza extrema é considerada para famílias com renda de até um quarto de salário mínimo per capita --atuais R$ 127,50. Também há expectativa de alcançar uma taxa nacional de pobreza absoluta (até meio salário mínimo per capita, R$ 255) de 4% naquele ano, o que, segundo o Ipea, significa quase a sua erradicação. Em 2008, o índice estava em 28,8%.

A queda da média anual na taxa nacional de pobreza absoluta foi de 0,9% ao ano entre 1995 e 2008, enquanto a da pobreza extrema ficou em menos 0,8% ao ano. Considerando o período de 2003 a 2008, a redução na primeira foi de 3,1%, e na segunda ficou em 2,1% ao ano.

O índice Gini, que varia de zero a um e é usado para medir as desigualdades sociais, deverá passar para 0,488 --era de 0,544 em 2008. Ele encontra-se, em geral, abaixo de 0,4 nos países desenvolvidos. Em 2005, ficou em 0,33 na Itália, 0,32 na Espanha, 0,28 na França, 0,27 na Holanda, 0,26 na Alemanha e 0,24 na Dinamarca. Já nos Estados Unidos está acima dos demais, em 0,46.

Para o Ipea, parte significativa dos avanços alcançados pelo país no enfrentamento da pobreza e da desigualdade está relacionada a políticas públicas, a partir de 1988 -- data de elaboração da Constituição Federal.

RN terá dez novos centros de ensino

A governadora Wilma de Faria garantiu ontem, (12) em Brasília a liberação de R$ 55,5 milhões para construção de 10 centros de ensino técnico profissionalizante no Rio Grande do Norte. O convênio entre o Ministério da Educação e Governo do Estado foi definido pela governadora e o ministro da Educação, Fernando Haddad.

Serão dois centros em Natal, dois em São Gonçalo do Amarante, um em Parnamirim, um em Ceará Mirim, um em Extremoz, um em Mossoró, outro em Porto do Mangue, incluído pelo potencial na produção de petróleo, e mais um Pipa, pela vocação turística e gastronômica.

“É uma grande notícia. Estamos mostrando que o potencial de cada região foi preponderante na definição dos centros. Adequamos as vocações importantes para o nosso desenvolvimento à educação, o que demonstra o acerto de nossos programas” disse a governadora.

A governadora também tratou com o ministro sobre a instalação dos campi da Universidade Federal do Semi-Árido (UFERSA) em Caraúbas e Pau dos Ferros. O ministro Haddad pretende visitar o Rio Grande do Norte em fevereiro para agilizar soluções, como a contratação dos primeiros 40 professores que atuarão nos dois municípios, pólos das regiões do Médio e do Alto Oeste, respectivamente.

No final da tarde de ontem, Wilma de Faria também participou da cerimônia para o anúncio da seleção das propostas do programa Minha Casa, Minha Vida e de operação de financiamento para o programa de habitação Pró Moradia por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A cerimônia, no Centro de Eventos Brasil 21, contará com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
TN

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Sempre acham um mesmo culpado: o professor

Faz tempo que tento mostrar que um mundão de gente sempre bota a culpa dos males da educação no professor. Este é reu antecipado. Ainda não se sabe qual é o crime, mas não há dúvida quanto ao culpado. Parece literatura barata de romances policiais: o mordomo é sempre culpado antecipademante. Mas, mesmo no caso de romances policiais B, há alguma sofisticação na trama, no início o número de culpados é grande. Isso não ocorre nas críticas sobre educação. Tudo que acontece de ruim é atribuído àqueles que exercecem o ofício de ensinar.

Faz uns trinta anos que combinei com um diretor da APEOESP a aferta de uma oportunidade em usos educacionais de computadores. Na ocasião eu era o gerente do Centro de Tecnologia Educacional (CTE) do SENAC/SP , unidade que possuía ótimos recursos de tecnologia educacional. Acertei com o sindicalista que ele convidaria vinte professores da rede estadual de ensino para que estes pudessem explorar o acervo de softwares educacionais do CTE. Além disso, coloquei-me à disposição para coordenar as atividades que os professores achassem necessárias em termos de capacitação.

Como os professores não podiam vir ao CTE durante a semana, planejamos as atividades para os sábados. Não deu certo. O sindicalista convidou um grupo de professores da periferia. A maior parte dos mestres era composta por gente muito humilde e com uma formação acadêmica extremamente deficiente. Era uma mostra daquilo que alguns acadêmicos chamaram de proletarização dos professores. Gente mal formada, humilde, com medo de se colocar como autores de suas propostas de ensino, amendrontada diante de uma parafernália eletrônica com a qual jamais tinham sonhado. Insisti no trabalho por uns quatro sábados. Tivemos que cancelar a atividade. Conversei com os mestres. Eles me disseram que o uso de computadores na linha daquilo que estava disponível no CTE era algo muito distante de suas necessidades.

O que mais me impressionou no grupo de professores com os quais me encontrei naqueles sábados foi o seu nível educacional. Eram pessoas que tinham dificuldade de se comunicarem de modo articulado. Aparentemente pouco liam. Vestiam-se pobremente. Fizeram faculdades facilitárias do tipo pagou-passou. Eram vítimas de um estado que não se comprometia com a formação de professores, atividade transferida para instituições privadas de pésima qualidade. Assim, os professores daquela época eram vítimas de uma educação comercializada (pela qual pagavam caro) e qualidade duvidosa. O círculo vicioso se fechava com um salário vergonhoso e condições sofríveis de trabalho.

Acho que as coisas melhoram um pouquinho. As faculdades caça-níqueis desapareceram ou mudaram (com alguma melhoria, graças a uma atuação mais efetiva do MEC). O piso salarial dos mestres ainda não é grande coisa, mas já não é tão vergonhoso. Mas, o governo continua ausente. A maioria esmagadora dos professores se forma em faculdades privadas.

A desvalorização do ofício docente é evidente. A formação ainda continua comprometida. As condições de trabalho ainda continuam sofríveis. É justo culpar tão somente os professores pelas mazelas da educação? Não acho que professores são anjos ou apenas vítimas de um sistema que coloca a educação fora do quadro das prioridades essenciais. Critico os erros que cometem. Mas acho que no momento eles não os atores com menor culpa pelas mazelas da educação pública deste pais.

Não vou concluir minhas considerações. Vou apenas mostrar por que escrevi este texto de desabafo. Volta e meia vejo sintomas da mania de culpabilizar os professores. [Sinal disso é a proposta de prova para professores aqui no Estado de São Paulo]. Ás vezes, os sintomas aparecem de modo sutil. E foi uma dessas observações sutis que me levou a escrever este post. Ela apareceu na comunidade tuitera que frequento e vem sendo retuitada (circunstãncia que comporva interesse e concordância com aquilo que está sendo veiculado). Copio-a para que os leitores saibam de onde parti:

DaisyGrisolia

sábado, 9 de janeiro de 2010

O 1º lugar de Medicina da UFRN é de Escola Pública


O primeiro lugar de Medicina da Universidade Federal este ano é morador do bairro do Bom Pastor, zona oeste de Natal, e estudante de escola pública - oito anos na Escola Estadual Ary Parreira, e três no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (antigo Cefet). Filho de pai conferente e mãe funcionária pública, Jocekleyton Ramalho da Silva, de 18 anos, é protagonista de uma história diferente de muitas outras. Isso porque buscou a Educação como base para a sua vida. Hoje colhe os frutos, com a aprovação em primeiro lugar no curso de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Em meio a tanta alegria, o garoto que vem de família humilde não se deslumbra com o resultado e diz que, para ele, o que importa mesmo não é o primeiro lugar, mas sim a aprovação. “Fiquei muito feliz com o resultado, estudei muito para chegar aqui e hoje sinto a realização de um sonho. Não esperava ser o primeiro lugar, mas fico contente em saber”, diz Jocekleyton.

A escolha pelo curso foi motivada pela vontade de trabalhar diretamente com as pessoas e poder fazer algo por elas. “Tenho familiares que são médicos e sempre gostei da área. O mercado de trabalho também me chamou atenção, pela garantia de futuro, mas foi a vontade de trabalhar pela saúde das pessoas que me fez querer entrar no curso de medicina”, contou o estudante.

Jocekleyton aproveita para dar uma dica importante para aqueles que querem seguir os seus passos. Criar uma rotina de estudo é o ponto principal para quem pretende alcançar qualquer aprovação. “Estudei muito porque realmente queria garantir a minha vaga esse ano. Então fiz uma rotina de estudo, que para mim não foi difícil. Afinal, estou no IFRN há quatro anos e lá aprendi que é necessário estudar sempre mais para poder passar nas disciplinas”, garantiu o novo universitário.

O estudante reconhece também que boa parte da aprovação se deve ao trabalho realizado ao longo do ano pela equipe do Lógico Cursos Aliados. Jocekleyton investiu nos cursos isolados para fazer um estudo mais intenso de todas as disciplinas e conseguiu direcionar o foco dos estudos. “Foi muito importante ter passado todo o ano reforçando as disciplinas que seriam cobradas no vestibular, tanto em sala de aula como nas monitorias dos cursos isolados. No Lógico, tive o apoio de todos os professores, que realmente tem conhecimento de vestibular e sabem dar o direcionamento correto para quem quer se preparar de verdade. Esse trabalho mais concentrado foi essencial para a minha aprovação”, finalizou Jocekleyton.
TN

Pesquisa revela que Brasil prefere remediar a prevenir desastres

Pesquisa da organização não governamental Contas Abertas apontou que o Brasil gastou dez vezes mais com reparos causados por desastres naturais do que com a prevenção. No ano passado, o governo federal teve custos de R$ 1,3 bilhão com o programa Resposta aos Desastres e Reconstrução e apenas R$ 138 milhões com o de Prevenção e Preparação para Desastres, informou a Agência Brasil.

Em entrevista ao programa Revista Brasil, da Rádio Nacional, o professor da Universidade de Brasília (UnB) e doutor em ciência política, Evilásio Salvador, ressaltou que a falta de compromisso dos gestores públicos é responsável por permitir que desastres, como o de Angra do Reis, continuem acontecendo ano após ano.

“Nós vamos lidar no próximo ano, nessa mesma época, com cheias, águas, com todos esses desastres naturais. Ou seja, temos um ano para remover a população, para ter um plano habitacional sério de médio e longo prazo para que coloque essas pessoas para morarem longe das encostas”.

O professor disse que a população precisa cobrar dos governos estadual e federal para que haja um planejamento voltado para a prevenção de desastres. De acordo com pesquisa da Contas Abertas, em 2008 foram gastos apenas R$ 112,6 milhões com prevenção e cerca de R$ 1,2 bilhão com reparo.

Confira o roteiro de concursos com inscrições abertas neste sábado

Pelo menos 24 concursos públicos em todo o país estão com inscrições abertas nesta sexta-feira (08), somando mais de 13.180 vagas para diferentes cargos.

Entre os concursos que oferece o maior salário está o do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, com até R$ 12.413,65. As inscrições podem ser realizadas até 17 de janeiro. O valor da taxa é R$ 130,00. As provas serão realizadas em 27 e 28 de fevereiro.

Confira lista de oportunidades

Banco da Amazônia
Inscrições: Até 17 de janeiro de 2010
Salário: R$ 1.128, 68 e R$ 1.539,95
Vagas: Cadastro de reserva
Taxa de inscrição: R$ 38 e R$ 50
Prova: 21 de fevereiro de 2010

Câmara Municipal de Belford Roxo (RJ)
Inscrições: Até 14 de janeiro
Salário: De R$ 465 a R$ 1.260
Vagas: 76
Taxa de inscrição: De R$ 40 a R$ 180
Prova: Data a ser divulgada

Companhia de Desenvolvimento Agrícola de São Paulo
Inscrições: Até 15 de janeiro
Salário: De R$ 1.162,50 a R$ 4.713,38
Vagas: 298
Taxa de inscrição: De R$ 19,80 a R$ 44,80
Prova: 7 de fevereiro de 2010

Companhia de Desenvolvimento de Caxias do Sul (Codeca)
Inscrições: Até 16 de janeiro
Salário: De R$ 639,55 a R$ 4.335
Vagas: 41
Taxa de inscrição: De R$ 20 a R$ 60
Prova: 31 de janeiro

Companhia de Desenvolvimento de Nova Iguaçu
Inscrições: Até 15 de janeiro
Salário: De R$ 500 a R$ 3.500
Vagas: 318
Taxa de inscrição: De R$ 25 a R$ 47
Prova: 31 de janeiro

Companhia Imobiliária de Brasília
Inscrições: Até 25 de janeiro
Salário: De R$ 1.147,76 a R$ 3.452,65
Vagas: 39 e cadastro
Taxa de inscrição: De R$ 50 a R$ 95
Prova: 28 de fevereiro de 2010 para cargos de nível médio e superior e em 14 de março de 2010 para cargos de nível fundamental

Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória (Ceturb/GV)
Inscrições: Até 10 de janeiro
Salário: De R$ 890 a R$ 3.090
Vagas: 50
Taxa de inscrição: De R$ 25 a R$ 84
Prova: 21 de março de 2010

Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória (Ceturb/GV)
Inscrições: Até 10 de janeiro
Salário: De R$ 890 a R$ 3.090
Vagas: 50
Taxa de inscrição: De R$ 25 a R$ 84
Prova: 21 de março de 2010

Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV)
Inscrições: Até 29 de janeiro
Salário: De R$ 1.045,04 a R$ R$ 4.516,60
Vagas: 128
Taxa de inscrição: De R$ 30 a R$ 50
Prova: 21 de fevereiro de 2010

Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul
Inscrições: Até 12 de janeiro
Salário: R$ 1.151,59 para soldado e R$ 4.012,57 para oficial
Vagas: 100
Taxa de inscrição: R$ 69,35
Prova: Data a ser divulgada

Correios
Inscrições: Até 15 de janeiro
Salário: De R$ 706,48 a R$ 3.108,37
Vagas: 6.565
Taxa de inscrição: de R$ 30 a R$ 60
Prova: A ser informado

Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S/A (Trensurb)
Inscrições: Até 10 de janeiro
Salário: De R$ 931,85 a R$ 3.970,00
Vagas: 1.173
Taxa de inscrição: De R$ 40 a R$ 80
Prova: 7 de fevereiro de 2010

Fundação Casa (Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente)
Inscrições: De 14 de dezembro a 20 de janeiro
Salário: De R$ 655,90 a R$ 2.833,64
Vagas: 3.011
Taxa de inscrição: De R$ 25 a R$ 66
Prova: 7 de março de 2010

Fundação para o Remédio Popular
Inscrições: Até 12 de janeiro
Salário: De R$ 922,45 a R$ 6.325,87
Vagas: 76
Taxa de inscrição: De R$ 70 a R$ 120
Prova: 7 de fevereiro de 2010

Instituto de Assistência dos Servidores Públicos do Estado de Goiás
Inscrições: Até 16 de janeiro
Salário: R$ 3.802,52
Vagas: 125
Taxa de inscrição: R$ 85
Prova: 7 de fevereiro de 2010

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão
Inscrições: Até 17 de janeiro
Salário: R$ 12.413,65
Vagas: 100
Taxa de inscrição: R$ 130
Prova: 27 e 28 de fevereiro de 2010

Prefeitura de Campinas (SP)
Inscrições: De 4 a 22 de janeiro
Salário: De R$ 1.261,07 a R$ 4.815,04
Vagas: 627
Taxa de inscrição: De R$ 30 a R$ 70
Prova: 7 de fevereiro

Prefeitura de Diadema (SP)
Inscrições: Até 22 de janeiro
Salário: R$ 9.071,94
Vagas: 19
Taxa de inscrição: Sem cobrança
Prova: 7 de fevereiro

Prefeitura de Guarulhos (SP)
Inscrições: Até 21 de janeiro
Salário: De R$ 1.010,57 a R$ 2.865,94
Vagas: 14 e formação de cadastro
Taxa de inscrição: De R$ 28 a R$ 66
Prova: 7 de fevereiro

Prefeitura de Hortolândia (SP)
Inscrições: Até 11 de janeiro
Salário: De R$ 626,61 a R$ 5.958,81
Vagas: 142
Taxa de inscrição: De R$ 29 a R$ 59
Prova: 31 de janeiro

Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo (MG)
Inscrições: De 28 de dezembro a 17 de janeiro de 2010
Salário: R$ 488,73 a R$ 4.253,60
Vagas: 25
Taxa de inscrição: R$ 25 a R$ 55
Prova: 7 de fevereiro de 2010

Tribunal Regional Federal da 4ª Região (Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná)
Inscrições: Até 18 de fevereiro
Salário: R$ 3.993,09 para técnico e R$ 6.551,52 para analista
Vagas: 48 e formação de cadastro
Taxa de inscrição: R$ 55 e R$ 70
Prova: 11 de abril de 2010

RioPrevidência (Fundo Único de Previdência do Estado do Rio de Janeiro)
Inscrições: Até 24 de janeiro
Salário: De R$ 2.146 a R$ 5.922
Vagas: 100
Taxa de inscrição: R$ 70 e R$ 100
Prova: 7 de março de 2010

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Atuação da Defesa Civil revolta agricultores

Os produtores rurais do Vale do Apodi, que foram atingidos pelas enchentes do ano de 2008, somente agora estão sendo atendidos pela Defesa Civil Estadual. Mas os produtores estão reclamando da forma como os Poços Artesianos do município estão sendo recuperados. Eles pedem providencias da coordenação estadual da Defesa Civil.

O presidente da Associação dos Produtores de Arroz do Vale do Apodi, Francisco Antonio Gama, e o vice-presidente da Associação dos Agricultores do Sitio Baixa Fechada, Francisco Jorge dos Santos "Poroca", denunciam que a Comissão Municipal de Defesa Civil e as Associações Comunitárias do Vale do Apodi realizaram um levantamento em 2008, em que foram detectados problemas em 54 poços artesanais (cacimbão).

A Defesa Civil Estadual está recuperando através de uma empresa contratada os equipamentos, mas os agricultores alegam que os serviços são executados de forma errada e isso acarretará em prejuízos aos agricultores. "Em vez de poços (cacimbão) estão fazendo verdadeiras cisternas com cimento, isso faz com que não exista infiltração e os reservatórios não recebam água", comentou o produtor rural Francisco Antonio Gama.

Cerca de 30 produtores rurais se reuniram na Comunidade Rural de Trapiá para discutir o problema. A maioria defendeu que a Comissão Estadual de Defesa Civil faça uma visita nas comunidades para ouvir os agricultores e buscar uma solução para o impasse. Em Apodi tanto o Sindicato dos Trabalhadores Rurais quanto a Secretaria de Agricultura não foram procurados pela empresa que está realizando a recuperação dos poços artesanais das comunidades rurais do Vale do Apodi.

Os produtores rurais estão articulando uma audiência com o Secretario de Recursos Hídricos, Ibere Ferreira, para que providências sejam tomadas. Uma comissão foi formada e ate segunda-feira estão se deslocando a Natal para manter o contato.

CORREIO DA TARDE

Pablo Neruda


O chileno Pablo Neruda vive nas lembranças de muitos em função dos grandes presentes escritos que deixou para a humanidade. Em Morre Lentamente o poeta nos deixa a certeza de que temos de viver, arriscar e fazer constantemente no presente, não se esquecendo de ser feliz.

Morre lentamente…
quem não lê, quem não viaja,
quem não ouve música,
quem não encontra graça em si mesmo.

Morre lentamente…
quem destrói seu amor próprio,
quem não se deixa ajudar.

Morre lentamente…
quem se transforma em escravo do hábito repetindo todos os dias os mesmos trajetos, quem não muda de marca, não se arrisca a vestir uma nova cor ou não conversa com quem não conhece
Morre lentamente…
quem evita uma paixão e seu redemoinho de emoções,
justamente as que resgatam o brilho dos olhos e os corações aos tropeços.
Morre lentamente…
quem não vira a mesa quando está infeliz com o seu trabalho, ou amor, quem não arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho, quem não se permite, pelo menos uma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos…

Lembre-se do que é Positivo

Muitas pessoas cometem o erro de se lembrar apenas do que é negativo e de colocar o que é positivo no esquecimento. O erro básico é que ao se lembrarem de tudo o que foi sem valor e negativo, se esquecem do que tem valor verdadeiro. Raramente, você se lembra dos momentos em que estava cheio de amor, quando sentia seu corpo totalmente vivo. Raramente você se lembra dos momentos em que sentiu o silêncio, mas sempre se lembra de quando estava com raiva e aborrecido, de quando foi insultado e reagiu com vingança contra alguém. Você sempre se lembrará dos momentos em que se machucou e raramente dos momentos em que se sentiu nutrido. E é muito importante se lembrar desses momentos que nutriram. O mais importante é que, lembrando-se desses momentos, será criada a possibilidade deles acontecerem novamente. Se alguém se lembra constantemente de coisas negativas, poderá passar pelo mesmo tipo de experiências novamente, porque desenvolverá uma inclinação para aquelas coisas, e esses incidentes terão muito mais chances de continuarem se repetindo.

JOAQUIM BARBOSA CRITICA JUDICIÁRIO

“O Judiciário tem uma parcela grande de responsabilidade pelo aumento das práticas de corrupção em nosso país”, na opinião do ministro do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa. Em entrevista ao jornal “O Globo” (03.01.2010). A entrevista foi concedida à jornalista Carolina Brígido.

Alguns trechos…


O senhor é descrente da política?

Joaquim Barbosa — Tal como é praticada no Brasil, sim. Porque a impunidade é hoje problema crucial do país. A impunidade no Brasil é planejada, é deliberada. As instituições concebidas para combatê-la são organizadas de forma que elas sejam impotentes, incapazes na prática de ter uma ação eficaz.


A quais instituições o senhor se refere?

Joaquim Barbosa — Falo especialmente dos órgãos cuja ação seria mais competente em termos de combate à corrupção, especialmente do Judiciário. A Polícia e o Ministério Público, não obstante as suas manifestas deficiências e os seus erros e defeitos pontuais, cumprem razoavelmente o seu papel. Porém, o Poder Judiciário tem uma parcela grande de responsabilidade pelo aumento das práticas de corrupção em nosso país. A generalizada sensação de impunidade verificada hoje no Brasil decorre em grande parte de fatores estruturais, mas é também reforçada pela atuação do Poder Judiciário, das suas práticas arcaicas, das suas interpretações lenientes e muitas vezes cúmplices para com os atos de corrupção e, sobretudo, com a sua falta de transparência no processo de tomada de decisões. Para ser minimamente eficaz, o Poder Judiciário brasileiro precisaria ser reinventado.


Qual a opinião do senhor sobre os movimentos sociais no Brasil?

Joaquim Barbosa — Temos um problema cultural sério: a passividade com que a sociedade assiste a práticas chocantes de corrupção. Há tendência a carnavalizar e banalizar práticas que deveriam provocar reação furiosa na população. Infelizmente, no Brasil, às vezes, assistimos à trivialização dessas práticas através de brincadeiras, chacotas, piadas. Tudo isso vem confortar a situação dos corruptos. Basta comparar a reação da sociedade brasileira em relação a certas práticas políticas com a reação em outros países da América Latina. É muito diferente.


Como deviam protestar?

Joaquim Barbosa — Elas deviam externar mais sua indignação.


O próximo ano é de eleições. Que conselho daria ao eleitor?

Joaquim Barbosa — Que pense bem, que examine o currículo, o passado, as ações das pessoas em quem vão votar.


Quando o senhor vota, sente dificuldade de escolher candidatos?

Joaquim Barbosa — Em alguns casos, tenho dificuldade. Sou eleitor no Rio de Janeiro. Para deputado federal, não tenho dificuldade, voto há muito tempo no mesmo candidato. Para governador, para prefeito, me sinto às vezes numa saia justa. O leque dos candidatos que se apresenta não preenche os requisitos necessários, na minha opinião. Não raro isso me acontece. Não falo sobre a eleição do ano que vem, porque ainda não conheço os candidatos.

Sindicalizado só paga meia para assistir filme da vida de Lula


A distribuidora Downtown Filmes, responsável pelo lançamento de 'Lula, o Filho do Brasil', fechou novo acordo com sindicatos e exibidores do filme para que qualquer trabalhador sindicalizado pague meia entrada em todos as salas de cinema do país para assistir ao filme. Esse é o terceiro acordo que a Downtown Filmes faz com os sindicatos, com o propósito de promover e atrair mais público para o filme, considerado o principal lançamento do cinema nacional em 2010, em termos de público e de renda. O filme, que está em cartaz há uma semana, está sendo exibido em 354 salas, de acordo com a Downtown, que até ontem tinha contabilizado público de 329.278 espectadores.

Qualquer trabalhador sindicalizado poderá ter acesso ao filme pagando 50% do valor do ingresso a partir de hoje -apenas na rede UCI a promoção começará no próximo dia 15. Basta apresentar a carteira do sindicato, acompanhada de um documento de identidade.

(Informações da Folha de S.Paulo)

As manchetes do dia

Folha de S.Paulo
Jobim fará seu próprio relatório sobre os casos

O Estado de S.Paulo
Presidente do BC é demitido e crise se agrava na Argentina

Jornal do Brasil
Os novos poupadores

O Globo
Rio vai remover 119 favelas de áreas de risco em 2 anos

Valor Econômico
Empresa nacional exporta só 15% em alta-manufatura

Correio Braziliense
Câmara também abusa das horas extras

Estado de Minas
Gastança - Em ano de escândalos, câmara dos deputados torra R$ 20 milhões a mais em horas extras

Diário do Nordeste
Combustíveis terão reajustes de até 5%

A Tarde
Ponte Salvador-Itaparica:governo lança edital dia 12

Extra
Tá liberado

Correio do Povo
Encontrado corpos de vítimas em Agudos

Zero Hora
Acordo entre governo e bancos promete facilitar a vida de aposentados
Folha de Pernambuco
Atropelado na avenida do perigo

Jornal do Commercio

O Centro é da China

Diário de Pernambuco
Bancos mudam para os aposentados

[Apodi ]Município inicia preparativos para o carnaval

A fantasia travestida de realidade que só a festa mais popular do país consegue despertar nos foliões começa a ser preparada no município de Apodi no Médio Oeste potiguar.
Os preparativos para o Carnaval 2010 já começam a ser traçados pela Prefeitura do Apodi, responsável pela realização da grande festa popular que a cada ano tem se transformado em um dos maiores do interior do Rio Grande do Norte.
A prefeita Goreti da Silveira Pinto (PMDB) realizou uma reunião em seu gabinete com as equipes das Secretarias de Turismo, Obras, Urbanismo e o chefe de Gabinete Civil, Klinger Péricles Pinto Diniz, onde foram dados os primeiros passos para o processo de licitação da grande festa como a mídia, camarotes, som, bandas, segurança e vários outros assuntos relacionados ao Carnaval 2010 que, nos últimos anos, tem se transformado em um dos carnavais de rua de maior qualidade da região do Médio e Alto Oeste.
De acordo com a assessoria de Comunicação Social da Prefeitura do Apodi, os preparativos estão sendo adiantados para que a festa repita o sucesso das edições passadas. Sempre realizada na BR-405 a festa de momo em 2010 poderá mudar de local devido a exigências da Polícia Rodoviária Federal e do DNIT - Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes -, já que a rodovia é federal e uma das principais do interior potiguar e no período carnavalesco fica interditada.
A comissão organizadora do Carnaval de Apodi, através das Secretarias de Turismo, Obras e Urbanismo, vem realizando um levantamento nas Praças Robson Lopes e Getúlio Vargas para a realização da grande festa.
O carnaval é a maior manifestação popular do mundo. Registro único da mistura que forma a cultura brasileira. Quando chega a hora de todos os participantes serem personagens de sua própria peça, sua fantasia, seu enredo, seu samba. Assim é o carnaval todos os anos.
"A nossa maior festa popular. Uma festa que reúne emoções, criatividade, cores, sons e muita alegria e felicidade aos apodienses. Este ano, trabalharemos para oferecer uma festa mais bonita, mais segura não só para os foliões, mas para todo o povo", garantiu a prefeita Goreti Pinto.
O Carnaval de Apodi reúne foliões de várias cidades do Rio Grande do Norte e dos vizinhos Estados como Paraíba e Ceará. Nesse período a economia da cidade fica aquecida, hotéis, pousadas, postos de combustível e restaurantes faturam bem mais e com isso a economia da cidade fica aquecida.
De fato

Blog do Prof. Ozamir Lima - Designer: Segundo Freitas