domingo, 30 de novembro de 2008

História: 30 de novembro de 1979


O general Figueiredo, fazendo outro uso de sua política de "mão estendida", responde com banana a protesto estudantil em Florianópolis. Segue-se batalha de 6 h com a PM, a Novembrada. Presos e processados 5 estudantes. A popularidade do governo cai brusca e irremediavelmente.(V.o)

País terá mais idosos que crianças em 2036

Leio no jornal Folha de São Paulo Projeções do IBGE indicando que o total de idosos superará o de crianças no país em 2036, e não em 2049, como na previsão anterior. A estimativa resulta da aceleração da queda da fecundidade, que chegou a 1,95 filho por mulher. Pela nova projeção, a população começará a diminuir em 2039.

sábado, 29 de novembro de 2008

Governo federal vai financiar construção de sete presídios para jovens no país

O Ministério da Justiça entregou o projeto executivo de sete presídios para jovens adultos (com idade entre 18 a 24 anos) a serem construídos nos próximos meses em diferentes estados brasileiros.
Cada penitenciária vai gerar 421 vagas e a previsão do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) é de que as unidades estejam prontas no segundo semestre de 2009. Segundo o ministro da Justiça, Tarso Genro, os futuros presídios marcam uma mudança conceitual na política penitenciária do país, ao priorizarem as condições de ressocialização.
“É a interrupção de uma cadeia de formação de criminosos que abala toda a sociedade. É um investimento altamente positivo, necessário e que não deve ser interrompido”, disse o ministro.
“Teremos condições reais e efetivas de realizar tratamentos para a reintegração dos presos e assim evitar a reincidência”, acrescentou o diretor-geral do Depen, Airton Michels.
As unidades prisionais, de âmbito estadual, terão salas de aula onde os detentos receberão cursos educacionais e profissionalizantes. Haverá, ainda, ala de saúde com médicos, psicólogos e assistentes sociais. Cada detento dividirá a cela com outros cinco presos.
O único critério a ser respeitado para encaminhamento de condenados aos presídios destinados a jovens será a faixa etária, não havendo nenhum tipo de restrição relativo ao tipo de crime praticado.
Para construção dos presídios, o Ministério da Justiça vai repassar em torno de R$ 14,8 milhões a cada um dos sete estados contemplados com os projetos: Bahia, Alagoas, Piauí, Pará, Mato Grosso, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.
A iniciativa de criar as unidades prisionais, de âmbito estadual, faz parte do Programa Nacional de Segurança com Cidadania (Pronasci).
De acordo com o Depen, a população carcerária do Brasil é de aproximadamente 443 mil presos dos quais, 112 mil, 26% do total, são homens com idade entre 18 e 24 anos.
Fonte:Agência estado

Comento:

O que há de bom na iniciativa do governo é a idéia de ressocialização.
Na minha modesta opinião, a construção de presídios pode resolver o problema de alojamento dos presos, mas não soluciona todos os problemas do sistema prisional. de nada adianta reformas no sistema prisional se não tivermos amplas reformas na sociedade.

A começar pela educacional. Educação pública, de boa qualidade, em período integral e para todos.

Ensino noturno estadual terá novo modelo

Está na edição de hoje do Jornal Gazeta do Oeste: Educação diferenciada para o ensino médio noturno. Esta é a proposta do Seminário de Sensibilização do Ensino Médio Noturno, idealizado pelo Governo do Estado, que será realizado pela Secretaria Estadual de Educação, para diminuir a evasão e a repetência escolar do aluno-trabalhador.

O evento será realizado nos dias 1º e 2 de dezembro no Hotel PraiaMar, em Natal, a partir das 8h. A programação do encontro será voltada para os educadores que trabalhem em escolas do Rio Grande do Norte.

A previsão da Secretaria Estadual de Educação é de que mais de 500 educadores de 25 escolas do Estado estejam envolvidos no projeto. A proposta, que já é aplicada em algumas escolas, é reformular o currículo para adequar as aulas a este perfil de aluno. Serão oferecidas palestras e debates sobre o assunto durante o evento e exposição de pôsteres de escolas que já desenvolvem o projeto em sala de aula.

Comento:

O ensino médio noturno é quase sempre considerado nos meios educacionais como um problema, uma fonte de insatisfação que precisa ser solucionada.Ás vezes penso ser realmente um problema de difícil solução, pois com muita freqüência é oferecido àqueles que dispõem de menos recursos.As primeiras experiências com ensino noturno no Brasil datam do tempo do império.Já naquela época,os cursos noturnos estavam relacionados aos analfabetos adultos, que não tinham tido como freqüentar aulas no período diurno, por estarem trabalhando. Para fazermos uma reflexão mais consistente sobre o ensino noturno, é preciso que se conheça quem são os alunos que o freqüentam, bem como o modelo de escola que lhes é oferecido.É formado por jovens estudantes, em sua maioria,um grande número faz parte do mercado de trabalho,com baixa qualificação,muitos com jornadas de oito horas ou mais e trabalham por ser extremamente necessário para sobreviverem.
Talvez a condição de aluno-trabalhador represente a característica mais marcante do ensino médio noturno,o que exige uma educação diferenciada e a metodologia empregada pelos professores deve ir além da seleção de conteúdos.

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

"Não precisei ler o Paulo Coelho", diz Saramago em SP

Único prêmio Nobel de Literatura da língua portuguesa, José Saramago, 86, disse que não precisou ler a obra de Paulo Coelho para ficar mais sereno. A afirmação foi nesta terça-feira em São Paulo. "Não precisei ler o Paulo Coelho. Uma boa doença vale por toda obra do Paulo Coelho", disse em tom de brincadeira.
A serenidade veio após o período em que ficou muito doente e que o obrigou a interromper o livro que veio lançar no Brasil, "A Viagem do Elefante".
Totalmente recuperado, Saramago está em São Paulo também para promover a exposição "A Consistência dos Sonhos", que também tem uma versão em livro, uma cronobiografia assinada por Fernando Gómez Aguilera. Saramago ainda participa de sabatina da Folha na próxima sexta-feira (28), no teatro Folha (av. Higienópolis, 618, 2º piso, São Paulo). As inscrições para o evento estão encerradas.
Sobre o novo livro, Saramago afirmou que o inusitado é que a dosagem de humor que colocou na obra. Ele também afirmou que fez uma certa "garimpagem" espontânea de vocabulário ao usar espontaneamente palavras de sua adolescência e infância.
"Usei palavras que tinham ficado enterradas no passado, somos compostos de sedimentos lingüísticos", afirmou o escritor português."A Viagem do Elefante" tem lançamento pela Companhia das Letras e custa R$ 42. A exposição será inaugurada na próxima sexta-feira no Instituto Tomie Ohtake (av. Faria Lima, 201, Pinheiros, tel. 0/xx/11/2245-1900), em São Paulo, e permanece até 15 de fevereiro de 2009.


Folha

BANCO DO BRASIL OFICIALIZA COMPRA DO BANCO DO ESTADO DO PIAUÍ

A incorporação do Banco do Estado do Piauí - BEP pelo Banco do Brasil foi aprovada nesta sexta-feira, 28, pelas assembléias de acionistas das duas empresas. O BB pagará R$ 81.681.000,00 por meio de emissão de 2,9 milhões de ações do Banco do Brasil.
"Durante esses seis anos as tentativas incansáveis do Governo do Piauí e o apoio decisivo do Governo Federal garantiram a efetivação da transação, que se tornou, inclusive, nestes tempos de crise financeira internacional, solução de muitos problemas que afligem o mercado financeiro", afirmou o governador Wellington Dias. O BEP tem sete agências no Piauí.
Com a incorporação, o BB, que já conta com 60 agências no Estado, passará a ter 67. O número de clientes do Banco do Brasil no Piauí passará de 658 mil para 748 mil. Os clientes do banco piauiense terão acesso a um portfólio completo de produtos e negócios e ao relacionamento segmentado, já oferecido pelo BB aos seus clientes.
Com informações da folha

Prefeita de Apodi luta por recursos

A prefeita eleita de Apodi, Gorete Pinto, está, desde o fim da campanha de outubro, realizando viagens a Brasília e a Natal em busca de recursos para garantir ações estruturantes para o município, já a partir de primeiro de janeiro do ano que vem.
Ontem, ela teve audiências com o comandante do Corpo de Bombeiros, Gervasio Portassio Bentes, onde solicitou a implantação de uma unidade do corpo de bombeiros em Apodi para atuar juntamente com a Defesa Civil.
A implantação de uma unidade do corpo de bombeiros ajudaria no período das enchentes no Vale e Chapada do Apodi, onde milhares de famílias ficam em situação de risco no período de inverno. A equipe também serviria para orientar os banhistas da Barragem de Santa Cruz, local considerado um dos principais pontos turísticos do interior do Rio Grande do Norte.
"Na audiência com o comandante Gervasio Protassio, colocamos a estrutura do município à disposição da corporação e, no que depender de estrutura física e condições de trabalho para os bombeiros, estamos à disposição", garantiu Gorete Pinto.
Gorete também esteve com o procurador geral de Justiça, Luís Augusto. O encontro aconteceu na Procuradoria Geral de Justiça. O procurador garantiu a Gorete Pinto que em janeiro estará iniciando as obras da sede da Promotoria de Justiça da Comarca de Apodi, que atenderá também as cidades Felipe Guerra, Itaú, Rodolfo Fernandes e Severiano Melo.
Com o anúncio da construção da sede do Ministério Público, a recente construção do Fórum da Justiça Desembargador Newton Pinto e o anúncio por parte do desembargador Expedito Ferreira de Souza da construção da sede da Justiça Eleitoral, a cidade de Apodi passará a contar com um Centro Administrativo Judiciário, ou seja, Ministério Público, Juizado e Justiça Eleitoral, funcionando em sedes próprias, em áreas próximas uma das outras.
O reforço no policiamento e aquisição de novas viaturas para as polícias Militar e Civil foi um pleito defendido por Gorete junto ao Governo do Estado e que também contará com o apoio da procuradoria geral de Justiça potiguar.
Ontem de manhã foi feita uma visita ao governador em exercício, Iberê Ferreira de Souza. No encontro foram tratados assuntos relacionados ao saneamento básico da cidade, abatedouro frigorífico, ampliação dos cursos e construção de uma sede para o núcleo da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - Uern e construção do terminal turístico e acesso à Barragem de Santa Cruz.
O deputado e atual chefe do gabinete civil, Gustavo Carvalho, também recebeu as lideranças e acompanhou toda a audiência. O governador Iberê Ferreira garantiu buscar solução para os pleitos defendidos por Gorete Pinto.

Prefeita garante governar sem perseguição política

A prefeita eleita de Apodi já se prepara para formar o seu secretariado e assumir o comando administrativo do segundo maior município do Médio e Alto Oeste.
O principal adversário da primeira prefeita da história de política de Apodi foi o professor Flaviano Monteiro, que mesmo contando com a participação do prefeito José Pinheiro e da governadora Wilma de Faria em sua campanha, saiu derrotado das eleições municipais. Ainda assim, a nova prefeita disse que toda vez que for preciso irá à governadora Wilma de Faria em busca do apoio, caso necessite de recursos importantes para beneficiar o povo de Apodi e desenvolver o município. "O que pretendo é oferecer uma nova forma de administrar o meu município, a ponto de dar ao nosso povo a alegria de dizer que moro em Apodi", disse Gorete.
Gorete garantiu que irá governar a sua cidade com aqueles que estiveram na linha de frente lutando pela sua eleição. Mas a campanha acabou e a partir de agora já estou trabalhando com o objetivo de oferecer aos apodienses uma administração dinâmica de solução dos problemas que detectamos ao longo da campanha, assim como colocar em prática o plano de governo que foi apresentado à população do município e que fora referendado com a extraordinária votação obtida, mostrando a generosidade do meu povo.
Fonte:Jornal de Fato
COMENTO:

A implantação de uma unidade do Corpo de Bombeiros em Apodi trará inúmeros benefícios e mais segurança para o nosso povo. As cidades vizinhas também serão beneficiadas já que a corporação prestará atendimento a toda a região, operando nos serviços de prevenção contra incêndios, explosões, combate ao fogo, salvamento e socorros, garantindo a tranqüilidade pública.

Outro sonho antigo da população apodiense,é a construção de um núcleo da Uern, o que representará para os alunos mais chances de ingresso e permanência no ensino superior, pois muitas vezes os estudantes de escola pública de Apodi e cidades vizinhas, vêem a universidade como um sonho distante, tanto pelos critérios rigorosos de seleção como pela localização geográfica da instituição.


Quanto a construção de um terminal turístico na barragem de Santa Cruz, é fundamental para incrementar a economia da cidade,pois além dos recursos provenientes dos turistas,vários serviços serão instalados por causa do terminal.


Assim, caso os recursos sejam viabilizados,a prefeita não poderá medir esforços e deverá providenciar todas as condições necessárias para a instalação.

Potiguares caem em golpe de veículo fantasma

A oferta é boa. Uma entrada em torno dos R$ 2 mil e prestações a perder de vista, por volta dos R$ 500, por um carro novo, ou seminovo. A conversa é bonita: o carro não está em Natal, mas você pode conhecê-lo pelo site ou ir até Apodi ver o veículo, sem pagar nada e sem compromisso. Porém, na hora que o cliente se propõe a fazer a viagem, o vendedor dá a má notícia de que outro interessado já se adiantou e está prestes a fechar negócio. Diante da iminência de perder essa oferta de ocasião, só resta uma alternativa: depositar logo o valor da entrada e assegurar a preferência na compra.

Foi atraído por essa oferta e levado por essa conversa que mais de dez norte-riograndenses já caíram em um golpe que tem se repetido desde o início do ano. Através de anúncios em jornais de grande circulação, os estelionatários chegam às vítimas, que após diversas ligações terminam por depositar o dinheiro da suposta entrada do veículo e só então acabam descobrindo que tudo não passa de uma fraude.

Uma das vítimas, o natalense João (nome fictício), se interessou por um Gol, pelo qual teria de pagar R$ 1.800 de entrada. Após fazer contato com os vigaristas, através de telefones celulares, estes ganharam sua confiança ao não falarem em adiantamento e também o convidarem a conhecer o veículo pessoalmente, ou pelas fotos expostas nos sites www.empresasfinavel.com.br e www.crisautos.com.br, que apesar dos endereços diferentes levam à mesma página da Internet.

Quando João pretendia viajar para Apodi, local onde a loja fictícia funcionaria no Rio Grande do Norte (as outras duas filiais seriam em Creteus–CE e Floresta–PE), foi informado por um dos golpistas de que o carro estava para ser vendido a outra pessoa. “Eles inicialmente não falam em dinheiro, perguntam se não tem como mandar alguém lá, mas quando você resolve ir, dizem que está para ser vendido, a menos que deposite a entrada e aí a preferência é sua”, descreve.

João foi orientado a embarcar no ônibus até Apodi, que estariam lhe aguardando na rodoviária do município. Ele começou a desconfiar quando o motorista informou que não havia rodoviária na cidade. Ao chegar ao destino, ninguém estava à sua espera e até o endereço dado pela quadrilha, na BR-405, inexiste. “Lá me disseram que diversas outras pessoas procuraram essa loja, que na verdade nunca funcionou”, lamenta.

A conta na qual João depositou o dinheiro da suposta entrada estava em nome de João Mendes, o mesmo pelo qual se identificava a pessoa que atendia o telefone (cujo DDD é local) e teria sido aberta em São Paulo. A vítima tentou desmascarar o golpista, fazendo outra pessoa ligar, fingindo interesse em um veículo e tentando marcar um encontro pessoal, porém em nenhum momento o estelionatário caiu na armadilha.

Depois o próprio João conseguiu falar com o falso vendedor, que não só admitiu o golpe, como tripudiou da vítima, chamando-o de “otário”, entre outros nomes, além de “dar conselhos” de como não cair nesse tipo de fraude. “Disse que fazia aquilo há mais de 20 anos e que não era pego porque subornava a polícia e afirmou que preferia pagar R$ 10 mil a um policial, do que devolver meus R$ 1.800. Disse também que já tinha matado gente e que tinha meus dados (os compradores informam para que o “veículo” seja transferido) e fez ameaças”, conta João.
Tribuna

Banco do Brasil e Caixa salvaram a Petrobrás também

Além da Caixa Econômica Federal, a Petrobras também precisou tomar dinheiro emprestado no Banco do Brasil no fim de outubro. Num momento de crise no crédito e falta de dólares para exportação, a maior empresa brasileira fez uma operação de R$ 750,99 milhões com o banco estatal, além dos R$ 2,022 bilhões tomados junto à Caixa Econômica Federal.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Educação quase zero

Li hoje cedo, a coluna do jornalista Woden madruga, no jornal Tribuna do Norte e uma matéria sobre a educação brasileira, merece ser postada para refletirmos a respeito do atual estágio do nosso sistema educacional.

Leia:

O Brasil continua na rabeira mundial quando o assunto é educação. O pior da história é que o nosso país desceu quatro batentes em relação à pesquisa anterior. Estava no 76º lugar e agora acomodou-se no 80º, isso num ranking onde aparecem 129 países. A pesquisa é da Unesco (órgão das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) e seus números foram divulgados ontem. O foco da pesquisa trata de “matrículas no ensino primário, analfabetismo de jovens e adultos, repetência e evasão e paridade entre gêneros no acesso à escola”. O índice do Brasil é inferior ao da Bolívia, que aparece em 75º lugar, ao do Equador (74º), ao da Venezuela (69º) e ao Paraguai (68º).

Segundo a notícia publicada em O Globo, no topo da lista dos países bem-sucedidos na sua política de Educação, está o Cazaquistão, com índice 0,995, na escala até 1, seguido do Japão, da Alemanha e da Noruega. Você, caríssimo leitor, sabe onde fica o Cazaquistão? Farei o mesmo teste de conhecimento quando chegar à redação. De surpresa. Google não vale.

O relatório da Unesco aponta outras marcas catastróficas do Brasil. Somos a única nação da América Latina com mais de 500 mil crianças em idade escolar sem estudar. Em 2006, eram 600 mil. Nesse grupo de desafortunados estão, além do Brasil, mais 16 países. Entre eles, o Iraque (empatado com o Brasil), a Índia (7,2 milhões) e a Nigéria, que é a lanterninha, com 8,1 milhões.

O Brasil também faz bonito no item “taxa de repetência latino-americana”. O Brasil de Lula está em segundo lugar, perdendo apenas para o Suriname, nosso abastado vizinho do Norte. O indicador de repetência do Suriname é de 20,3%; a do Brasil, 18,7%. A média da América Latina está na casa dos 6,4%, e nos países do Caribe, coisa em torno de 2,9%.

Acrescenta a matéria de O Globo que o ranking “é elaborado com base no Índice de Desenvolvimento de Educação para Todos (EDI, em inglês). Mesmo mantendo o mesmo índice da edição anterior (0,901), referente a 2005, o Brasil caiu porque foi ultrapassado por três países e perdeu outras cinco posições por causa da substituição de nações listadas no ranking. De 2005 para 2006, o Brasil foi ultrapassado por Turquia, com quem estava empatado, Colômbia e Emirados Árabes.”

COMENTO:

A pesquisa da Unesco é muito mais do que dados estatísticos, é uma ferramenta para ajudar os governos nas políticas educacionais, pois mostra onde estão os pontos fortes e os pontos fracos de cada país.São números assustadores que evidenciam a falência do atual modelo de gestão educacional do Brasil.Ocupamos uma das últimas posições do ranking internacional que avaliou o ensino de ciências em alunos com cerca de 15 anos de 57 países. Atrás do Brasil, estão apenas a Colômbia, Tunísia, Azerbaijão, Qatar e Quirguistão.Aparecemos em décimo quinto lugar,empatado com Moçambique,no ranking de maiores taxas de repetência do mundo,na escola primária.Estamos entre um grupo de apenas 12 países onde se concentram três quartos de todos os adultos analfabetos do mundo, aponta um relatório da (ONU).Portanto precisamos repensar o nosso sistema educacional,é necessário mudar o modelo de escola.

MANCHETES DE JORNAIS

Tribuna do Norte
Crise na saúde prejudica serviços no Santa Catarina

Folha de S.Paulo
SC vive calamidade com enchentes

O Estado de S.Paulo
EUA: mais US$ 800 bi para reativar crédito

Jornal do Brasil
Equipe de Obama já participa de novo pacote bilionário nos EUA

O Globo
EUA dão mais US$ 800 bi para estimular consumo

Gazeta Mercantil
Crédito recua 3% e juros chegam a 42,9% ao ano

Valor Econômico
Fundos aproveitam baixa de ações e vão às compras

Zero Hora
Ações de resgate revelam as dimensões da tragédia

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Apodi exporta 40 toneladas de mel para vários países

Deu no Jornal Gazeta do Oeste:

A Cooperativa Potiguar de Apicultura (COOPAPI) já proporciona sucesso no setor melífero de Apodi, no Médio Oeste potiguar, onde cerca de 200 famílias vivem da apicultura e com isso garantem o seu sustento no município, onde o desemprego e a falta de oportunidade impera. A organização aliada à união dos apicultores apodienses mostra não ter limites. Somente neste ano de 2008 a Coopapi comercializou 300 toneladas de mel de abelha de excelente qualidade que foi vendido a Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB) que doa as escolas e creches para ser inserido na merenda escolar de milhares de crianças.

Mas a grande conquista dos apicultores de Apodi juntamente com a Coopapi foi a realização de um consórcio envolvendo a Coopapi e Cooperativa da Agricultura Familiar do Apodi (COAFAP), juntamente com a Empresa Mel Brasil Tropical, que exportou 40 toneladas do produto para a África do Sul e Estados Unidos. Com a comercialização do produto para o exterior, o balde com 25 kg de mel, que no Brasil custa apenas R$ 60,00, na exportação ficou ao preço de R$ 82,00. O mel foi transportado em caminhão ate o porto de Recife e depois levado em contêiner para o exterior. "Nosso mel é de excelente qualidade e isso despertou a atenção de empresários para adquirir o nosso produto, e para o próximo ano o nosso objetivo é de exportar mais de 100 toneladas de mel para o exterior", comentou a presidente da Coopapi Fátima Torres.

Somente em 2008 a Coopapi realizou cerca de 600 operações comerciais totalizando assim cerca de R$ 500 mil reais em comercialização de mel. "Quem mora na zona rural de Apodi e tem disposição para trabalhar na apicultura não tem de que reclamar, pois o mercado é bem promissor e promete crescer cada vez mais, porque o nosso produto está ganhando mercado e com isso se valorizando", disse Fátima Torres.

Constantemente a Coopapi, Coafap em parceria com Associação de Pequenos Produtores de Mel e Agricultores Rurais de Apodi, passaram por uma capacitação com o objetivo de se adequar às novas regras para garantir a melhoria na qualidade do mel. São cursos, oficinas, seminários, palestras oferecidos aos apicultores de todo o município.

Para a presidente da Coopapi, Fátima Torres, a exportação mel, foi uma surpresa para todos. "Isso é muito importante, não estávamos esperando, imagine o mel produzido na Serra do Apodi, no Córrego está chegando à mesa dos americanos", comemora.

Quando começou a funcionar, em 03 de abril de 2004 a Cooperativa Potiguar de Apicultura, tinha poucas famílias cadastradas. Mas hoje já são cerca de 200 famílias que vivem exclusivamente da apicultura, são mulheres e homens que a cada dia se aperfeiçoa para garantir junto aos seus apiários uma boa qualidade no doce mel que vem adoçando a vida de muitos produtores rurais que em um passado não muito distante amargavam crises e viviam sob forte clima de dificuldades, mas hoje a qualidade de vida no campo para quem atua nessa atividade é bem diferente.

De acordo com Fátima Torres, os pequenos apicultores chegam a ter uma renda anual de R$ 6 mil reais enquanto que os maiores ultrapassam os R$ 10 mil e cita o apicultor Antônio Urbano da Silva que se destaca entre os maiores apicultores do território apodiense.

COMENTO:

Com certeza a apicultura em Apodi pode se expandir muito mais ,pois tem vantagens competitivas em relação a outras ocupações econômicas tradicionais,porque necessita de pequenas áreas para a instalação das colméias, exigência de pequenos valores de capital inicial,ciclo curto e de pouca manutenção.

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

América Latina

O Chile continua liderando o crescimento da América Latina. No ranking mundial a coisa fica assim:

Chile - 27º

Argentina - 31º

Uruguai - 36º

Costa Rica - 38º

Brasil e México - 43º

MEC ABRE INSCRIÇÕES PARA O PROUNI

"Estão abertas desde esta segunda-feira (24) as inscrições para o ProUni, programa de bolsas de ensino superior do governo federal. Há bolsas integrais e de 50% da mensalidade. O benefício vale para estudantes que ainda não estão matriculados na instituição em que pretendem estudar.Podem se candidatar às bolsas integrais, é preciso ter renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio (R$ 622,15 em valores de hoje). As parciais destinam-se àqueles com renda familiar, por pessoa, de até três salários mínimos (R$ 1.245). Para participar do programa, é necessário ter nota superior a 45 no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2008 - prova objetiva e redação. Também é requisito ter feito todo o ensino médio em escola pública ou, no caso de escola particular, na condição de bolsista integral. O programa é aberto a alunos que estejam concluindo ou já ter terminado o ensino médio.Quem já fez um curso superior não pode receber bolsas do ProUni. Ao efetuar sua inscrição, o candidato deverá escolher cinco opções de faculdade. O critério de seleção será a nota no Enem. A primeira chamada está prevista para 17 de dezembro de 2008. Os candidatos pré-selecionados deverão procurar as faculdades, entre 5 e 30 de janeiro, para apresentar a documentação exigida para a matrícula.As instituições poderão, ainda, aplicar prova de vestibular para a aceitar a matrícula dos bolsistas. As provas deverão ser anunciadas com antecedência de 48 horas aos candidatos.

"SERVIÇO*

As inscrições serão feitas apenas online, pela página do MEC (Ministério da Educação). O prazo para pedir o benefício se encerra às 21h de 12 de dezembro.

DÍVIDA EXTERNA SOBE PARA US$ 214 BIlhões

O valor da dívida externa total alcançou US$ 214 bilhões em outubro, com um aumento de US$ 1,9 bilhão em relação à estimativa de setembro, segundo dados divulgados hoje pelo Banco Central.A dívida de curto prazo soma US$ 49 bilhões, e a dívida de médio e longo prazo, US$ 165 bilhões.

Desigualdade racial

Está na Folha de S. Paulo. Trabalhadores negros (pretos e pardo) ganham cerca da metade do que os não negros (brancos e amarelos) recebem na principal metrópole do país, a Grande SP.. São R$ 4,36 por hora, em média, contra R$ 7,98, segundo pesquisa da Fundação Seade e do Dieese.. Entre os que têm nivel superior, a disparidade aumenta e atinge 40%, com R$13,86 contra R$ 19,49. O desemprego entre negros apresentou queda -foi de 24,3% em 1999 para 17,6% em 2007.

3 bancos concentram 50% de todas as contas correntes do Brasil

A concentração do sistema bancário brasileiro, que já havia avançado de forma significativa com a fusão de Itaú e Unibanco no início do mês, subiu mais alguns pontos com o anúncio de compra da Nossa Caixa pelo Banco do Brasil (BB), confirmada na última quinta-feira.De acordo com ranking do Banco Central (BC), mais da metade de todo o dinheiro depositado no País ficará nas mãos de apenas três instituições financeiras: Itaú Unibanco, BB Nossa Caixa e Bradesco.

FRASE

" A justiça brasileira trata mal os pobres,especialmente os negros"

(Do ministro so STF Joaquim Barbosa)

sábado, 22 de novembro de 2008

Lula cria em nove meses mais empregos com carteiras assinadas que FHC em oito anos

Deu na coluna do Ancelmo, em O Globo:


Leitura de bordo

Lula, a bordo do avião que o levou a Tucuruí, foi informado de que, este ano, até setembro, foram criados 1,9 milhão de empregos com carteiras assinadas.

O número é maior que o de empregos gerados (1,8 milhão) nos oito anos de FH.

Viva a Vida

A vida é uma oportunidade, aproveite-a
A vida é beleza, admire-a
A vida é felicidade, deguste-a
A vida é um sonho, torne-o realidade
A vida é um desafio, enfrente-o
A vida é um dever, cumpra-o
A vida é um jogo, jogue-o
A vida é preciosa, cuide dela
A vida é uma riqueza, conserve-a
A vida é amor, goze-o
A vida é um mistério, descubra-o
A vida é promessa, cumpra-a
A vida é tristeza, supere-a
A vida é um hino, cante-o
A vida é uma luta, aceite-a
A vida é aventura, arrisque-a
A vida é alegria, mereça-a
A vida é vida, defenda-a

Madre Teresa de Calcutá

Moradores de Rua

Uma pesquisa realizada pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) revela que os moradores de rua não é composta por "mendigos" e "pedintes". De acordo com a pesquisa, apenas 16% dessas pessoas pedem dinheiro para sobreviver. 59% afirmaram ter profissão, principalmente relacionada à construção civil, ao comércio, ao trabalhado doméstico e ao serviço de mecânica. Dos entrevistados, 48% disseram que nunca tiveram a carteira de trabalho assinada.

Quanto aos vínculos familiares, o estudo também traz uma surpreendente informação: 52% dos entrevistados declararam que têm algum parente na cidade onde vivem. Destes, 34% mantêm contatos freqüentes com a família e 39% classificam como boa essa relação. Foi detectado também que 46% sempre viveram no município em que moram atualmente.


O levantamento identificou uma predominância masculina (82%) entre as pessoas que vivem na rua. A maior parte, 53%, entre 25 e 44 anos, sendo que 30% se declararam negros, índice bem acima da média nacional, que é de 6,2%. Já o percentual dos que se consideram brancos é de 29,5% (54% entre o conjunto dos brasileiros).

Em relação à freqüência à escola, o levantamento mostra que 95% não estudam atualmente. Do universo pesquisado, 74% sabem ler e escrever, mas 63,5% não concluíram o ensino fundamental. A renda, na maioria dos casos, varia de R$ 20 a R$ 80 semanais.


Os problemas causados pelo alcoolismo e as drogas são apontados por 35,5% dos entrevistados como o principal motivo para passar a viver na rua. O desemprego, com 30% das citações, e os conflitos familiares, com 29%, compõem o quadro de razões que os levam a viver nas ruas.


Segundo o MDS essa é a primeira iniciativa nacional de identificação dos problemas e das dificuldades da população que vive em situação de rua e que, com base nos resultados da pesquisa, pretem aprimorar a proposta de política nacional voltada para esse público, articulando ações juntamente com outros ministérios.
Fonte:consea

CELSO PITTA É FORAGIDO DA JUSTIÇA

"O ex-prefeito de São Paulo, Celso Pitta (PTB), está foragido da Justiça. Ele teve a prisão decretada na última quarta-feira pelo juiz Francisco Antônio Bianco Neto, da 5ª Vara da Família de São Paulo. Celso Pitta teve prisão decretada por não pagar pensão alimentícia a ex-mulherPitta é acusado de não pagar pensão à ex-mulher, Nicéia Camargo do Nascimento. O valor da dívida seria de R$ 100 mil."Nós decretamos sua prisão, mas não é possível detalhar a ação porque ela está tramitando sob segredo de Justiça", afirmou o juiz à Folha Online.Pitta e seus advogados não foram encontrados pela reportagem para comentar o processo. "(folha)

EUA pode perder força econômica em 2025

Deu na coluna do jornalista Claudio Humberto:

Um relatório produzido pela National Intelligence Council (NIC), entidade que coordena todas as agências de inteligência dos Estados Unidos, divulgou esta semana que o país norte-americano pode perder parte da sua força econômica, militar e política para países como China, Índia, Brasil e Irã. O relatório de Tendências Mundiais para 2025 prevê o enfraquecimento do dólar e a transferência de renda do Ocidente para o Oriente. Além disso, o documento também prevê que devido o avanço do aquecimento global e a escassez de recursos podem provocar guerras e as armas nucleares devem estar mais disseminadas no futuro, tanto entre Estados considerados aliados quanto nos grupos terroristas.

[carcinicultura] CRIAÇÃO DE CAMARÃO NO RN

O globo repórter exibido ontem,mostrou a importância da carcinicultura,criação de camarão em cativeiro,para a economia do Rio Grande do Norte.

A fazenda fica no município de Pendências, Rio Grande do Norte. Ela tem 960 hectares, ou seja, dez quilômetros quadrados.

O Rio Grande do Norte tem a maior produção em cativeiro do país: 80% dos camarões que chegam à mesa dos brasileiros saem de fazendas; os 20% restantes são pescados no mar.

O Brasil produz hoje 65 mil toneladas por ano de camarão em cativeiro. O Nordeste contribui com 98%. Somente o Rio Grande do Norte participa com 42%. E o Ceará, com 33%.

Nos arredores de Natal, uma cooperativa de pequenos produtores produz quatro toneladas de camarão por mês. Cada sócio da cooperativa tem em média cinco empregados. Alguns desses criadores de camarão eram camelôs, pedreiros, biscateiros até bem pouco tempo atrás.

"Hoje eu tenho de R$ 2,5 mil a R$ 3 mil de rendimento por mês. Antes, tinha de R$ 600 a R$ 700. Melhorou muito agora, graças a Deus", comemora o produtor Carlos da Silva.

Em Barra do Cunhaú, também no Rio Grande do Norte, a maior parte do camarão produzido no estado é beneficiado em uma indústria.

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

JORNAL ESTADÃO ELOGIA DECISÃO DE GARIBALDI QUE DEVOLVEU A MP DAS FILANTRÓPICAS

Leio o Editorial desta sexta-feira do jornal O Esado de São Paulo, elogiando a decisão do presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN) de devolver para o Planalto a MP das entidades Filantrópicas.

LEIA:

"Garibaldi redime o Senado

A respeito da Medida Provisória (MP) das filantrópicas, que já comentamos nesta página editorial, o melhor resumo seria o feito pelo senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), quando disse que a medida "é imoral, aética, indecorosa, não obedece a nenhum preceito e, principalmente, é uma afronta ao Congresso". Mas o fato de o presidente do Senado, Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), a ter "devolvido" ao Planalto é de importância maior do que o simples repúdio a um notório rebotalho legislativo, que nem os parlamentares governistas com perfis de seriedade (e os há) haveriam de aprovar. Com essa "devolução" o presidente do Senado redime o Legislativo e sinaliza a marca de independência que pretende imprimir neste Poder, livrando-o da crônica submissão ao Executivo que nem o processo de redemocratização do País logrou reverter. Pelo contrário, aprofundou-a. O instituto da Medida Provisória, que deita raízes nos decreto s-lei do regime militar, foi abrigado pela Constituição em nome da governabilidade, já que em certas circunstâncias o governo precisa tomar medidas urgentes que não podem ficar na dependência de debates legislativos às vezes intermináveis.
Mas a Constituição estabelece as condições que facultam a adoção das MPs no artigo 62, que reza: "Em caso de relevância e urgência, o Presidente da República poderá adotar medidas provisórias, com força de lei, devendo submetê-las de imediato ao Congresso Nacional." Portanto, relevância e urgência são essenciais ao mecanismo das MPs. Só que a enxurrada constante e cada vez mais caudalosa dessas "leis" provenientes diretamente do Executivo vem engolfando a independência e com ela a dignidade do Parlamento - não só no governo Lula, mas também nos que o antecederam.Desde que assumiu a presidência do Senado, depois que a Câmara Alta havia se submetido ao longo e doloroso processo de desmoralização c ausado por seu ex-presidente Renan Calheiros (PMDB-AL), Garibaldi Alves Filho desenvolveu um esforço de recuperação da imagem da Casa que até surpreendeu aos que só viam nele um parlamentar pacato, sem muito brilho, de fala muito calma e meio arrastada - e que mandara fazer cinco novos ternos para a honrosa posse.
De lá para cá Garibaldi tem demonstrado que mereceu muito a roupa nova, pois está conseguindo defender a instituição parlamentar como poucos já o fizeram. Não é de hoje, a propósito, que políticos de todos os partidos - não só oposicionistas, mas também governistas - têm criticado com veemência tanto o excesso quanto a irrelevância e a falta de urgência de um amontoado de MPs expedidas pelo Planalto. Mas a reação se esgotava nesses protestos, às vezes até "docemente constrangidos", pois parecia cômodo a muitos legisladores federais deixar que o governo assumisse a responsabilidade de disciplinar matérias até eleitoralmente i mpopulares. Garibaldi foi além das muitas críticas que fez às MPs e assumiu a responsabilidade - e o precedente - de devolver uma delas ao governo. Diga-se, aliás, que escolheu bem a primeira MP a ser devolvida, a 446 das filantrópicas - algo não feito desde 1989. Poucas MPs mereceriam tanto quanto esta o apelido de "Proposta Indecente".A reação do Planalto foi bem expressa pelo ministro de Relações Institucionais, José Múcio, nestes termos: "Não estávamos preparados para um gesto político e inusitado como este. (...) Eu tinha informações de que isso aconteceria, mas não acreditei. Em 20 anos, nunca vi isso." Quer dizer, em 20 anos, o Planalto nunca vira o Parlamento exercer, com independência, seu direito legítimo e constitucional de devolver uma Medida Provisória - não relevante, não urgente e sobretudo imoral.
Como o presidente do Senado tomou a decisão de devolver a MP quando ela já estava tramitando - e não tão logo deu entrada no plenário da Casa -, o indefectível líder governista Romero Jucá (PMDB-RR) pode recorrer à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado contra a decisão do presidente Garibaldi. É o parecer dessa Comissão que deverá ir a plenário - que deliberará ao final sobre a vigência ou não da MP 446. Esperemos que os ilustres membros do Senado da República não percam essa preciosa oportunidade de recuperar a independência, tanto quanto a dignidade da instituição."

O PISO SALARIAL ESTÁ SOB AMEAÇA

Uma das tragédias da educação no Brasil tem como causa os baixos salários dos docentes, que a Lei do Piso Salarial sancionada pelo Presidente Lula tenta reverter.A situação salarial do professor é mais vergonhosa do que se imagina.O pior de tudo é acompanhar diariamente governadores fazendo manifestações contra a implantação do piso,argumentando a inconstitucionalidade da lei,esse governadores são na verdade os verdadeiros inimigos da educação.Vale salientar que segundo a lei esse piso virá em três etapas.Mesmo assim há gestores achando muito caro.São atitudes de governantes que não pensam a educação como investimento e sim como gasto.Lamentável.

ADOLESCENTE SOBREVIVE 118 DIAS SEM CORAÇÃO

Uma adolescente norte-americana sobreviveu durante quase quatro meses sem coração, graças a um equipamento feito sob medida, que a manteve viva até que fosse submetida a um transplante, disseram médicos de Miami nesta quarta-feira. Os médicos disseram que o fato é inédito em um paciente dessa idade, mas que há um caso na Alemanha de um adulto que sobreviveu durante nove meses sem coração.

No Enem 2008, escola pública tira 'vermelha'; particular tem 'azul'


Alunos de escolas públicas não conseguiram, no 3º ano do ensino médio, acertar metade das questões do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em 2008, segundo relatório do MEC (Ministério da Educação) desta quinta-feira (20). Eles tiveram média 37,27. A nota "azul" foi alcançada pelos colegas das escolas privadas, que tiraram, em média, 56,12 em escala que vai até 100.


O abismo que separa as duas redes - 18,25 pontos - é menor que o visto em 2007, quando a prova teve nível mais fácil e beneficiou os alunos das particulares. Mas é maior que os 17,13 de diferença entre as duas redes vistos em 2006.

As comparações levam em conta as notas dos estudantes na prova objetiva, de múltipla escolha. Não foram consideradas as notas dos treineiros - que ainda não chegaram ao 3º ano - nem dos egressos, que já se formaram.

Distância regional
DF tem melhor ensino médio; Amazonas, o pior

A Bahia teve a maior distância de desempenho entre alunos de escolas públicas e privadas: 55,34 contra 33,06. Em média, o Nordeste é a região em que essa diferença é maior, 19,31 pontos.

Os Estados em que o desempenho das duas redes mais se aproxima são Roraima e Rio Grande do Sul. No primeiro, com a média da rede particular abaixo do resto do país (35,03) as escolas públicas estão menos distantes.

Já os gaúchos têm a maior média entre escolas públicas do país (42,12), 11,3 pontos atrás das escolas particulares do Estado.

[Enem] MÉDIA POR ESTADO


MEC DIVULGA RESULTADO DO ENEM 2008

"Os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2008 já estão disponíveis para consulta na internet. Este ano, a média nacional da prova objetiva do Enem foi de 41,69, em uma escala que vai de zero a cem. Na redação a nota foi 59,35. Cada participante pode acessar a página do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) para conferir o seu boletim individual de desempenho, que posteriormente será enviado ao candidato pelos Correios. Em 2007, a média nacional dos participantes foi de de 51,52 pontos na parte objetiva e de 55,99 na de redação. Entretanto, o Inep ressalta que os resultados do Enem não podem ser comparados ano a no em função da metodologia da prova, que pode ter níveis diferentes de dificuldade em cada edição.
Sos 2,9 milhões de participantes do Enem 2008, 56% concluíram o ensino médio em anos anteriores, são os chamados egressos. Entre os alunos concluintes – 1,1 milhão – a maioria, 77%, são de escola pública. O desempenho desses estudantes na prova objetiva foi de 37,27 pontos, contra 56,12 pontos dos alunos que estão concluindo o ensino médio na rede privada. A nota dos candidatos egressos, tanto na parte objetiva como na redação, são superiores a dos alunos que estão concluindo o ensino médio em 2008. Há ainda um terceiro grupo que participa da prova, os treineiros. São estudantes que só concluirão o ensino médio nos anos seguintes, mas participam do Enem como forma de auto-avaliação. Esses possuem as maiores notas: 45,43 na prova objetiva e 60,08 na redação. O Enem é voluntário."

(Agência Brasil))

Alunos protestam contra a falta de transporte escolar


Estudantes interditaram na manhã de ontem a BR 405, o protesto tinha o objetivo de despertar a atenção da sociedade para problemas de paralisação no transporte escolar da rede pública de ensino.
Os alunos estão há vários dias sem transporte escolar e estão sendo seriamente prejudicados em razão do problema.Não consigo entender o porquê de tanta falta de compromisso com a educação em nosso estado,não há justificativa convincente para a falta de transporte para conduzir os alunos às suas respectivas unidades escolares, já que existem recursos para tal fim.Inadmissível, falta de transporte escolar em pleno século 21,é uma das formas de desmonte da escola pública.

Estado irá pagar piso proporcional aos professores

Durante audiência pública realizada na manhã de ontem, na Assembléia Legislativa, o secretário de Educação do Estado, Ruy Pereira, confirmou que o governo irá pagar a parcela do piso salarial dos profissionais do magistério, a partir de janeiro de 2009. Isso significa que no próximo ano o vencimento inicial mínimo dos professores da rede estadual, para aqueles que possuem apenas nível médio, será de R$ 680. Hoje é de R$ 620.

Isso porque o piso salarial aprovado pelo Congresso Nacional e sancionado pelo presidente Lula, no mês de julho, é de R$ 950, mas somente para profissionais com jornada de 40 horas semanais. Como na rede estadual a carga horária é de 30 horas, o valor proporcional é de R$ 712, porém essa quantia só precisará ser paga integralmente a partir de janeiro de 2010.

No próximo ano, a obrigação da União, Estados e municípios é acrescentar aos salários que sejam inferiores ao piso, dois terços da diferença. Sendo assim, em uma cidade onde o vencimento inicial é de R$ 500, a diferença é de R$ 450, então R$ 300 terão de ser pagos a partir de janeiro próximo. Com isso, o salário inicial terá de passar a R$ 800.

STF - Após ouvir os argumentos e ponderações em favor da constitucionalidade da Lei 11.738/2008, que estabelece o Piso Nacional dos Professores, o ministro do SFT (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, disse à comissão de parlamentares representantes da Frente em Defesa do Piso que pretende apresentar o voto dele até o dia 15 de dezembro, mas que também vai ouvir, hoje, os cinco governadores que apresentaram a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) questionando a lei.

A deputada Fátima Bezerra, coordenadora da Frente, disse que confia na sensibilidade social do STF e que espera daquele Poder a decisão de não acatar a Adin apresentada contra o Piso dos Professores. A deputada relatou como foi o encontro com o ministro-relator: "O ministro foi atencioso às ponderações que apresentamos na defesa da lei, fizemos uma retrospectiva da luta dos trabalhadores em educação para aprovar este Piso e mostramos que será um retrocesso para a educação se acatarem a Adin, pois esta decisão terá um impacto direto para dois milhões de professores e 50 milhões de alunos".

Participaram da audiência, além da deputada Fátima Bezerra, o deputado Carlos Abicalil (PT-MT), o presidente da Comissão de Educação do Senado, senador Cristovam Buarque (PDT-DF), as senadoras Ideli Salvatti (PT-SC) e Fátima Cleide (PT-RO), e o Advogado-Geral da União, José Antonio Dias Toffoli.(Gazeta)

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Daniel Dantas recorre a nove advogados para enfrentar De Sanctis

A preocupação com uma possível prisão levou Daniel Dantas a se apresentar ontem à Justiça Federal com um batalhão de advogados. Em vez dos tradicionais três ou quatro defensores, o banqueiro entrou na sala de audiência do juiz Fausto De Sanctis, da 6ª Vara Federal Criminal, rodeado por ao menos nove advogados.

Câmara aprova cotas para universidades públicas

A Câmara dos Deputados aprovou, hoje, um projeto que reserva metade das vagas em universidades públicas federais, vinculadas ao Ministério da Educação, para alunos que cursaram todo o ensino médio em escolas públicas. Dentro desta cota, haverá ainda sub-cotas para beneficiar negros, indígenas e estudantes de baixa renda. O projeto segue para votação no Senado. Segundo o texto, as universidades teriam quatro anos para se adaptar às cotas.

A divisão destas cotas será feita de acordo com o percentual de negros, pardos e índios encontrados na população do estado em que está a instituição de ensino. Em um estado, por exemplo, que tenha 20% de negros, pelo menos 20% das vagas reservadas a escolas públicas terão de ser ocupadas por negros.

Uma outra sub-cota reserva metade das vagas de escola pública para os estudantes que tem renda familiar per capita inferior a 1,5 salário mínimo. O deputado Paulo Renato (PSDB-SP) afirma que este será o critério mais eficiente na redução da desigualdade. “Todos os dados têm dito que é a situação de renda da família que determina o desempenho diferencial entre os estudantes sistemas de ensino”.

Cassados mandatos do governador e vice da Paraiba

Por unanimidade, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) aprovou nesta quinta-feira a cassação dos mandatos do governador da Paraíba, Cássio Cunha Lima (PSDB), e de seu vice José Lacerda Neto (DEM). Ambos são acusados de utilizar programas sociais para a distribuição irregular de dinheiro, via cheques, em um processo denominado Caso Fac (Fundação de Ação Comunitária).

O presidente do TSE, Carlos Ayres Britto, disse que a decisão deverá ser cumprida a partir da publicação do acórdão e cassada também a decisão liminar --que mantém Cunha Lima e Lacerda Neto nos cargos.

Cunha Lima e Lacerda Neto podem ainda recorrer ao STF (Supremo Tribunal Federal) contra a decisão. Nesta quinta-feira foi julgado o recurso ingressado pela defesa que tentou garantir a manutenção dos mandatos de ambos, sem risco de cassação. O recurso foi julgado ontem.

Inicialmente, o ministro-relator do processo, Eros Grau, recomendou pela rejeição das sete questões preliminares --levantadas pela defesa-- considerando-as improcedentes. Depois, votou pela cassação dos mandatos de Cunha Lima e Lacerda Neto.

"Não há dúvidas por parte do governador a distribuição de cheques", afirmou o relator. "Há largo abuso do poder político com conteúdo econômico", disse. "Uma das testemunhas disse que recebeu um cheque e uma mensagem: "Esse é um presente do governador, lembre-se dele. Com os cumprimentos, Cássio Cunha Lima, governador", afirmou o ministro.

Segundo o ministro Joaquim Barbosa, alguns dados contidos no processo são "estarrecedores". Para ele, era fundamental cassar a liminar --que assegura a manutenção de Cunha Lima e Lacerda Neto atualmente nos cargos. (Folha Online)

APROVAÇÃO SEM CRITÉRIOS

As nossas escolas estão funcionando atualmente como uma espécie de fábrica de aprovação,mas sem critérios bem definidos,pois o aluno é aprovado para o ano seguinte independentemente de ter aprendido ou não.Uma reflexão profunda precisa ser feita sobre essa metodologia avaliativa, uma vez que o nosso sistema simplesmente aprova.
Mesmo sem estudar o aluno conclui o ano letivo sem saber nada ,pois o sistema atual permite.É um erro pensar que privilegiando a aprovação do aluno represente aprová-lo sem a devida condição à continuação de seus estudos.A aprovação automática como acontece atualmente,só teria sentido se houvesse um trabalho eficaz de recuperação com os alunos de rendimento escolar insatisfatório, e isto não está sendo feito.O resultado deste modelo cruel, são muitos alunos chegando ao ensino médio semi-analfabetos com a ilusão de um certificado de ensino fundamental que na prática não os qualifica para quando adultos a enfrentarem o exigente mercado de trabalho.Preocupo-me enquanto educador,pois vejo os índices de aprovação altíssimos,porém sem o devido conhecimento.

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

MANCHETE DE JORNAIS

Tribuna do Norte
Pertobras confirma que vai adiar planos e projetos para 2009

Folha de S.Paulo
Serra propõe novo critério para promoção de servidor

O Estado de S.Paulo
PF já tem elementos para pedir nova prisão de Dantas

Jornal do Brasil
Crise freia a Petrobras

O Globo
EUA têm a maior queda dos preços desde 1947

Gazeta Mercantil
BNDES busca R$ 10 bi para fechar o ano

Valor Econômico
Pronto projeto que prevê repatriação de US$ 70 bi

Correio Braziliense
Trânsito, o vilão da mortalidade infantil

Estado de Minas
Empresas investem em Minas apesar da crise

Zero Hora
Operações desmontam dois esquemas de fraude em aposentadorias no RS

GREVE DO TRANSPORTE ESCOLAR

Mais uma vez, o sistema de transporte escolar da rede estadual de ensino, que transporta os estudantes das zonas rurais para às escolas da cidade de APODI está em greve. Tudo porque, há três meses, os proprietários dos veículos que prestam serviços não recebem o pagamento que é de responsabilidade do Governo estadual

Esperamos providência urgentemente da governadora para evitar que os alunos não continuem sendo prejudicados,principalmente os estudantes concluintes do terceiro ano, os pré-vestibulandos.

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Adeus reformas

Tudo leva a crer que as reformas política e tributária, este ano, não serão aprovadas no Congresso. Pode ser que no primeiro semestre de 2009 registre-se razoável movimentação parlamentar, mas garantia de mudanças estruturais nos dois setores, só por milagre.

No caso da reforma política, porque não haverá um deputado ou senador disposto a votar projetos capazes de prejudicá-los na tentativa de reeleger-se em 2010. Fidelidade partidária, limitação do número de partidos, financiamento público das campanhas, votação em listas partidárias - essas e outras alterações poderão reunir adeptos, mas jamais em número suficiente para serem aprovadas.

Quanto à reforma tributária, até que poderia avançar um pouco, mas, diante da crise econômica mundial, foi para a geladeira. Ninguém quer perder receita ou receber mais encargos, ainda que todos pretendam que os outros percam ou recebam. Nem a União, nem os estados, nem os municípios. Muito menos o empresariado, a classe média e os trabalhadores. Acima e além dos partidos, as bancadas parlamentares se dividirão em grupos senão capazes de impor suas necessidades, ao menos em condições de impedir que os adversários o façam.

Melhores estudantes terão emprego garantido pelo RN

Leio no jornal Gazeta do Oeste matéria sobre a criação em 15 cidades, do programa primeira chance desenvolvido pelo governo estado com o objetivo de garantir o primeiro emprego para os 1000 alunos de melhor desempenho escolar.Obterei informações mais completas sobre os critérios de implantação para sabermos o motivo pelo qual Apodi não foi contemplado.

Leia matéria completa:

O Governo do Estado vai garantir o primeiro emprego para os 1.000 alunos da rede estadual de ensino com melhor desempenho escolar nos municípios beneficiados pelo programa Primeira Chance. Para permitir a inclusão de jovens concluintes do ensino médio no mercado de trabalho local, serão investidos R$ 5 milhões. Os alunos que obtiverem os melhores desempenhos (notas) serão selecionados para o primeiro emprego, com o pagamento de um salário mínimo assegurado durante um ano pelo governo.

Os jovens terão a carteira assinada, cabendo às empresas contratantes apenas as despesas com encargos sociais. "A medida visa premiar os estudantes com melhor rendimento escolar, estimulando o estudo, combatendo a evasão e contribuindo assim para a melhoria da qualidade do ensino público", afirma o secretário estadual de Educação, Ruy Pereira.
Serão beneficiados alunos das cidades de Assu, Angicos, Caicó, Currais Novos, João Câmara, Macaíba, Macau, Mossoró, Natal, Nova Cruz, Parnamirim, Pau dos Ferros, São Gonçalo do Amarante e São José de Mipibu.

De acordo com a sub-secretária do Trabalho da Secretaria Estadual do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (SETHAS), Alcina Holanda, somente no próximo ano, mais 2.000 jovens serão beneficiados pelo programa Primeira Chance, sendo 1.000 selecionados pelo mérito escolar.
Desde que foi implantado pela governadora Wilma de Faria, o Primeira Chance já possibilitou a oportunidade do primeiro emprego para mais de 10 mil jovens potiguares com idade entre 16 e 24 anos. "Normalmente os jovens que se destacam acabam sendo incorporados pelas empresas mesmo após o período de um ano", destaca Alcina.

CONVÊNIO - Outra boa notícia para os estudantes foi a assinatura de convênio firmado na noite de quinta-feira, 13, entre o Governo do Estado e a Associação dos Magistrados do Trabalho da 21ª Região (AMATRA 21).
O convênio, que integra o projeto Trabalho, Justiça e Cidadania, vai possibilitar que servidores do Judiciário trabalhista, procuradores do trabalho e outros magistrados apresentem noções básicas dos direitos fundamentais e dos direitos trabalhistas nas escolas públicas estaduais.

MANCHETES DE JORNAIS

Folha de S.Paulo
Juiz do caso Dantas deve permanecer, diz tribunal

O Estado de S.Paulo
FMI defende gastos de US$ 1,2 tri contra a crise

Jornal do Brasil
Crise já consumiu R$ 150 bi do Brasil

O Globo
BB e CEF dão mais R$ 13 bi para ampliar financiamentos

Gazeta Mercantil
GM teme contaminação da matriz na venda local

Valor Econômico
BB negocia alterações radicais no crédito rural

Correio Braziliense
Servidor terá R$ 8 bi para comprar imóvel

Estado de Minas
IPTU vai ficar 6% mais caro em BH

Zero Hora
Estado pagará 13º no dia 5

Gazeta do Oeste
Wilma recebe projeto do complexo viário

Jornal de Fato
Polícia apreende nove adolescentesacusados de assalto

Tribuna do Norte
CEF anuncia R$ 10 bilhões para crédito consignado

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Quadrilha de jovens é desbaratada em Caraúbas


Quadrilha assalta e espanca grupo de estudantes em Apodi
Uma quadrilha formada por um jovem de 18 anos e dez adolescentes foi desbaratada neste domingo, em Caraúbas, cidade localizada no Oeste potiguar e distante 296 quilômetros de Natal, por uma equipe de policiais civis da Operação Oeste em conjunto com policiais militares.

O delegado Ronaldo Gomes, diretor da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor), afirmou ao Nominuto.com que o bando é o responsável pelo assalto ao ônibus onde estava um grupo de estudantes, que saía de Caraúbas com destino a Apodi. Fato ocorrido no dia 7 de novembro.

Ele informou que a prisão de Raí Aloísio da Silva, 18, e dos dez adolescentes – com idades variando entre 13 e 17 anos – aconteceu em uma casa naquela cidade do Oeste por volta das 11h30 após um trabalho minucioso de investigação da polícia civil. “Raí já é conhecido na cidade e os outros são conhecidos na cidade”, comentou. Dentro da residência, os policiais civis encontraram armas (um revólver calibre 38 e duas espingardas calibre 12 sendo uma delas artesanal), munições dos dois calibres e dos objetos roubados em crimes praticados pelo bando.

Ronaldo Gomes informou que houve troca de tiros com o bando e dois dos adolescentes foram baleados. “Durante a reação deles, foram atingidos nas pernas e levados para o hospital em Mossoró onde receberam o atendimento médico”, explicou. O delegado comentou que a quadrilha foi formada recentemente. " Eles agiam tem cerca de dois meses e praticavam os crimes aqui por perto", revelou.

De acordo com informações, o mesmo bando invadiu uma casa no sábado (15) e roubou mais objetos. O diretor da Deicor declarou que “todos vão ficar detidos em Caraúbas”. Quanto à autuação pelos crimes, o indiciamento será por formação de quadrilha, porte ilegal de arma e roubo. “Já temos informações de, pelo menos, cinco assaltos praticados por essa turma”, completou o delegado.
Fonte:Nominuto

sábado, 15 de novembro de 2008

Estudo mostra que 71% dos latinos-americanos estão felizes

Um estudo divulgado neste sábado mostra que 71% dos latino-americanos se sentem satisfeitos com suas vidas. Segundo Marta Lagos, diretora da Latinobarômetro, a América Latina experimentou a liberdade possibilitada pela democracia e o crescimento econômico dos últimos cinco anos, e agora os latino-americanos estão - cada dia mais conscientes de seus problemas, mais exigentes com seus direitos e com maiores expectativas de futuro.

A esperança com que os habitantes da região vêem o futuro aumentou de 49% em 1998, para 61% em 2006, e 71% em 2008.Na região, o país mais preocupado com o futuro é o Peru (44%), enquanto o que mais tem esperança é o Paraguai (83%).Para a Latinobarômetro, - apesar da boa fase econômica dos últimos anos, a percepção da maioria continua sendo de que é o Estado quem deve resolver os problemas.

O país mais a favor das soluções a cargo do Estado é a Argentina, seguida por Paraguai e Nicarágua, enquanto o país que dá menos peso à responsabilidade estatal é a Guatemala.
Em relação às atividades que deveriam estar em mãos do Estado, 86% mencionam a educação; seguido da saúde (85%), da água potável (83%) e das universidades e da previdência (82%).

No aspecto cultural, a Latinobarômetro revelou que as pessoas mais discriminadas são os pobres, seguidos pelos índios, homossexuais, negros, imigrantes e velhos.
folha

OAB decide se jornalista Pimenta Neves pode advogar

Os conselheiros da seccional paulista da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) devem decidir nesta segunda-feira (17/11) se o jornalista Antonio Marcos Pimenta Neves, condenado pela morte da namorada Sandra Gomide, pode advogar. O crime ocorreu em agosto de 2000, em Ibiúna (SP).

A discussão sobre a possibilidade de que Pimenta Neves atue como advogado tramita há seis anos. Réu confesso e bacharel em Direito desde 1973, ele solicitou a inscrição na Ordem em 2002.

O que estará em debate entre os conselheiros será a idoneidade moral, um dos requisitos para a inscrição na OAB. Alguns advogados sustentam que não é possível falar em idoneidade, já que Pimenta Neves não tem uma condenação definitiva. A Constituição Federal de 1988 garantiu que até o trânsito em julgado da sentença condenatória (quando não existe mais possibilidade de recorrer) todos são considerados inocentes.

Em maio de 2006, Pimenta Neves foi condenado a 19 anos, dois meses e 12 dias de prisão, mas pôde recorrer em liberdade. A pena foi posteriormente reduzida a 18 anos pelo TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo), reconhecendo a confissão espontânea do acusado.

Caso obtenha a inscrição na Ordem e seja condenado em definitivo, Pimenta Neves não poderá advogar e será expulso da OAB. O jornalista tem hoje 71 anos, o que pode impedir que ele seja preso novamente.(Do site Última Instância)

Quem pediu para os americanos criarem a bomba nuclear?

Esse pedido foi feito pelo físico judeu Albert Einstein. Ele escreveu uma carta para o presidente Franklin Roosevelt alertando para a possibilidade dos nazistas estarem desenvolvendo tecnologia atômica. O cientista pediu para o governo dos EUA ficar atento e intensificar as pesquisas nessa área.


O presidente resolveu criar a bomba antes dos nazistas e para isso reuniu alguns dos seus melhores cientistas no projeto Manhattan, investindo 20 milhões de dólares na pesquisa.


O resultado disso deixou aterrorizado o mundo com as explosões atômicas sobre Hiroshima e Nagasaki, em agosto de 1945, matando 120 mil pessoas com o uso de apenas um avião.


A ironia é que a construção da bomba atômica só foi possível graças ao trabalho de cientistas judeus que haviam ido para os EUA fugindo do nazismo. O próprio Einstein era judeu. Se tivesse contado com esses talentos, os nazistas provavelmente conseguiriam desenvolver a bomba antes dos aliados.


Einstein se arrependeu do pedido, pois informações vindas da Alemanha, depois disso, mostravam que os nazistas estavam muito longe de construir a bomba. Muitos cientistas criticaram o projeto, mas mesmo assim ele continuou até seu final.
História viva

ANALFABETISMO

Leio o jornal Correio da Tarde,de sexta-feira (14/11/2008) e me deparo com uma matéria bastante negativa sobre o nosso estado mostrando que quase 200 mil potiguares não sabem ler nem escrever,esses números correspondem a 13% da população.São dados assustadores que servem para reforçar a necessidades do governo do estado investir em políticas públicas direcionadas à erredicação do analfabetismo.A aquisição da leitura e da escrita é sem dúvida hoje um problema cultural, social e econômico,pois não saber ler nem escrever acarreta a condição de exclusão social.

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Concursos devem cobrar novas regras ortográficas a partir de 2009

Novas regras serão obrigatórias somente a partir de 2013, mas professores recomendam que candidatos já comecem a se preparar

Candidatos a vagas em concursos públicos devem começar a estudar desde já as mudanças previstas na reforma ortográfica, segundo professores.

O uso das novas regras de ortografia, sancionadas em setembro pelo Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, será obrigatório somente a partir de 2013.

Os candidatos, no entanto, devem começar a se preparar, mesmo com quatro anos de prazo para adaptação. Algumas organizadoras de concursos já admitem que vão cobrar o conhecimentos das novas regras em provas objetivas a partir do ano que vem.

De 2009 até 31 de dezembro de 2012, o país terá um período de transição, no qual valerão tanto a ortografia atual quanto as novas regras.

O acordo ortográfico unifica a escrita nos oito países que falam português: Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Timor Leste, Brasil e Portugal. E, apesar de a incorporação das mudanças pelos livros escolares ser obrigatória a partir de 2010, editoras prevêem lançamento de livros com as novas regras já em 2009.

Organizadoras

Foram consultados a Fundação Vunesp, a Fundação Cesgranrio, o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB) e a Consulplan sobre os procedimentos que serão adotados em relação às novas regras.

Consulplan

A Consulplan informou que irá adotar as mudanças nos enunciados e nas alternativas de respostas das questões a partir de janeiro do próximo ano. O modo antigo e o novo de escrever, no entanto, serão aceitos oficialmente até dezembro de 2012.

“Sabe-se que essas mudanças são progressivas e que, por se tratar de uma fase de adaptação, a Consulplan não exigirá na resolução das questões que os candidatos sigam as novas regras gramaticais”, informou a organizadora em nota. Em relação à correção da redação e das provas discursivas, elas serão analisadas e corrigidas em conformidade com as normas e exigências do edital do concurso.

A organizadora recomenda que os candidatos tomem conhecimento das novas regras gramaticais e que atentem para o que será exigido por meio dos editais.

Vunesp


A Fundação Vunesp informou que a implantação será gradual, a partir de 2009, chegando-se integralmente às novas normas ortográficas apenas em 2011 e 2012. Segundo Silvia Bruni Queiroz, técnica em avaliação educacional, até 2012, nenhum candidato será penalizado por utilizar uma ou outra das formas.

Silvia recomenda aos candidatos que, a partir de 2009, comecem a fazer uso das novas normas ortográficas para que possam incorporá-las gradualmente.

Em relação às exigências serem pedidas no edital, a fundação informou que vai depender da negociação com os órgãos.

Cesgranrio

A Fundação Cesgranrio informou que ainda não foi estabelecida a data a partir da qual passará a exigir as novas regras ortográficas.

Antes de a nova grafia ser adotada, porém, tanto para as questões de múltipla escolha como para as questões discursivas e as redações, as informações serão amplamente divulgadas nos editais e no site da fundação na Internet.

A gerente do Departamento Acadêmico, Maria Vitória Teixeira, recomenda que os candidatos comecem a se preparar desde já.

Cespe/UnB

O Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB) informou que, a partir de janeiro de 2009, a nova ortografia pode ser cobrada nas questões objetivas. Segundo a organizadora, portanto, os candidatos devem estar preparados.

Nas provas discursivas, as duas formas de escrita serão igualmente aceitas até 2012. “As bancas de correção serão devidamente orientadas para aceitar ambas as formas de escrita durante o período de transição”, disse Marcus Vinicius Soares, coordenador acadêmico no Cespe/UnB.

Em relação às exigências serem pedidas no edital, a questão deve ser definida até o fim do ano.

Mudanças no edital

Para Cláudia Beltrão, professora de Português, caso as organizadoras decidam cobrar as novas regras, a exigência deverá estar explícita nos editais.

“Se as novas normas forem cobradas e isso não estiver previsto no edital, o candidato pode entrar com recurso contra as questões e até com mandado de segurança contra o concurso”, alerta.

Ela já está ensinando as novas regras aos candidatos em sala de aula porque trabalha com a possibilidade de muitas bancas pedirem as novas regras já no ano que vem. Ela ressalta, no entanto, que, nas redações, os candidatos poderão usar as duas formas de escrita até o fim de 2012.

As mudanças ocorrem apenas na acentuação gráfica e no hífen. Segundo Cláudia, no primeiro caso, os alunos devem entender o que é ditongo, hiato e palavras paroxítonas para poder assimilar as mudanças. Já no caso do hífen, a “decoreba” será inevitável.

“Quem irá prestar concurso no ano que vem não deve se aprofundar nisso agora, mas apenas se informar sobre as mudanças e continuar se dedicando a concordância, regência e crase, que são bastante pedidos nas provas e não vão mudar.”

Só com segurança

Ela recomenda que as novas regras sejam usadas em redações ou provas dissertativas se o candidato estiver totalmente seguro. “Se não tiver certeza, não misture o atual com o novo”, diz.

Segundo ela, o candidato não deve usar o período de transição para fazer experiência – ele tem de aproveitar para ir se acostumando com as novas regras. “Se ficar em dúvida, vá pelo que já é conhecido.”

Renato Aquino, autor dos livros Português para Concursos e Redação para Concursos, pela editora Campus/Elsevier, diz que o bom senso pediria que nada fosse cobrado em 2009 dos candidatos.

Estudo desde já

Ele recomenda, porém, que o candidato estude acentuação gráfica como sempre estudou, já enfocando as mudanças.

“Tem que partir pra nova ortografia, escrever na nova língua. Afinal, não foram tantas alterações assim”, diz. Ressalta que ainda não é hora de investir em livros sobre o assunto.

Para Diego Amorim, professor de Português, as novas normas podem ser pedidas em provas de interpretação de texto. “As bancas podem perguntar, por exemplo, se a retirada do acento agudo pode interferir no sentido da frase”, diz.

Por isso, ele afirma, é necessário que o candidato saiba as duas normas. “Quanto mais ler sobre o assunto, mais vai se familiarizando com as mudanças”. O professor incentiva que os candidatos já passem a fazer as redações com as novas normas a partir do ano que vem. “Isso mostra atualização e sofisticação lingüística”.

Ele diz, ainda, que a prova de atualidades também pode trazer perguntas sobre a reforma ortográfica: por que foi instituída, como foi o processo, entre outras.
Fonte: G1/Globo.com

IBGE - 80% DO PIB DO BRASIL ESTÁ NAS MÃOS DE SETE ESTADOS E DO DISTRITO FEDERAL

"E quase 80% do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro são provenientes de apenas oito das 27 unidades da federação, São Paulo, Rio, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Bahia, Santa Catarina e Distrito Federal, informou hoje o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), que divulgou o documento Contas Regionais 2006. Segundo o instituto, a concentração reduziu-se em 1 ponto percentual (ou R$ 23,7 bilhões) entre 2002 e 2006. Nesse período, a região Norte elevou em 0,4 ponto percentual sua participação no PIB do país, enquanto o Sul recuou em 0,6 ponto percentual. O Distrito Federal continua tendo o maior PIB per capita (R$ 37.600), quase o triplo da média nacional (R$ 12.688) e bem à frente de São Paulo (R$ 19.548) e Rio (R$ 17.695), segundo e terceiro colocados na lista. Na outra ponta, os Estados com os piores PIBs per capita são Piauí (R$ 4.213), Maranhão (R$ 4.628) e Alagoas (R$ 5.164). Apenas oito Unidades da Federação possuíram PIB per capita acima da média do Brasil em 2006: Distrito Federal, São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso. Entre 2002 e 2006, São Paulo e Rio Grande Sul foram os Estados que mais perderam participação no PIB. São Paulo passou de 34,6% de participação em 2002 para 33,9% em 2006, e o Rio de Grande do Sul, de 7,1% para 6,6%."
O POVO

Gaucha vai completar 100 anos desafiando regras de saúde


A gaúcha Olívia Franco da Silva completa 100 anos desafiando todos os protocolos de saúde -fuma, toma cerveja preta e não dispensa um torresmo. Com os hábitos "politicamente incorretos", ela pretende festejar o aniversário hoje em Alvorada (RS).

UOL

BOM DIA ,Ferreira Gullar

Traduzir-se
de Ferreira Gullar

Uma parte de mim
é todo mundo:
outra parte é ninguém:
fundo sem fundo.

uma parte de mim
é multidão:
outra parte estranheza
e solidão.

Uma parte de mim
pesa, pondera:
outra parte
delira.

Uma parte de mim
é permanente:
outra parte
se sabe de repente.

Uma parte de mim
é só vertigem:
outra parte,
linguagem.

Traduzir-se uma parte
na outra parte
-que é uma questão
de vida ou morte-
será arte?

Jefferson ressurge


A direção nacional do PTB está confiante. Depois de aumentar o número de prefeitos e vereadores nas eleições municipais, a expectativa é aumentar a bancada na Câmara de 19 para até 35 deputados. Nas últimas eleições, o partido passou de 270 para 418 prefeitos. O número de vereadores subiu de cerca de 2.400 para 3.800, segundo o presidente nacional do partido, Roberto Jefferson.
"Vamos fazer 30, 35 federais em 2010. É pé no chão", garantiu ontem (12) o presidente nacional do PTB, o deputado cassado Roberto Jéfferson (RJ), em visita ao Congresso.

O presidente do PTB acha difícil a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Roussef, sair candidata e conseguir vencer as eleições. "Ela é gerentona. Não vejo jogo de cintura, mas é correta, honesta e arrumou a Casa Civil", avaliou Jéfferson. "Falta um sorriso mais contagiante."

Ele elogiou o deputado Ciro Gomes (PSB-CE) como candidato e disse ser improvável que o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), ingresse no seu partido. "Não sei se o nosso número de sapato cabe no pé dele. O pé do Aécio é enorme...", brincou Jéfferson. "Nós não temos sapato para ele. O PTB é um partido de médio porte."

Jefferson desfiou elogios no substituto de Walfrido Mares Guia, José Múcio Monteiro, que "atende a bancada, não é vaidoso e nem arrogante".

(Congresso em Foco)

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA É SOLIDÁRIOS AOS PROFESSORES

"O procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, emitiu nesta quinta-feira parecer contra a ação de inconstitucionalidade que contesta o piso nacional de R$ 950 para os professores (Lei nº 11.738/2008). Souza opinou pela extinção do processo, sem o julgamento do mérito, bem como pelo indeferimento do pedido de medida cautelar da ADI movida pelos governos do Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Ceará. O parecer agora vai para o Supremo Tribunal Federal (STF) e deve ser examinado pelo relator da matéria, ministro Joaquim Barbosa. O piso salarial foi aprovado no Senado e sancionado pelo presidente Lula em junho deste ano. Com a mudança no valor pago, a União deve entrar com uma parte dos recursos necessários em estados e municípios que não consigam garantir o pagamento dos R$ 950, com verbas do Fundo da Educação Básica (Fundeb), no valor de R$ 6 bilhões até 2010. No entanto, os governadores reclamam que esse valor provoca despesas exageradas aos estados, municípios e ao Distrito Federal, além de não ter sido previsto no orçamento. Eles também questionam o fato de a lei determinar o pagamento retroativo a janeiro deste ano.
Os mesmos questionamentos já foram feitos por instituições como o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e a União Nacional dos Dirigentes Municipais (Undime). Pontos referentes à jornada de trabalho e à carga horária para o desempenho das atividades de interação com os alunos também são contestados pelos governos estaduais. O procurador-geral argumenta que a fixação do piso já estava prevista pela Emenda Constitucional 53, promulgada em 2003, e que por isso os entes federados deveriam estar preparados para cumprir a determinação legal. Também por conta dessa emenda, Antonio Fernando de Souza argumenta que os governadores não podem alegar falta de dotação orçamentária."

(Agência Brasil)

Walter Alves reúne vários prefeitos do RN em café da manhã na residência oficial do Senado


Foto: Jane Araújo

O deputado Walter Alves reuniu vários prefeitos eleitos ontem pela manhã em Brasília. Encontro aconteceu durante café da manhã na residência oficial do presidente do Senado, Garibaldi Filho.

Compareceram ao café da manhã os prefeitos de Campo Grande - o atual Bebeto e o eleito Bibi de Nenca; Coronel Ezequiel – Boba; Bom Jesus – Edmundo Júnior; Várzea – Getúlio Luciano; Parelhas - o atual Antônio Petronilo e o eleito Francisco; Apodi – Gorete Pinto; e o prefeito eleito de Extremoz – Klaus Rêgo.

Também participaram do café da manhã o deputado federal Henrique Alves e o presidente da Funasa, Danilo Fortes. E, Claro, o senador Garibaldi Filho.

O encontro teve como objetivo discutir os recursos federais que serão aplicados nos municípios.
Blog do Oliveira

Foi há 90 anos que os EUA se tornaram uma potência

Há exatos 90 anos, a Alemanha assinou o armistício que encerrou a Primeira Guerra Mundial (1914-1918), conflito que matou mais de 10 milhões, destruiu toda economia européia e colocou os EUA na liderança do cenário global.
Segundo o Professor Christopher Capozzola, de história do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT): justamente os EUA, que hesitaram em entrar na guerra sob a forte influência do seu isolacionismo, foram os grandes vencedores do conflito.
"A Primeira Guerra é o que realmente confirma os EUA como um poder mundial, um país que guia relações internacionais e tem papel central no mundo pelo resto do século 20 e até hoje", diz o professor.
Fonte: Folha

[Curiosidade] FERIADO

O dia de Ano Novo foi o primeiro feriado comemorado pela humanidade, na Babilônia de 2000 a.C. Apesar de ainda não contarem com um calendário escrito, os babilônios começavam a celebrar seu novo ciclo anual (a festa durava 11 dias) na data equivalente ao nosso 23 de março.
Fonte:o curioso

Frente Parlamentar em Defesa do Piso dos Professores será lançada dia 19 na Câmara

Parlamentares que defendem a educação brasileira lançam, oficialmente, no próximo dia 19, na Câmara dos Deputados, a Frente Parlamentar em Defesa do Piso Salarial Profissional Nacional. A Frente começou a ser organizada após os governadores do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul e Ceará, com apoio de outros cinco governadores (São Paulo, Minas Gerais, Tocantins, Roraima e Distrito Federal) ajuizarem no Supremo Tribunal Federal (STF) a ADI 4167 que questiona a constitucionalidade da Lei do piso, sancionada em julho pelo presidente Lula.

A Frente em Defesa do Piso Nacional já conta com mais de 200 assinaturas de deputados e senadores. Na última segunda-feira (10) foi realizada na Comissão de Educação da Câmara (CEC) uma reunião preliminar. Ficou acertada a realização de um novo encontro nesta quinta-feira (13), às 10 horas, também na CEC, para entrega de um requerimento com todas as assinaturas e definição de um calendário de mobilização contra a ADI.


Para a deputada Fátima Bezerra (PT/RN), que propôs a criação da Frente Parlamentar em parceria com o senador Cristóvam Buarque (PDT-DF), trata-se de uma luta coletiva em defesa da educação e do respeito ao Poder Legislativo brasileiro que aprovou a Lei do Piso. "O Congresso Nacional tem a missão irrenunciável de abraçar, com toda a responsabilidade e dedicação, a defesa dessa lei. Vamos ao STF, ao Advogado Geral da União, vamos manter uma articulação com os movimentos sociais para que esta conquista do magistério público não seja derrubada", acrescenta a deputada.

Segundo o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Roberto Leão, "força e disposição nunca faltaram aos profissionais de educação, por isso é preciso que todos mantenham a luta pelo direito à educação pública de qualidade e de valorização do magistério". Leão aproveitou para convidar representantes das afiliadas nos estados para o lançamento da Frente Parlamentar. A solenidade está marcada para as 10 horas da quinta-feira (19), no plenário da Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados.

O senador Cristovam Buarque (PDT/DF), presidente da Comissão de Educação do Senado Federal, que também integra a Frente, "espera que o pedido de inconstitucionalidade seja negado pelo STF".

Já o deputado Carlos Abicalil (PT/MT), que participa da Frente, diz que a idéia é defender a constitucionalidade da lei que estabelece o piso salarial do magistério. "A frente irá trabalhar com ações institucionais junto a Advocacia Geral do Senado Federal - órgão que representará o Congresso na defesa da constitucionalidade -, a Procuradoria Geral da República, Advocacia Geral da União, além de convocar vereadores e deputados estaduais com ações diretas nos estados que moveram ação", destaca.

FONTE:CUT

O Brasil é o país com o terceiro maior índice de mortalidade infantil na América do Sul

O Brasil é o país com o terceiro maior índice de mortalidade infantil na América do Sul. A informação consta do Relatório sobre a Situação da População Mundial 2008, divulgado ONTEM(12) pelo Fundo de População das Nações Unidas (Unfpa). De acordo com o estudo, a estimativa para este ano é que, em cada grupo de mil crianças nascidas vivas no país, 23 morram antes de completar 1 ano de idade. O índice brasileiro só não é maior do que o da Bolívia, com 45 mortes, e o do Paraguai, com 32.

Na América do Sul, a menor taxa foi registrada no Chile, que apresenta uma média de sete mortes para cada grupo de mil crianças nascidas vivas. Em seguida, aparecem Argentina e Uruguai, ambos com 13 óbitos, e Venezuela, com 17.
Com informações do UOL

Leia a Lei do Piso Nacional

Presidência da RepúblicaCasa CivilSubchefia para Assuntos JurídicosLEI Nº 11.738, DE 16 DE JULHO DE 2008.Mensagem de vetoRegulamenta a alínea “e” do inciso III do caput do art. 60 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para instituir o piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica.O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:Art. 1o Esta Lei regulamenta o piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica a que se refere a alínea “e” do inciso III do caput do art. 60 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias.Art. 2o O piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica será de R$ 950,00 (novecentos e cinqüenta reais) mensais, para a formação em nível médio, na modalidade Normal, prevista no art. 62 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional.§ 1o O piso salarial profissional nacional é o valor abaixo do qual a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios não poderão fixar o vencimento inicial das Carreiras do magistério público da educação básica, para a jornada de, no máximo, 40 (quarenta) horas semanais.§ 2o Por profissionais do magistério público da educação básica entendem-se aqueles que desempenham as atividades de docência ou as de suporte pedagógico à docência, isto é, direção ou administração, planejamento, inspeção, supervisão, orientação e coordenação educacionais, exercidas no âmbito das unidades escolares de educação básica, em suas diversas etapas e modalidades, com a formação mínima determinada pela legislação federal de diretrizes e bases da educação nacional.§ 3o Os vencimentos iniciais referentes às demais jornadas de trabalho serão, no mínimo, proporcionais ao valor mencionado no caput deste artigo.§ 4o Na composição da jornada de trabalho, observar-se-á o limite máximo de 2/3 (dois terços) da carga horária para o desempenho das atividades de interação com os educandos.§ 5o As disposições relativas ao piso salarial de que trata esta Lei serão aplicadas a todas as aposentadorias e pensões dos profissionais do magistério público da educação básica alcançadas pelo art. 7o da Emenda Constitucional no 41, de 19 de dezembro de 2003, e pela Emenda Constitucional no 47, de 5 de julho de 2005.Art. 3o O valor de que trata o art. 2o desta Lei passará a vigorar a partir de 1o de janeiro de 2008, e sua integralização, como vencimento inicial das Carreiras dos profissionais da educação básica pública, pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios será feita de forma progressiva e proporcional, observado o seguinte:I – (VETADO);II – a partir de 1o de janeiro de 2009, acréscimo de 2/3 (dois terços) da diferença entre o valor referido no art. 2o desta Lei, atualizado na forma do art. 5o desta Lei, e o vencimento inicial da Carreira vigente;III – a integralização do valor de que trata o art. 2o desta Lei, atualizado na forma do art. 5o desta Lei, dar-se-á a partir de 1o de janeiro de 2010, com o acréscimo da diferença remanescente.§ 1o A integralização de que trata o caput deste artigo poderá ser antecipada a qualquer tempo pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios.§ 2o Até 31 de dezembro de 2009, admitir-se-á que o piso salarial profissional nacional compreenda vantagens pecuniárias, pagas a qualquer título, nos casos em que a aplicação do disposto neste artigo resulte em valor inferior ao de que trata o art. 2o desta Lei, sendo resguardadas as vantagens daqueles que percebam valores acima do referido nesta Lei.Art. 4o A União deverá complementar, na forma e no limite do disposto no inciso VI do caput do art. 60 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias e em regulamento, a integralização de que trata o art. 3o desta Lei, nos casos em que o ente federativo, a partir da consideração dos recursos constitucionalmente vinculados à educação, não tenha disponibilidade orçamentária para cumprir o valor fixado.§ 1o O ente federativo deverá justificar sua necessidade e incapacidade, enviando ao Ministério da Educação solicitação fundamentada, acompanhada de planilha de custos comprovando a necessidade da complementação de que trata o caput deste artigo.§ 2o A União será responsável por cooperar tecnicamente com o ente federativo que não conseguir assegurar o pagamento do piso, de forma a assessorá-lo no planejamento e aperfeiçoamento da aplicação de seus recursos.Art. 5o O piso salarial profissional nacional do magistério público da educação básica será atualizado, anualmente, no mês de janeiro, a partir do ano de 2009.Parágrafo único. A atualização de que trata o caput deste artigo será calculada utilizando-se o mesmo percentual de crescimento do valor anual mínimo por aluno referente aos anos iniciais do ensino fundamental urbano, definido nacionalmente, nos termos da Lei no 11.494, de 20 de junho de 2007.Art. 6o A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios deverão elaborar ou adequar seus Planos de Carreira e Remuneração do Magistério até 31 de dezembro de 2009, tendo em vista o cumprimento do piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica, conforme disposto no parágrafo único do art. 206 da Constituição Federal.Art. 7o (VETADO)Art. 8o Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.Brasília, 16 de julho de 2008; 187o da Independência e 120o da República.LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA

Brasileira leva prêmio de 'bumbum' mais bonito do mundo

A brasileira Melanie Nunes Fronckowiak conquistou, ontem, o prêmio de "bumbum mais bonito do mundo", em competição disputada em Paris, na França. Quarenta e cinco finalistas de 26 países participaram da disputa, em que a vencedora, de 20 anos, ganhou um contrato de modelo e um prêmio de 15 mil euros. (Agência Reuters)

MANCHETES DE JORNAIS

Tribuna do Norte

Acão judicial pede liberação de r$ 64 milhões para a saúde

Jornal de Fato
Wilma fica com menos da metade do que pleiteava

Gazeta do Oeste
Marido mata esposa e depois se suicida

Folha de S.Paulo
Caixa dá R$ 2 bi para financiar consumo

O Estado de S.Paulo
EUA mudam plano anticrise e bolsas voltam a despencar

Jornal do Brasil
Pacote dos EUA muda e privilegia consumidor

O Globo

Senado sobe aposentadorias e rombo pode ser de R$ 9 bi

Gazeta Mercantil
Nossa Caixa pode custar um "Bradesco" ao BB

Valor Econômico
Bancos pequenos recebem R$ 31 bi com medidas do BC

Correio Braziliense
Aos 12 anos, menino rouba, trafica e mata

Zero Hora

Vereadores aprovam projeto do Pontal em sessão tumultuada

Folha de Pernambuco
Caixa libera crédito para o consumidor

Jornal do Commercio
Efeito da crise será maior após o Natal

Diário de Pernambuco
A epidemia do novo século

Petrobras apóia implantação da Uned do Cefet em Apodi

Ontem, às 10h, a Petrobras assinou com a Fundação de Apoio ao Cefet (FUNCERN) e o Cefet/RN o convênio de apoio às atividades de implantação da Unidade de Ensino do Cefet de Apodi, na Casa de Cultura de Apodi. Prevista para ser inaugurada em março do próximo ano, a Unidade de Ensino do Cefet de Apodi vai atender um público de 1.200 alunos e oferecerá os cursos técnicos de nível médio em Biocombustíveis e Zootecnia, além do curso superior de licenciatura em Química. O número total de servidores é de 160 pessoas. A infra-estrutura do local contemplará biblioteca, auditório, refeitório, 10 salas de aula, 10 laboratórios, e área administrativa.No final do mês de novembro, a Petrobras também assina convênio para equipar os laboratórios da Unidade de Ensino do Cefet em Macau.
Gazeta do Oeste



Blog do Prof. Ozamir Lima - Designer: Segundo Freitas